R.B. 13/MAI/20 "Não existe nada devastador"


"Não existe nada devastador"

São Paulo, 13 de maio de 2020 (QUARTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, tentando iniciar um movimento de recuperação após fechar o pregão anterior no menor patamar desde 24/ABR/20, beneficiada pela valorização das commodities e influenciada positivamente pela redução das tensões políticas no Brasil, já que ao que tudo indica “não existe nada devastador” contra Bolsonaro nem nas gravações da reunião ministerial do dia 22/ABR/20 e nem no seu exame de coronavírus e (2) o DÓLAR pode cair, acompanhando a esperada melhora do “humor” na bolsa tupiniquim e aliviado pelos leilões de venda anunciados pelo BC.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -1,5%, revertendo os ganhos da abertura, quando na máxima atingiu 80.344pts, para fechar na mínima do dia, aos 77.871pts, acompanhando a piora do “humor” nas bolsas de NY e influenciada por “rumores”, até agora não confirmados, de que seria “desastroso” para Bolsonaro o conteúdo da gravação de uma reunião ministerial e (2) o DÓLAR subiu 0,8% à R$ 5,87, atingindo o maior patamar nominal da história, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado pela piora do “humor” na bolsa tupiniquim e pelas expectativas de novos cortes na taxa básica de juros brasileira.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -0,1% e China -0,1%, pressionadas por sinais de uma nova onda de infecções por coronavírus na região e pela divulgação de dados apontando deflação na economia chinesa, (2) da EUROPA, sem uma tendência única, Inglaterra 0,9%, beneficiadas pela divulgação da extensão, até OUT/20, do Programa de Retenção de Empregos, que estimula empresas a evitarem demissões em massa, porem França -0,4% e Alemanha -0,1%, acompanhando a piora do “humor” nas bolsas de NY e (3) dos EUA, revertendo os ganhos da abertura, S&P -2,0%, DJ -1,9% e NASDAQ -2,1%, diante de dúvidas sobre a desejada reabertura econômica e dos sinais de sinais de aumento da tensão do país com a China, o que derrubou principalmente as ações do setor de tecnologia, como Alphabet (-2,0%), Amazon (-2,2%) e Microsoft (-2,3%).

Contrariando a opinião do presidente Trump e mesmo sem nenhuma prova de que a quarentena funciona, Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos EUA, alertou que o país poder ter "mortes e sofrimento desnecessários" caso decida reabrir a economia muito cedo.

Aumentando as tensões entre as 2 maiores economias do planeta, no final da tarde de ontem cresceram os “rumores” de que o Senado dos EUA avalia projeto para impor sanções a autoridades chinesas.

Perigoso sinal de forte queda da demanda, em ABR/20 o índice de preços ao produtor do China registrou deflação anual de -3,1%, a maior em 4 anos e bem mais intensa do que previam analistas.

Com o objetivo de injetar liquidez no sistema financeiro tupiniquim, ontem o BC liberou a primeira remessa, no valor total de R$ 17,5bi, de empréstimos garantidos por letra financeira a 27 bancos.

Apoiando por quem quer trabalhar e criticado por vagabundos que acham que o Estado pode fabricar dinheiro, o governo Bolsonaro, que na semana passa já se reuniu com representantes da indústria e foi com eles ao STF para pedir a abertura gradual da economia, se reunirá amanhã com representantes do setor de serviços.

Apresentando novos “números devastadores” da crise causada pela quarentena exagerada e até agora inútil, (1) segundo o economista Marcos Lisboa a despesa extraordinária do governo federal com a pandemia pode superar R$ 900bi, elevando o déficit nas contas públicas do país para R$ -1,2tri em 2020, o que supera em 100% do PIB, (2) segundo dados preliminares, em ABR/20 a arrecadação federal caiu cerca de -30% na comparação com ABR/19, (3) segundo o ministério da economia já foram suspensos integralmente 3,9 milhões de contratos de trabalhadores formais e (4) a empresa de maquininhas de cartão Stone divulgou uma carta a seus funcionários em que comunica a demissão de 20% da equipe, o que representa 1.300 pessoas.

Mostrando a força e a qualidade da agricultura tupiniquim, que certamente sairá ainda mais fortalecida da pandemia do coronavírus, o uso de produtos biológicos para o controle de pragas na agricultura brasileira cresce 20% ao ano, contra 7% na média mundial.

-    A Toyota caiu -2,0% e Honda perdeu -3,5%, ambas na bolsa de Tóquio e ambas prejudicadas pela divulgação de balanços negativos.

-    A Airbus despencou -6,0% na bolsa de Paris, repercutindo negativamente a decisão da companhia aérea Ryanair de cancelar todas as compras de aeronaves da referida gigante da aviação europeia.


Política:

Classificado inicialmente como “desastroso” para Bolsonaro, o vídeo da reunião ministerial de 22/ABR/20, na qual Moro, ainda ministro da Justiça e Segurança Pública, teria sido ameaçado de demissão, deve, segundo depoimentos dados pelos ministros Augusto Heleno (GSI), Braga Netto (Casa Civil) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), confirmar a versão do presidente de que sua preocupação no momento era com a segurança sua e de sua família e que nada foi dito sobre interferência nas investigações contra seus filhos.

Desmontando mais uma acusação da imprensa socialista tupiniquim e quiçá aliviando a pressão sobre o presidente, a Advocacia-Geral da União entregou ao ministro do STF, Ricardo Lewandowski, os laudos dos exames realizados por Bolsonaro que confirmam que ele testou negativo para o coronavírus.

Tentando incansavelmente criar intrigas entre o presidente Bolsonaro e Paulo Guedes, seu principal ministro e fiador, a Folha de SP, canetinha de aluguel da organização criminosa petista, “revelou” que o Republicanos, partido-membro do centrão, quer abocanhar a Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, recriando o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços sob o comando de Marcos Pereira, que foi ministro da pasta durante o governo Temer.

Com DNA socialista e prejudicando quem paga suas contas em dia, os senadores aprovaram ontem um projeto de lei que proíbe por 90 dias a inscrição do nome de consumidores inadimplentes em cadastros negativos como o Serasa e o SPC.

Ainda sem “vergonha na cara” para reduzir seus salários e/ou usar a verba dos nefastos fundos eleitoral e partidário, ontem a Câmara dos Deputados aprovou a medida provisória que extingue o fundo de reserva monetária, que buscava estabilizar o mercado financeiro, e assim liberou mais R$ 8,6bi de recursos para o combate ao coronavírus.

Mostrando que o país está cada vez mais polarizado, segundo uma pesquisa divulgada hoje, o percentual dos eleitores que consideram o governo Bolsonaro péssimo subiu de 23,5% em JAN/20 para 32,5% atualmente, já os que consideram o governo ótimo subiu de 9,5% em JAN/20 para 14,3% atualmente.

“Se tornando cúmplice em um crime”, a juíza Celina Kiyomi Toyoshima rejeitou um pedido do brilhante vereador Fernando Holiday, do MBL, para suspender imbecil rodízio de veículos decretado pelo inapto prefeito Bruno Covas, que tirou as pessoas dos carros e aumentou a aglomeração no transporte público da cidade de SP.


Crítica:

Com a missão de “eliminar imbecil e racista divisão das pessoas por raça”, Sérgio Camargo, presidente da Fundação Palmares, escolheu hoje, 13/MAI/20, para prestar homenagem à princesa Isabel, responsável direta pelo fim da escravidão no país, e para “revelar a verdade” sobre Zumbi, falso herói tupiniquim.


PAZ, amor e bons negócios;


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário