R.B. 14/MAI/20 "Acabou o monopólio da informação"


"Acabou o monopólio da informação"

São Paulo, 14 de maio de 2020 (QUINTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, para fechar em baixa pelo quarto pregão seguido e ampliar as perdas acumuladas na semana (-3,1%) e no ano (-32,8%), seguindo o "humor negativo" das principais bolsas mundiais e prejudicada pelos crescentes temores de colapso da economia tupiniquim por conta da quarentena do coronavírus e (2) o DÓLAR pode subir, já mirando os R$ 6,00, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado pela crescente saída de recursos do país, inclusive dos brasileiros.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,1%, devolvendo todos os ganhos da abertura, quando na máxima atingiu 78.911pts, porem com ótimo volume de negócios (R$ 31,1bi) e principalmente apresentando um resultado "bem menos pior" que o auferido nas principais bolsas mundiais, diante do bom resultado das ações de empresas exortadoras e da confirmação de que até agora "não existe nada devastador" contra Bolsonaro, nem nas gravações da reunião ministerial do dia 22/ABR/20 e nem no seu exame de coronavírus e (2) o DÓLAR subiu 0,5% à R$ 5,90, para bater um novo recorde nominal de alta, ampliando a valorização acumulada no mês (8,5%) e no ano (47,0%), seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -0,5% e China -0,2%, acompanhando as perdas das bolsas de NY no dia anterior e temendo uma segunda onda de casos de coronavírus na região, (2) da EUROPA, Inglaterra -1,5%, França -2,8% e Alemanha -2,6%, prejudicadas pela divulgação de que a produção industrial da zona do euro recuou -11,3% em MAR/20 ante FEV/20 e de que o BC inglês projeta contração de -25% da economia do Reino Unido no segundo trimestre e (3) dos EUA, S&P -1,7%, DJ -2,2% e NASDAQ -1,5%, influenciadas negativamente pelas declarações do presidente do FED e com destaques de queda para as ações dos bancos, como Citigroup (-4,1%), Bank of America (-4,6%) e Goldman Sachs (-3,1%).

Ascendendo o alerta amarelo, e quase vermelho, Jerome Powell, presidente do FED ("BC" dos EUA) afirmou que o risco da falta de liquidez pode se transformar em problema de solvência para empresas e bancos e descartou juros negativos no seu país.

Como fruto do coronavírus, mas principalmente da quarentena irresponsável adotada de maneira indiscriminada e sem questionamento no mundo todo, segundo a OCDE (organização que reúne 37 dos principais países do mundo) já em ABR/20 ocorreu um colapso sem precedentes nas principais economias do mundo, com destaques negativos para Rússia (-9,2%), Reino Unido (-7,93%) e Brasil (-7,82%).

Segundo Gita Gopinath, economista-chefe do FMI, o colapso no consumo e outros dados apontam uma revisão para baixo das já pessimistas perspectivas para a economia global, cada dia mais arrasada pela quarentena do coronavírus.

Bastante pessimista, Luis Guindos, vice-presidente do BC Europeu, afirmou em um evento virtual que a contração econômica na zona do euro pode ser de entre -6% e -12%, com cenário base de -9%, mas ressaltou também a grande incerteza atual.

Também bastante pessimista, o Bank of America afirmou ontem que "aposta" que o PIB tupiniquim vai recuar -7,7% este ano e o dólar superar o nível de R$ 6,00 no curto prazo, citando a deterioração do cenário político e econômico.

Já falando em colapso econômico, Paulo Guedes, ministro da Economia afirmou que, caso não ocorra logo um relaxamento nas medidas de isolamento social, que já duram 60 dias, e uma retomada gradual das atividades, "o Brasil deve mergulhar em um caos social em JUL/20".

Dando um claro sinal de que os investidores estão preocupados com o risco-país, principalmente por culpa da deterioração das contas públicas tupiniquins, os DIs que representam as taxas de juros no futuro estão todos subindo na BM&F.

Incompetente e improdutivo, o brasileiro e petista Roberto Azevedo, presidente da OMC que que não conseguiu avançar nada na liberalização do comércio mundial desde que assumiu o cargo (no começo de 2017), anunciou que vai abandonar a direção geral da referida organização antes do final do seu mandato (no final de 2021).

Apresentando números assombrosamente preocupantes, segundo um estudo divulgado ontem pelo Ministério da Economia, o Brasil perde imediatamente, a cada semana desta quarentena questionável e até agora ineficaz isolamento social, R$ -20bi do seu PIB.

Tentando encontrar formas de reabrir a economia do país e evitar que a economia entre em colapso, Paulo Skaf, presidente da Fiesp, marcou para hoje uma reunião entre os 50 maiores empresários, o ministro Paulo Guedes e o presidente Bolsonaro.

Mesmo diante das enormes, e irracionais, dificuldades para atuar no segmento de investimentos offshore impostas por uma legislação tupiniquim atrasada e protecionista, a XP investimentos tem logrado um enorme êxito em oferecer aos seus clientes investimentos no exterior e com isto a referida área foi a que teve o melhor resultado no último trimestre.

-    A Vale subiu 2,3%, beneficiada pela recuperação dos preços do minério de ferro e pela desvalorização do real, que beneficia suas exportações.


Política:

Tentando criar boas novas, em meio à quarentena do coronavírus, o governo Bolsonaro apresentou a líderes da Câmara uma lista de pautas prioritárias para serem votadas na Câmara até JUN/20 que inclui a proposta de autonomia do BC e o projeto da Lei de Falências.

Acreditando que dinheiro público nasce em árvore, e "se lixando" para a deterioração ainda maior das contas públicas, os canalhas do Congresso Nacional querem prorrogar socorro a trabalhadores e empresas para aliviar crise do coronavírus.

Linhas auxiliares da organização criminosa petista, os grandes sindicatos, como CUT, UGT e Força Sindical, buscam apoio do Congresso para se fortalecer nos acordos trabalhistas na pandemia, para obviamente faturar às custas dos trabalhadores e assim reduzir o alcance da regra que permite a adoção de acordos individuais.

Canalhas, oportunistas e trabalhando arduamente para quebrar o país, ontem os parlamentares tupiniquins aprovaram um projeto de lei que autoriza reajuste para policiais e bombeiros do DF.

Vagabundo e pilantra, que ganha sem trabalhar, no próximo domingo Kassab, o ex-ministro de Dilma, ex-prefeito de SP e dono do partido de aluguel PSD, completará 500 dias afastado do cargo de secretário-chefe da Casa Civil do governo Doria em SP.

Com suas palavras referendadas pelo depoimento oficial de 3 generais de 4 estrelas, Bolsonaro, ao que tudo indica e para o desespero da nefasta impressa socialista tupiniquim, se livrou de qualquer acusação de interferência em investigações da Polícia Federal conforme acusação do ex-ministro Moro.

Confirmando que o dia de ontem não foi bom para os que querem derrubar o presidente, Bolsonaro finalmente entregou seus 3 exames de coronavírus e todos eles apresentaram resultado negativo.


Crítica:

Em "um claro jogo de cartas marcadas", cujo objetivo passa longe de preservar a saúde da população, Ministério Público de SP, que no passado recente se especializou em livrar tucanos bandidos da cadeia, "avisou" que deve entrar com uma ação para "obrigar" a Prefeitura de SP adotar o lockdown, impedindo as pessoas de saírem às ruas para trabalhar.

Indicando que, para desespero dos canalhas, dos socialistas e dos ditadores, "acabou o monopólio da informação", segundo a pesquisa CNT divulgada ontem apenas 24,3% dos brasileiros afirmaram que confiam totalmente na imprensa.


PAZ, amor e bons negócios;


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário