R.B. 19/MAI/20 "Fiadoras da credibilidade e da estabilidade da economia tupiniquim"


"Fiadoras da credibilidade e da estabilidade da economia tupiniquim"

São Paulo, 19 de maio de 2020 (TERÇA-FEIRA).


Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, devolvendo uma parte da forte alta registrada no pregão anterior, diante da realização de lucros nas principais bolsas mundiais e do leve recuo das commodities e (2) o DÓLAR pode subir, também em um "ajuste técnico" após a forte retração de ontem, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado pelo baixo patamar da taxa de juros da economia tupiniquim.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 4,7% (aos 81.194pts), para fechar pela segunda vez em MAI/20 acima da marca psicológica dos 80.000pts, beneficiada pela valorização das commodities, acompanhando o movimento ascendente das principais bolsas mundiais e aliviada com a redução das tensões políticas no Brasil, em um pregão com bom volume de negócios (R$ 34,2bi) e (2) o DÓLAR caiu -2,0% à R$ 5,7, para fechar a sessão registrando a maior baixa diária desde 29/ABR/20 e assim reduzindo uma pequena parte da forte alta acumulada no ano (42,3%), influenciado pelos mesmos motivos que impulsionaram a bolsa tupiniquim e também pelas expectativas de aumento do fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,5%, e China 0,2%, com destaques de alta para as ações do setor imobiliário e beneficiadas pela divulgação de dados econômicos menos piores do que o esperado, (2) da EUROPA, Inglaterra 4,3%, França 5,2% e Alemanha 5,7%, animadas pelo anúncio da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e do presidente da França, Emmanuel Macron, de um fundo conjunto de 500bi de euros para combater os impactos da quarentena do coronavírus e (3) dos EUA, S&P 3,1%, DJ 3,8% e NASDAQ 2,4%, beneficiadas por expectativas de relaxamento das quarentenas no país e na Europa e pelo anúncio de uma vacina contra o coronavírus e com destaques de alta para as ações dos bancos e de petrolíferas, como Citigroup (8,9%) e ExxonMobil (7,9%).

Otimistas, (1) Trump, presidente dos EUA e CPT do mundo, afirmou, em referência a vacinas e remédios para o coronavírus, que "grandes anúncios estão por vir", (2) Larry Kudlow, diretor do Conselho Econômico da Casa Branca, falou em "boom" no crescimento norte-americano em 2021 e (3) Jerome Powell, presidente do FED ("BC" dos EUA), garantiu que ainda tem ferramentas para mitigar os efeitos da crise e ressaltou que "aposta" que a economia do seu país vai se recuperar de forma constante ao longo do segundo semestre do ano.

Cada semana um pouco mais pessimista, o "mercado", (1) reduziu, pela 14ª semana seguida, suas "apostas" para o crescimento da economia tupiniquim neste ano, desta vez de -4,11% para -5,12%, (2) diminuiu, de 2,50% para 2,25%, suas projeções para a taxa básica de juros da economia brasileira em 31/DEZ/20 e (3) cortou suas expectativas para a inflação medida pelo IPCA neste ano, de 3,25% para 3,20%, patamar cada vez mais distante da meta do BC (4,0%).

Com a taxa básica de juros em 3,0% ao ano, e com tendência de queda, a atratividade da popança, rendendo cerca de -2,1% ao ano, e das aplicações de renda fixa ficam cada dia mais ruins o que, mesmo diante das incertezas geradas pela quarentena do coronavírus, tem atraído cada vez mais investidores pessoa física para a bolsa tupiniquim, que no final de ABR/20 atingiu a marca recorde de 2.390.000 CPFs cadastrados, patamar 42,0% superior ao auferido em 31/DEZ/19 (1.681.000 CPFs).

Com coragem para dizer o que deve ser dito, Adolfo Sachsida, secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, afirmou que a sociedade precisa rediscutir o salário e a estabilidade de servidores públicos, principalmente neste momento de crise econômica causada pela quarentena do coronavírus, que gerou demissões, cortes de salário e suspensões de contratos de trabalho em diferentes ramos da iniciativa privada.

Apresentando os primeiros dados fechados da quarentena do coronavírus, em MAR/20, primeiro mês de isolamento social no país, a economia registrou retração de -5,3% na comparação com FEV/20, com queda de -6,5% no consumo das famílias.

"A nova ideia idiota" do governador Doria e do prefeito Covas de antecipar feriados na capital paulista para esta semana vai pesar no bolso dos setores considerados essenciais, que estão funcionando durante a quarentena, já que ela também adianta os pagamentos de horas extras no momento em que os negócios estão com necessidade generalizada de caixa.

Uma das "fiadoras da credibilidade e da estabilidade da economia tupiniquim", a B3, com bastante preocupação, está negociando com o governador Doria e com o prefeito Covas para ficar de fora do megaferiado programado para SP, já que tal medida, além de criar uma grande insegurança para os investidores locais e estrangeiros, geraria um efeito em cascata afetando rentabilidades atreladas ao CDI e vencimentos de contratos ligados a produtos no exterior.

-    A Petrobrás subiu 8,1%, beneficiada pelos fortes ganhos do petróleo (7,1%) nos mercados internacionais.

-    A Moderna disparou 20,0% na bolsa de NY, após a referida farmacêutica anunciar de fez testes bem sucedidos de uma vacina contra o coronavírus em 45 pessoas.


Política:

Linhas auxiliares da organização criminosa petista, as 11 centrais sindicais tupiniquins lançam ontem uma campanha pela saída do presidente Bolsonaro, que terá atividades nas redes sociais e a fixação de 10 mil cartazes para emporcalhar SP.

Vagabundos privilegiados, alguns servidores públicos, incomodados com a pressão do governo federal para a retomada do trabalho presencial nos ministérios de Brasília, se mobilizam e já entraram na justiça para seguirem sem trabalhar enquanto durar a epidemia de coronavírus.

Tentando se afastar das denúncias de corrupção, Witzel, governador do RJ, decidiu exonerar do cargo o ex-secretário de Saúde do estado, Edmar José Alves dos Santos, acusado de superfaturamento e fraudes milionárias na compra de equipamentos para combater o coronavírus.

Agindo sorrateiramente, enquanto o presidente Bolsonaro estuda como vetar a proposta aprovada pelo Congresso que permite aumento salarial do funcionalismo público, ao menos oito estados brasileiros já deram reajustes aos seus servidores neste ano.

Agindo de maneira correta, Davi Alcolumbre, presidente do Senado, decidiu, após se reunir com líderes de partidos, que o recesso parlamentar de JUL/20 está suspenso no Congresso Nacional, alegando que o Legislativo precisa continuar trabalhando para amenizar os efeitos negativos da quarentena do coronavírus.

Sob pressão dos representantes dos bancos, o Senado retirou da pauta de votações o projeto que aumenta a taxação sobre o lucro dos bancos de 20% para 50% e também decidiu não votar a proposta que limita a 20% ao ano os juros do cheque especial do cartão de crédito.

O PT, ao lado de suas linhas auxiliares PSOL e REDE, decidiu tomar coragem e pedir ao Conselho de Ética do Senado cassação de Flávio Bolsonaro, alegando que suplente do senador relatou à Folha, canetinha de aluguel da organização criminosa petista, que Policia Federal havia antecipado informações sobre uma operação sigilosa nas vésperas das eleições presidenciais de 2018.

Corroborando, de forma técnica e corajosa, com a opinião da grande maioria da população, o renomado jurista Ives Gandra Martins afirmou que as ações de ministros do STF fora da zona de competência do tribunal têm gerado instabilidade que pode desembocar em uma intervenção pontual das Forças Armadas para resolver a disputa entre os Poderes.


Crítica:

sofrendo com a quarentena do coronavírus, a rede de churrascarias Fogo de Chão demitiu ontem 436 funcionários no RJ e, coberta de razão, pagou apenas uma parte das verbas rescisórias aos demitidos e atribuiu ao governador Wilson Witzel o pagamento do valor restante, usando como argumento o artigo 486 da CLT, que diz que o governo será responsável pelo pagamento de indenizações se a empresa tiver sido prejudicada por uma decisão das autoridades que impossibilite a continuidade da atividade.

Enquanto no Brasil a imprensa ignora e até critica a opção e tem governador idiota e ditador, como Dória, proibindo o uso do medicamento, nos EUA o presidente Trump, que também é CPT do mundo, anunciou que, por medida preventiva contra o coronavírus, está tomando cloroquina faz 1 semana.


PAZ, amor e bons negócios;


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário