R.B. 4/JUL/19 "Calando a boca dos eco-chatos"



"Calando a boca dos eco-chatos"

São Paulo, 4 de julho de 2019 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, apesar do baixo volume de negócios por conta do feriado em NY, influenciada positivamente pelo esperado avanço da reforma da Previdência e (2) o DÓLAR pode cair, com "boas chances" de testar o "suporte" dos R$ 3,80, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado pelo aumento do fluxo positivo de recursos externos.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,4%, recuperando as perdas da abertura, quando na mínima recuou -0,2%, beneficiada pelo movimento ascendente das principais bolsas mundiais, influenciada positivamente pelos esforços para fazer avançar a reforma da previdência na Câmara e impulsionada pela valorização das commodities e (2) o DÓLAR caiu -0,8% à R$ 3,82, revertendo os ganhos da abertura, quando na máxima atingiu R$ 3,87, após um pregão com boa volatilidade no qual prevaleceu a melhora do “humor” na bolsa tupiniquim e o aumento das “apostas” de corte dos juros nos EUA.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, realizando lucros recentes, Japão -0,5%, pressionada por ações dos setores de eletrônicos e petrolífero e China -0,9%, influenciada negativamente pelo anúncio de que em JUN/19 o setor de serviços chinês se expandiu no ritmo mais fraco em 4 meses, apesar de múltiplos esforços de Pequim para estimular a economia do país, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,7%, França 0,7% e Alemanha 0,7%, seguindo o “humor positivo” das bolsas de NY, animadas pelo avanço do índice de gerentes de compras do setor de serviços da zona do euro e com destaques de alta para as ações dos bancos e (3) dos EUA, em um pregão mais curto por conta do feriado de hoje, S&P 0,8%, DJ 0,7% e NASDAQ 0,7%, com os 3 índices fechando nos maiores patamares da história, diante da divulgação de dados econômicos e de resultados corporativos melhores do que o esperado e da decisão de Trump de indicar economistas que defendem cortes na taxa de juros para o FED (“BC” local).

Christine Lagarde, ex-diretora do FMI, deve ser a sucessora de Mario Draghi na presidência do BCE e, apesar dela não ter formação acadêmica em Economia, seu nome animou o “mercado” por conta de sua habilidade como comunicadora, de sua postura expansionista e de sua experiência como ministra das Finanças da França, o que reforça a percepção de que ela pode ser uma boa negociadora de políticas dentro da referida autoridade monetária.

“Apostando” na recuperação da economia tupiniquim e na aprovação da reforma da Previdência, os estrategistas do banco suíço UBS reduziram, de R$ 3,80 para R$ 3,70 suas expectativas para a cotação do dólar daqui a 90 dias, e também diminuíram, de R$ 3,7 para R$ 3,60, suas projeções para a cotação da moeda norte-americana em 1/JUL/20.

Fruto da falta de educação financeira e de uma ideologia estúpida na qual ter é mais importante do que ser, segundo uma pesquisa divulgada pelo Serasa 32% das pessoas inadimplentes do Brasil são jovens que moram nas periferias das cidades, o que representa 19 milhões de pessoas nessa situação

Como já era esperado, o relatório da CPI de Brumadinho revoltou mineradoras, que são veementemente contra a sugestão para se criar o regime de participação especial, em que as minas pagariam um percentual sobre a receita líquida, como já ocorre com as petroleiras.

Melhorando, de forma simples, a competitividade tupiniquim, a adesão do país a um acordo internacional de registro de patentes, oficializada ontem pelo governo Bolsonaro, ai reduzir os custos e os prazos para que empresas instaladas no Brasil registrem suas marcas nas principais economias no mundo.

Por conta de fatores como aumento do desemprego e baixo custo do empreendimento, o número de sites de e-commerce no Brasil registrou um crescimento de 37,5% nos 6 primeiros meses deste ano.

Focando na exploração de petróleo, pagando suas dívidas e se recuperando dos enormes estragos feitos na empresa pela organização criminosa petista, a Petrobras agendou para o fim de JUL/19 uma nova oferta pública para vender suas ações da BR Distribuidora, com a qual espera reduzir sua participação na subsidiária para menos do que 50% e receber até R$ 9,4bi.

-    A Flutter Entertainment, que é uma empresa de apostas virtuais, disparou 11,5% na bolsa de Londres, em meio a especulações de aquisição da companhia a compradores ainda não-identificados.
-    A Tesla subiu 7,1% na bolsa de NY, após informar que registrou entregas recordes no período entre ABR/19 e JUN/19.

Política:

Um dos grandes críticos da exclusão de estados e municípios na reforma da Previdência, Doria, governador tucano de SP, alertou, após a movimentação em torno da terceira versão do texto, que “custará caro ao Brasil” aprovar uma reforma parcial quando poderia fazer uma reforma completa, ressaltando que não é justo penalizar milhões de brasileiros, a maioria desempregados e desvalidos, para atender interesses eleitorais e egoístas.

O Instituto Brasil 200, que reúne empresários apoiadores de Bolsonaro, como Flavio Rocha, da Riachuelo, João Appolinário, da Polishop, e Luciano Hang, da Havan, decidiu retirar apoio à proposta que já está em debate para lançar outra, cujo centro é a criação do imposto único no país.

Após trabalho de obstrução feito pela oposição e do acordo frustrado com policiais, a comissão especial da Câmara que analisa a reforma da Previdência encerrou a sessão de ontem sem votar o relatório sobre a proposta, que se tudo ocorrer como esperado será votado hoje.

Ressaltando que sua confissão foi corroborada por uma montanha de provas, que nunca foi pressionado ou sofreu coação do Ministério Público, Léo Pinheiro, dono da construtora OAS, mandou uma carta para os jornalistas socialistas da Folha de S. Paulo para dizer que pagou propina para o PT a mando de Lula por conta dos contratos da empreiteira com a Petrobras e disse também que descontou dessa propina os valores pagos ao referido chefe da organização criminosa petista no triplex e no sítio de Atibaia.

Despetizando o Brasil, o decreto editado em MAR/19 por Bolsonaro para extinguir 22 mil cargos federais cortou gratificações de 119 postos de direção, 1.870 coordenações de curso e 460 funções gratificadas nas universidades e institutos federais de educação.

Diante da derrubada do acordo para aliviar as regras de aposentadoria de policiais federais, Bolsonaro defendeu a necessidade de todos contribuírem para o novo regime de aposentadoria.

O Grupo Palavra de Juiz, formado por mais de 2.000 magistrados que discutem em rede temas sobre o Judiciário, distribuiu abaixo assinado em apoio ao ex-juiz federal e ministro da Justiça Sergio Moro.

Crítica:

Com a missão de abrir a caixa preta da instituição e revelar os meandros da corrupção da organização criminosa petista, ontem Gustavo Montezano foi nomeado pelo conselho de administração do BNDES como novo presidente do referido banco de fomento.

Dando um exemplo do tamanho da rapinagem da organização criminosa petista, as auditorias do TCU sobre 140 operações de financiamento de exportações do BNDES indicam desvios de até 50% do valor liberado.

"Calando a boca dos eco-chatos", Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente e filiado ao partido NOVO, afirmou, em entrevista aos jornalistas socialistas da GloboNews, que (1) o Brasil conserva 66% do bioma natural, usa baixos índices de agrotóxicos, possui o melhor portfólio ambiental do mundo e cumpre o Acordo de Paris, (2) a Europa não cumprirá o Acordo de Paris, (3) os índios não são perseguidos, possuem 13% do território nacional, correspondem a 1% da população e não desejam viver do extrativismo, (4) as ONGs internacionais manipulam dados para intervir nas questões ambientais brasileiras, (5) apenas 0,02% da Amazônia foram desmatados ilegalmente no último ano, (6) os defensivos agrícolas mais modernos são inseridos devido maior segurança ao consumo humano, (7) o mundo distorce a realidade sobre a Amazônia, (8) a falta de oportunidades econômicas gera atividades de garimpo e de desmatamento ilegal, (9) 80% da população vive nas cidades onde estão os maiores problemas (água, esgoto, poluição do ar e lixo), (10) 1/3 do Fundo Amazônia drena para ONGs que possuem interesses obscuros e em muitas ONGs 80% da receita pagam salários dos membros e (11) as ONGs estrangeiras pouco se interessam pelo grave problema ambiental relacionado a gestão do lixo urbano.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário