R.B. 28/JUN/19 "Coincidentemente faltando 2 dias para as manifestações"



"Coincidentemente faltando 2 dias para as manifestações "

São Paulo, 28 de junho de 2019 (SEXTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, acompanhando a melhora do "humor" nas principais bolsas mundiais, beneficiada pela valorização das commodities e impulsionada pela "aposta' de que esperado sucesso das manifestações de domingo de mais força ao governo Bolsonaro e pressione os parlamentares a aprovarem as reformas e (2) o DÓLAR pode seguir em queda, rumo aos R$ 3,80, seguindo a esperada melhora do "humor" na bolsa e a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA s, subiu 0,1%, recuperando as perdas da abertura, quando na mínima recuou -1,3%, após um pregão no qual o noticiário farto não foi suficiente para definir tendência clara no mercado de ações tupiniquim, que contabiliza ganho de 3,81% em JUN/19 e de 14,61% no semestre que se encerra hoje e (2) o DÓLAR caiu -0,4% à R$ 3,84, seguindo o fluxo positivo de recursos externos e também acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 1,2% e China 0,7%, com investidores mais esperançosos de que as 2 maiores economias do planeta poderão superar suas desavenças após os desdobramentos mais recentes da disputa comercial entre elas, (2) da EUROPA, sem uma tendência única e próximas da estabilidade, Inglaterra -0,2%, França -0,1% e Alemanha 0,2%, em compasso de espera antes da reunião do G20 e diante da manutenção das incertezas sobre o Brexit e (3) dos EUA, recuperando perdas recentes, S&P 0,3%, DJ 0,1% e NASDAQ 0,7%, sustentadas pelo aumento, para cerca de 100%, das chances de corte da taxa de juros do país em JUL/19 e com destaques de alta para as ações do setor de tecnologia.

Já abrindo, mesmo antes do início oficial da reunião do G20, o caminho para que os dois países retomem suas negociações comerciais, segundo o South China Morninha Post, EUA e China fecharam um acordo de trégua provisório para reverter a próxima rodada de tarifas de Washington contra mais US$ 300 bilhões em produtos chineses.

Citando o recuo dos indicadores de confiança de empresas e consumidores, destacando os impactos sobre as perspectivas de investimento e de consumo e ressaltando que a economia segue operando com elevado nível de ociosidade, O BC tupiniquim reduziu sua projeção de crescimento para o PIB do Brasil em 2019 para 0,8%.

Numa contraofensiva à intenção das lideranças do Congresso de assumir o protagonismo da agenda econômica, Paulo Guedes, ministro da economia, reuniu sua equipe para fechar um plano de ação para deslanchar medidas de incentivo à economia logo após a votação da reforma da Previdência no primeiro turno no plenário da Câmara.

"Apostando" na recuperação da economia tupiniquim, os fundos canadenses Redpoint eventures e Intact Ventures investiram R$ 230 milhões na corretora brasileira de seguros online Minuto Seguros, que permite fazer cotações online em 13 seguradoras a partir de informações fornecidas pela internet.

Apesar da França não ter quase nenhuma floresta nativa em pé e ter a maioria da sua energia oriunda de fontes poluentes e não renováveis, Emmanuel Macron, presidente da França, afirmou que não assinará nenhum acordo comercial com o Brasil caso Bolsonaro saia do acordo climático de Paris, o que é uma ameaça às negociações comerciais entre União Europeia e Mercosul.

Coberto de razão, o General Heleno, que é um dos principais membros da comitiva de Bolsonaro no G20, afirmou que ninguém tem moral para criticar a política ambiental do Brasil, que é um dos países que mais preserva meio ambiente no mundo.

Instituições de peso no mercado financeiro têm dito aos membros da comissão especial da reforma da Previdência que, se o texto for mesmo aprovado no plenário da Câmara antes do recesso parlamentar, o BC corta a taxa de juros em seguida, na reunião do Copom do final de JUL/19.

Focando naquilo que é importante, o governo brasileiro "avisou" que, com o apoio de Argentina, Austrália, Canadá e Indonésia, apresentará como uma das principais pautas econômicas ao G20 a inclusão dos subsídios agrícolas no debate sobre a reforma da Organização Mundial do Comércio.

Otimista, no longo prazo, e vislumbrando um país desenvolvido e com taxas de juros bem menores, o Conselho Monetário Nacional decidiu que a meta de inflação, atualmente em 4,25% ao ano, será de 3,5% ao ano em 2022.

Ontem, durante o evento na B3 para comemorar a venda dos R$ 7,3bi em ações que o banco estatal tinha da Petrobras, Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, "avisou" que vai continuar o desinvestimento em outras empresas não financeiras seguindo por aquelas que já são listadas e geraram lucro para o banco.

-    A Netflix subiu 2,2% na bolsa de NY, depois que o analista Michael Olson, do Piper Jaffray, disse que a empresa pode ver um "crescimento internacional dramático".
-    O Uber subiu 6,2% na bolsa de NY, a US$ 45,13, e, pela primeira vez, viu suas ações subirem acima do preço da oferta pública inicial (US$ 45).
-    A Boeing caiu -2,9% na bolsa de NY, depois que os reguladores de segurança aérea dos EUA fizeram novos testes de cenários de emergência e apontaram que, antes da companhia colocar os aviões 737 MAX de volta nos ares, mais ajustes serão necessários.

Política:

"Coincidentemente faltando 2 dias para as manifestações" a favor da reforma da Previdência e da operação Lava Jato, o Ibope, que tem menos credibilidade que hacker, divulgou ontem uma pesquisa dizendo que o percentual dos brasileiros que não confiam no presidente Bolsonaro subiu de 45% para 51%.

Já prevendo que será um dos principais alvos das críticas dos manifestantes do domingo próximos, Rodrigo Maia, o nefasto presidente da Câmara, garantiu que votará a reforma da Previdência no plenário da Casa antes do recesso parlamentar

Agindo politicamente, Paulo Guedes, ministro da economia, aparou arestas com Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, respectivamente presidentes da Câmara e do Senado, ao afirmar que confia na capacidade de articulação política das referidas Casas parlamentares para a aprovação da reforma.

Para o desespero da organização criminosa petista e da imprensa socialista tupiniquim, o corregedor nacional do Ministério Público, Orlando Rochadel Moreira, ordenou o arquivamento da representação disciplinar contra Deltan Dallagnol, aberta a partir do vazamento das mensagens do celular do procurador.

Baixando sua medíocre bolinha, Davi Alcolumbre, presidente do Senado, afirmou, após se reunir com Paulo Guedes, que os Estados e municípios têm que ser incluídos na reforma da Previdência e que buscaria entendimento dos governadores na próxima semana.

O namoro do nefasto Gilmar Mendes com petistas começou quando o PT deixou o Palácio do Planalto e a Lava Jato avançava sobre outros partidos com os quais o referido ministro do STF sempre foi mais alinhado, como o PSDB, e sobre o Judiciário.

O encerramento do semestre no STF deixou pendente na Segunda Turma não só a decisão sobre o mérito do habeas corpus que ainda pode soltar Lula, mas também, para a alegria dos bandidos, os julgamentos que podem tornar réus Renan Calheiros e Aroldo Cedraz.

Após confirmar que ainda pretende participar da vida política tupiniquim, Luciano Huck, se cercando da pior espécie de político que existe, foi jantar com ACM Neto, prefeito de Salvador, preparando o "terreno" para ser candidato à presidente do Brasil pelo DEM em 2022.

Legislando em causa própria e rapinando os cofres públicos, os juízes do Tribunal de Contas da União decidiram que o tempo de trabalho como advogado pode ser contado para fins de aposentadoria de juízes, independentemente do pagamento de contribuições previdenciárias.

A prisão de 3 assessores de Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo, praticamente "obriga" Bolsonaro a demiti-lo, e isto tem que ocorrer o mais brevemente possível para que o estrago não seja inda maior.

Crítica:

Repetindo a retórica petista, que é bastante acolhida pela imprensa socialista tupiniquim, na madrugada de hoje, ao abrir a reunião do G20, Putin, ditador da Rússia, afirmou que o liberalismo se tornou obsoleto.

Confirmando que Bolsonaro fez certo ao demiti-lo do BNDES, Joaquim Levy, ex-presidente do referido banco de fomento, "garantiu" que a instituição, que foi a maior fonte de corrupção e rapinagem nos governos Lula, Dilma e Temer, "não tem nada a esconder".

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário