R.B. 20/AGO/19 "Infelizmente escolhendo o lado errado"



"Infelizmente escolhendo o lado errado"

São Paulo, 20 de agosto de 2019 (TERÇA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, influenciada pelo recuo das commodities e prejudicada principalmente pela crescente deterioração moral do governo Bolsonaro e (2) o DÓLAR pode subir, ampliando os fortes ganhos já acumulados no mês (6,5%), influenciado pela crescente saída de recursos externos do país.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,3%, na contramão da trajetória ascendente vista nas principais bolsas mundiais e após um pregão marcado pela forte volatilidade, já que o investidor, principalmente externo, tem desconfiado cada vez mais dos mercados emergentes e (2) o DÓLAR subiu 1,6% à R$ 4,07, para fechar o dia no maior patamar desde 20/MAI/19, seguindo a piora do “humor” na bolsa tupiniquim, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado pela gradativa piora da situação econômica da Argentina.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,7% e China 2,1%, animadas pela decisão do BC chinês implementar medidas para reduzir os juros de empréstimos para empresas, (2) da EUROPA, Inglaterra 1,0%, França 1,3% e Alemanha 1,3%, reagindo positivamente aos sinais de estímulos econômicos na Alemanha e na China e com destaques de alta para as montadoras, como Daimler (1,8%), Volkswagen (1,8%), Peugeot (1,9%), Renault (1,8%) e Fiat (1,9%) e (3) dos EUA, recuperando perdas recentes, S&P 1,2%, DJ 1,0% e NASDAQ 1,3%, com ganhos sólidos em setores como energia e tecnologia, após o governo do país renovar por 90 dias a permissão de exportações para a chinesa Huawei e anunciar que pode retomar o diálogo com a China nos próximos dias.

Mesmo com a bolsa da Argentina fechada por causa de feriado nacional, os ADRs das empresas argentinas negociados na bolsa de NY registraram fortes, já que (1) o ministro da Fazenda do país, Nicolás Dujovne, pediu demissão do cargo e (2) o candidato da organização criminosa kichnerista Alberto Fernández, que lidera as intenções de voto no país, disse que o acordo firmado pelo atual governo para pagamento de dívidas junto ao FMI é impossível de ser cumprido.

Levemente mais otimista, o “mercado” (1) elevou, de 0,81% para 0,83%, suas “apostas” para o crescimento da economia brasileira em 2019 e (2) reduziu, agora de 3,76% para 3,71%, suas expectativas para a inflação medida pelo IPCA neste ano, patamar cada vez mais abaixo da meta do BC (4,25%).

Em um sinal de que os donos dos supermercados estão voltando a comprar mais produtos para revenda, acreditando que terão melhor desempenho no segundo semestre, o índice de ruptura, medido pela falta de produtos nas gôndolas, fechou o primeiro semestre em queda.

Gozando de isenção tributária, algo descabido em um país constitucionalmente laico, e com estoque praticamente inesgotável de incautos fieis, a arrecadação das igrejas nos Brasil, que já tem uma bancada de 200 deputados federais e senadores, subiu de R$ 13,3bi em 2006 para R$ 24,2bi em 2013.

Ontem, mais de 8 meses após o ocorrido, a CVM finalmente abriu um inquérito para investigar a inobservância de deveres fiduciários de administradores da Vale por fatos ligados ao rompimento da barragem de Brumadinho, que deixou mais de 240 mortos.

Mostrando que, assim como ocorria nos governos anteriores, as construtoras seguem sendo as “queridinhas do governo”, hoje a Caixa Econômica Federal deve anunciar Caixa uma nova modalidade de crédito imobiliário, vinculada ao IPCA, que é o índice mede a inflação oficial do país.

Política:

Ajudando bandidos e reduzindo ainda mais o poder de Moro, que se tiver juízo já deve estar pensando em sair do governo, Bolsonaro decidiu transferir o COAF para o BC, o que equivale a colocar a raposa para tomar conta do galinheiro.

Facilitando ainda mais a vida do maior bandido da história do Brasil, o desembargador João Pedro Gebran Neto, atendendo a uma solicitação do nefasto ministro Ricardo Lewandowski, do STF, decidiu que Lula agora pode dar entrevistas para quem quiser e sem precisar de autorização da juíza Carolina Lebbos.

Ressaltando sua política cooperar com outros países e não dar abrigo a criminosos ou terroristas, ontem Bolsonaro anunciou que o terrorista chileno Mauricio Norambuena, condenado pelo sequestro do publicitário Washington Olivetto em 2001, será extraditado hoje para o Chile.

Além de nomes de artistas esquerdistas como Luciano Huck e Claudia Leitte, a primeira caixa preta aberta no BNDES, que mostra cerca de R$ 500bi gastos com “bolsa-jatinho”, inclui entre os 134 agraciados grandes empresas e bancos, como JBS, Itaú, MRV e Riachuelo.

Infelizmente escolhendo o lado errado”, Bolsonaro, que associou-se à Lava Jato para se eleger presidente do Brasil, agora ataca seus pilares, como a PF, a Receita Federal, o Coaf, e atropela Sergio Moro na escolha do PGR e no pacote anticrime, o que claramente é resultado do acordão que ele fez com Dias Toffoli, o nefasto presidente do STF, e que pode culminar, na semana que vem, com a soltura de Lula e o fim da Lava Jato.

Bastião moral do país, Sergio Moro, brilhante ministro da justiça, ressaltou que se preocupa com “temor excessivo” de polícia, juízes e MP após a aprovação do nefasto projeto da Lei de Abuso de Autoridade.

Crítica:

Como já era de se esperar, a OAB, conhecida atualmente por Organização de Amigos dos Bandidos e comandada pelo nefasto petista Felipe Santa Cruz, emitiu uma nota emitiu nota de apoio à sanção, sem vetos, da escabrosa Lei de Abuso de Autoridade.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário