R.B. 21/AGO/19 "Sem viés ideológico e atenta às oportunidades"



"Sem viés ideológico e atenta às oportunidades"

São Paulo, 21 de agosto de 2019 (QUARTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, recuperando parte das perdas acumuladas no mês (2,5%) e ampliando os ganhos já registrados no ano (12,9%), diante da melhora do “humor” nas principais bolsas mundiais e da valorização das commodities e (2) o DÓLAR pode cair, novamente acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado pelos leilões de venda do BC.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,2%, influenciada pelo recuo das commodities, seguindo as perdas das demais bolsas mundiais e prejudicada pelos “temores” de deterioração moral do governo Bolsonaro e (2) o DÓLAR caiu -0,4% à R$ 4,05, reduzindo uma parte da forte alta ainda acumulada no mês (6,1%), influenciado pelos leilões de venda do BC e acompanhando o enfraquecimento da moeda norte-americana no mercado internacional.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,5% e China 0,1%, diante de expectativas de que grandes economias adotem novas medidas de estímulos monetário, (2) da EUROPA, devolvendo os ganhos da abertura, Inglaterra -0,9%, França -0,5% e Alemanha -0,5%, prejudicadas pelas incertezas em relação à economia global e do continente e com destaques de queda para as ações dos bancos, como BPM (-2,6%), Deutsche Bank (-0,5%), Barclays (-1,5%) e (3) dos EUA, revertendo parcialmente as altas registradas nas duas últimas sessões, S&P -0,8%, DJ -0,7% e NASDAQ -0,7%, em um movimento de cautela diante da falta de perspectiva clara para o cenário comercial e antes do simpósio de Jackson Hole.

Hoje será divulgada a ata da última reunião de política monetária do FED (“BC” dos EUA) e os analistas do Bank of America acreditam que o documento terá um viés menos defensor de juros baixos.

Começa hoje a agenda oficial do simpósio de Jackson Hole nos EUA, que reúne os principais BC do mundo, e o Morgan Stanley acredita que Jerome Powell, presidente do FED, reconhecerá a piora dos riscos para a economia mundial em seu discurso, mas não deve se comprometer com a magnitude do corte de juros.

Para conter a disparada da moeda norte-americana, que pode elevar a inflação, o BC tupiniquim começou sua nova estratégia de intervenção no câmbio, oferecendo dólares das reservas internacionais em conjunto com venda de swap reverso (compra de dólares no mercado futuro) e swap tradicional (venda de dólares no mercado futuro).

Temendo uma “deterioração moral” do governo Bolsonaro, os investidores estrangeiros continuam a retirar recursos do Brasil, já que na última sexta-feira foram retirados R$ -871,5mi da Bolsa tupiniquim, registrando assim o 17º pregão consecutivo de saídas e elevando o saldo negativo do mês para R$ -9,6bi e do ano para R$ -20,0bi.

Seguindo sua agenda liberal, Paulo Guedes, ministro da economia, “avisou” ontem que o governo federal pretende privatizar 17 empresas estatais neste ano, ressaltando que isto trará cerca de R$ 20bi aos cofres públicos.

Sem viés ideológico e atenta às oportunidades”, a equipe econômica do ministro Paulo Guedes avalia que a relação comercial entre Brasil e Reino Unido deve se aprofundar com a saída dos britânicos da União Europeia e que inclusive que há espaço para conversas sobre um acordo comercial com o país europeu.

“Apostando” na economia tupiniquim, a Nestlé, que é uma empresa suíça com mais de 100 anos de existência, anunciará hoje que fará um investimento de R$ 1bi pelos próximos 3 anos nas fábricas de Caçapava e Araçatuba, no interior de São Paulo, para ampliar a capacidade de produção de chocolates e nutrição infantil.

Ajudando as construtoras, que é o setor mais “queridinho” de todos os governos tupiniquins, a Caixa Econômica Federal, conforme prometido, lançou ontem uma nova linha de crédito imobiliário, com juros a partir de 2,95% ao mais a inflação registrada pelo IPCA.

Além de criar outra modalidade de empréstimo, o financiamento imobiliário da Caixa com contratos corrigidos pela inflação tem um objetivo secundário de transformar contratos de crédito em títulos de dívida (como CRIs ou LIGs), que por sua vez podem ser negociados no mercado financeiro, elevando o montante de dinheiro disponível para empréstimos imobiliários.

Política:

Agradando prefeitos e governadores, ontem, em reunião com senadores, o Ministério da Economia estimou que medidas serem adotadas na proposta de um novo Pacto Federativo podem transferir até R$ 500bi em 15 anos a estados e municípios.

O subprocurador Antônio Carlos Simões Martins Soares, que tem o apoio da Flavio Bolsonaro e de Dias Toffoli para ser o novo Procurador Geral da República, foi alvo de um mandado de prisão depois de pedir a abertura de um inquérito na PF para investigar uma vizinha que o acusava, entre outras coisas, de ameaçar estuprar a sua filha de 9 anos.

Preso hoje pela Polícia Federal na 63ª fase da Operação Lava Jato, Mauricio Ferro, que é genro do nefasto Emílio Odebrecht, redigiu e assinou, em JAN/16, um manifesto de advogados criminalistas contra a referida operação policial.

Apesar de estarem atentos aos movimentos, integrantes da brilhante operação Lava Jato avaliam que a transformação do Coaf na Unidade de Inteligência Financeira, subordinada ao BC, não significa propriamente o fim do combate à corrupção.

Sem mandato e portanto sem fórum privilegiado, Haddad, que foi candidato-poste de Lula nas últimas eleições presidenciais, foi condenado, a 4 anos e 6meses de prisão, por receber R$ 2,6mi via caixa dois da UTC Engenharia na campanha eleitoral de 2002, quando foi eleito para a prefeitura de SP.

Em uma atitude nada republicana, Bolsonaro, alegando eu que a aproximação das instituições, ofereceu ontem um jantar no Palácio da Alvorada para os ministros do Tribunal de Contas da União e prometeu fazer rodadas de jantares com integrantes de outros Poderes e tribunais.

Crítica:

Como já era de se esperar em um país onde “bandido julga e condena mocinho”, a divulgação da “lista dos 134 malandrinhos”, que conseguiram “empréstimo camarada” no BNDES para a “bolsa jatinho” com juros de cerca de 3% ao ano gerou, críticas da imprensa socialista tupiniquim e obviamente também dos beneficiados deste dinheiro público.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário