R.B. 15/JUL/20 "Em nome da liberdade"


"Em nome da liberdade"

São Paulo, 15 de julho de 2020 (QUARTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, impulsionada pela valorização das commodities, pela expectativa de retomada das atividades comerciais e pela crescente entrada de novos investidores na bolsa tupiniquim diante do baixo patamar da taxa básica de juros (2,25% ao ano) e (2) o DÓLAR pode seguir em queda, com “boas chances” de testar o “suporte” dos R$ 5,00 ainda neste mês, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e a esperada manutenção do “humor positivo” na B3.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,8% (aos 100.440pts), retomando o patamar dos 100.000pts, quiçá para mantê-lo por um longo período, para ampliar os ganhos acumulados no mês (5,6%) e reduzir as perdas registradas no ano (-13,1%), diante dos sinais de retomada da economia tupiniquim e do movimento ascendente das bolsas de NY, que ao que não caíram na conversa fiada do governador vagabundo e socialista da California e (2) o DÓLAR caiu -0,7% à R$ 5,35, devolvendo parte da alta acumulada no pregão anterior (1,2%), quando fechou no maior valor desde 30/JUN/20, influenciado pela melhora do “humor” na bolsa tupiniquim e pelo fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e investimentos.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -0,9% e China -0,8%, acompanhando as perdas das principais bolsas mundiais no dia anterior e prejudicadas pelos temores de intensificação dos atritos entre Washington e Pequim, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,1%, França -1,0% e Alemanha -0,8%, prejudicadas pela divulgação de dados negativos da economia da região, como a produção industrial do Reino Unido e da zona do euro que ficaram aquém do esperado e (3) dos EUA, recuperando as perdas da abertura, S&P 1,3%, DJ 2,1% e NASDAQ 0,9%, com destaques de alta para as ações dos bancos, beneficiadas pelo ótimo resultado apresentado pelo JPMorgan, e para as ações do setor de energia, diante do aumento das “apostas” de retomada da economia do país.

Com o objetivo final de cortar impostos sobre salários, e assim estimular a formalização e a redução do desemprego, Paulo Guedes, ministro da Economia, planeja tributar em 0,2% o comércio eletrônico, que aliás, turbinado pela criminosa e inútil quarentena do coronavírus, cresceu 10,3% na comparação entre JUN/19 e JUN/20.

Ajudando a reduzir o desemprego, ontem o governo Bolsonaro divulgou uma portaria que autoriza que as empresas recontratem imediatamente funcionários demitidos durante a pandemia sem que se configure fraude trabalhista.

Coberto de razão, o governo Bolsonaro, como não quer aumentar o rombo das contas públicas, avalia recorrer ao STF caso o Congresso prorrogue a desoneração da folha de pagamentos, medida de redução do custo de mão de obra e que beneficia 17 setores “queridinhos” da economia, como construtoras, telefônicas e transportadoras.

Apresentando mais uma conta de inútil e criminosa quarentena do coronavírus, em MAI/20 o IBC-Br, que é uma espécie de prévia do PIB brasileiro, recuou -14,2% na comparação com MAI/19, patamar pior do que o esperado pelo “mercado” (-12,2%).

Confirmando a enorme atratividade dos investimentos na economia real tupiniquim, ontem, ao precificar sua bilionária oferta secundária de ações, a Lojas Americanas levantou R$ 7,9bi que serão usados prioritariamente para capitalizar a B2W, dona de sites de comércio eletrônico como Americanas.com, além de investir na fintech Ame.

De olho no aquecimento do mercado de produtos veganos, a gigante norte-americana Blackstone anunciou ontem que fará um investimento de US$ 200mi na empresa sueca de leite de aveia Oatly.

-    A Vale subiu 7,0%, impulsionada pela valorização internacional do minério de ferro e pelo surpreendente aumento das importações chinesas em JUN/20.


Política:

Como cresceu abusando da ignorância da população, a organização criminosa petista, por meio de seu vereador paulista Antonio Donato, protocolou ontem um projeto de lei a manter a criminosa suspensão das atividades da rede municipal de ensino de SP até o final de 2020.

Partido para o ataque contra um dos piores servidores públicos do Brasil, o Ministério da Defesa enviou uma representação à Procuradoria-Geral da República contra a declaração do ministro Gilmar Mendes ligando o Exército a um genocídio e pedindo o enquadrando o referido ministro do STF na Lei de Segurança Nacional.

Com boas chances de ser ignorado, já que no Brasil magistrado nunca é condenado, Sérgio Cabral, ex-governador do RJ e atualmente presidiário, já delatou três ministros do TCU (Vital do Rêgo, Bruno Dantas e Raimundo Carreiro), que recebiam propina de R$ 100.000,00 por mês por meio de um contrato simulado entre a Fecomércio e um escritório de advocacia.

Desrespeitando e tentando calar um parlamentar legitimamente eleito, a Procuradoria-Geral da República denunciou o deputado federal Otoni de Paula, do PSC, pelos crimes de difamação, injúria e coação por ele ter criticado Alexandre de Moraes, ministro do STF e ex-advogado do PCC.

Sempre com intenções nem um pouco republicanas, Rodrigo Maia, nefasto presidente da Câmara que é conhecido como Botafogo nas planilhas de propina da Odebrecht, disse que o debate sobre a reforma tributária será retomado hoje e, atendendo aos interesses dos seus “amigos” empresários, voltou a defender a irresponsável prorrogação da desoneração da folha por um ano, que foi vetada pelo presidente Bolsonaro e pode ser restabelecida pelo Congresso.

Com o traíra se juntando com o canalha, o ex-ministro Sergio Moro e João Amoêdo, que foi “convidado a se retirar” do comando do partido NOVO, trocam cada dia mais afagos nas redes sociais.

Ministro do STF, advogado de bandido, canalha e cada dia mais palhaço de auditório, Gilmar Mendes vai hoje novamente desprezar a liturgia do cargo que ocupa para debater na internet com uma defensora pública, com um advogado e com um desembargador sobre Habeas Corpus e Controle do Poder Punitivo.

Em mais uma vitória dos bandidos, ontem Dias Toffoli, presidente do STF e ex-advogado da organização criminosa petista, decidiu conceder prisão domiciliar a Geddel Vieira Lima, ex-ministro de Lula e Temer que foi pego com R$ 51 milhões propina, alegando risco real de morte por conta do coronavírus.


Crítica:

Idiota e canalha, Tedros Adhanom, diretor-geral da OMS que em breve será julgado por seus crimes contra a humanidade, afirmou ontem que vários países "estão indo na direção errada" na pandemia do coronavírus e que as Américas continuam a ser o epicentro global da doença.

Principalmente “em nome da liberdade”, que no Brasil é ameaçada pela nefasta lei das Fake News, já conhecida como lei da mordaça, em 14/JUL/1789 ocorreu tomada da Bastilha, ápice a Revolução Francesa, quando os trabalhadores e empresários franceses, inaugurando a Idade Contemporânea, expurgaram do poder uma monarquia vagabunda e corrupta que, assim como membros do judiciário e do legislativo tupiniquim, viviam às custas do sofrimento e do trabalho do povo.


PAZ, amor e bons negócios;


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário