R.B. 10/JUL/19 "Separar os caloteiros dos bons pagadores"



"Separar os caloteiros dos bons pagadores"

São Paulo, 10 de julho de 2019 (QUARTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve voltar a subir, mesmo após 3 pregões consecutivos batendo recordes históricos de alta, acompanhando a valorização internacional das commodities e com o “mercado comemorando” a iminente aprovação da reforma da Previdência e (2) o DÓLAR pode cair, na contramão da trajetória internacional da moeda norte-americana, influenciado pelo mesmo motivo que deve animar a bolsa tupiniquim.

Segunda-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,4%, para fechar o dia novamente no maior patamar da história (aos 104.530pts), acompanhando a recuperação dos preços das commodities e impulsionada pelas “apostas” de que a reforma da Previdência será aprovada esta semana na Câmara e (2) o DÓLAR caiu -0,3% à R$ 3,81, retornando à sua trajetória de queda, influenciado pela manutenção do “humor positivo” na bolsa tupiniquim e pelo aumento do fluxo positivo de recursos externos.

Ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão 0,1%, com as exportadoras beneficiadas pela desvalorização da moeda local (o iene) frente ao dólar e China -0,2%, diante de temores de aumento das tensões comerciais do país com os EUA, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,2%, França -0,3% e Alemanha -0,8%, prejudicadas pela divulgação de um alerta de lucros emitido pela Basf (-3,3%), pelo mau desempenho das ações do Deutsche Bank (-2,8%) e pelo recuo das commodities e (3) dos EUA, próximas da estabilidade e nos maiores patamares da história, S&P 0,1%, DJ -0,1% e NASDAQ 0,5%, divididas entre as “apostas” quanto a intensidade e o ritmo de corte de juros do país e o bom desempenho das ações do setor de tecnologia.

Já dando como praticamente certo um corte na taxa básica de juros na reunião do Copom do final deste mês, o “mercado” (1) reduziu pela 19ª vez consecutiva, agora de 0,85% para 0,82%, suas “apostas” para o crescimento da economia brasileira em 2019 e (2) manteve em 3,80% suas previsões para a inflação deste ano medida pelo IPCA, patamar bem abaixo do centro da meta (4,25%).

Acreditando que a aprovação da reforma da Previdência já são “favas contadas”, Paulo Guedes, brilhante ministro da economia tupiniquim, já está se preparando para divulgar o pacote de medidas de estímulo econômico e também apresentar sua proposta de reforma Tributária, com foco no crescimento e na geração de empregos.

Ajudando a fazer justiça ao “separar os caloteiros dos bons pagadores”, a inclusão automática de consumidores no cadastro positivo, considerada por bancos fundamental para uma avaliação mais precisa do risco e consequente redução dos juros, começou a valer ontem.

Dando mais um sinal de melhora do mercado financeiro tupiniquim, no primeiro semestre deste ano “apenas” 14 empresas tiveram seus registros de companhia aberta cancelados no Brasil, o que representa o menor patamar desde o primeiro semestre de 2017.

-    A Petrobras subiu 0,9%, após o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) informar, antes do fim do pregão de segunda-feira, que firmou acordo com a estatal para a venda de ativos no mercado de gás.

Política:

Dando um sinal bastante favorável à reforma, ontem, por 331 votos a 117, o plenário da Câmara rejeitou a proposta da organização criminosa petista de adiar a votação da reforma da Previdência, que se tudo correr como esperado deve acontecer hoje.

Hoje pela manhã, enquanto o plenário da Casa se prepara para a votação derradeira da reforma da Previdência, Bolsonaro, ao lado de 6 ministros e de Rodrigo Maia, irá à Câmara do Deputados para participar de um culto da bancada evangélica.

Com o objetivo de aniquilar de vez a organização criminosa petista e suas linhas auxiliares, o presidente Bolsonaro quer atuar como cabo eleitoral de seus principais aliados nas campanhas municipais de 2020.

Como era de se esperar, a Presidência do Senado, comandada pelo nefasto Davi Alcolumbre, recebeu um requerimento pedindo a suspensão da nomeação da senadora Juíza Selma Arruda, do PSL do MT, apelidada de Moro de saias, para o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Casa.

Canalhas, que trabalham diuturnamente para enterrar a Lava-Jato e assim se livrarem da justiça, ontem, no dia em que as atenções estavam voltadas para a reforma da Previdência, o grupo de trabalho criado na Câmara para analisar o pacote anticrime de Sergio Moro decidiu, por 7 votos a 6, retirar do texto a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância.

Facilitando a vida de picaretas que usam a fé para rapinar dinheiro de idiotas e inocentes, o governo Bolsonaro decidiu flexibilizar normas para a prestação de contas de igrejas com medidas como (1) dispensar da apresentação de Escrituração Contábil Digital de quem arrecada menos de R$ 4,8mi e (2) dispensar de CNPJ os estabelecimentos que não tenham autonomia administrativa ou que não sejam gestores de orçamento.

Em defesa da manutenção de suas mamatas, que estão prestes a serem extintas, a Anamatra, que é a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho, defendeu, sem a menor vergonha n cara, a rejeição da proposta de reforma da Previdência.

Colocando Serra e Alckmin cada dia mais perto da cadeia, na segunda-feira o Cade condenou a Alstom, a Bombardier e a CAF e outras 8 empresas por formação de cartel em obras de trens e metrô, a maior parte em SP, no período em que o estado foi governado pelo PSDB.

Peritos da Polícia Federal encontraram, nos sistemas internos da Odebrecht para repasse de propina, registros de pagamentos de R$ 15mi para “Mineirinho”, codinome usado pelos delatores para se referir a Aécio Neves.

Para evitar maiores atritos e um estrago ainda maior na imagem já desgastada do partido, Doria, governador tucano de SP, quer que o nefasto deputado Aécio Neves se afaste espontaneamente do PSDB, evitando assim um processo de expulsão.

Crítica:

Provando “as péssimas intensões” do suposto jornalista comunista, na noite de segunda-feira um grupo de 40 advogados que defendem bandidos como Adélio Bispo, Lula, Dirceu, Sergio Cabral, Youssef, Aécio Neves, Eduardo Cunha e Marcelo Odebrecht se reuniu com Glenn Greenwald, do site hacker The Intercept Brasil, para homenageá-lo e se colocar à disposição dele.

Enquanto Sergio Moro, de forma democrática e paciente, responde às acusações baseadas em informações obtidas por um hacker criminoso, os advogados do nefasto ex-deputado Jean Wyllys, mostrando como funciona a mente doentia de um socialista, estão ameaçando processar as pessoas que estão repassando acusações sobre ele divulgadas pelo perfil Pavão Misterioso no Twitter.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário