R.B. 27/JUN/19 "Incentivando ainda mais as manifestações de domingo"



"Incentivando ainda mais as manifestações de domingo"

São Paulo, 27 de junho de 2019 (TERÇA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, com "boas chances" de fechar o dia abaixo dos 1000.000pts, influenciada negativamente pelo adiamento da votação da reforma da Previdência na Comissão Especial da Câmara, acompanhando as perdas das demais bolsas mundiais e prejudicada pelo recuo das commodities e (2) o DÓLAR pode subir, seguindo a esperada priora do "humor" na bolsa tupiniquim e impulsionado pela trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,6%, retomando sua trajetória de alta e desdenhando da instabilidade nas principais bolsas mundiais, com os investidores "aliviados" com a manutenção de Lula na cadeia e "apostando" que as manifestações marcadas para domingo mostrarão para os canalhas e bandidos do Congresso Nacional e para a imprensa socialista tupiniquim que a população apoia as reformas e o ministro Sergio Moro e (2) o DÓLAR caiu -0,1% à R$ 3,85, devolvendo uma parte da valorização registrada no pregão anterior, influenciado pelos leilões de venda do BC e pela esperada melhora do "humor" na bolsa tupiniquim.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -0,5% e China -0,2%, em compasso de espera após a redução das "apostas" de corte dos juros nos EUA e antes da reunião do G-20, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,1%, França -0,2% e Alemanha -0,1%, com destaques de queda para as ações do setor de consumo e (3) dos EUA, sem uma tendência única, S&P -0,1%, DJ -0,1% e NASDAQ 0,3%, divididas entre os ganhos das ações das empresas petrolíferas, como Chesapeake Energy (4,4%) e ConocoPhillips (5,0%), diante da alta da referida commoditie, a queda do Facebook (-0,6%) e do Google (0,7%), após Trump afirmar que podem haver processos antitruste contra gigantes do setor de tecnologia.

Para mostrar independência, Jerome Powell, presidente do Fed ("BC" dos EUA), reiterou a independência da referida autoridade monetária norte-americana ao ressaltar que a instituição está "isolada de interesses políticos de curto prazo", num momento em que Trump, o presidente dos EUA e CPPT do mundo, faz crescente pressão por juros menores.

Em um prelúdio de boas notícias, Steven Mnuchin, secretário do Tesouro norte-americano, afirmou ontem que o acordo comercial entre EUA e China está "90% completo", ressaltando entretanto que os 10% que faltam será decidido no encontro entre os líderes dos dois países na reunião do G20, que ocorre amanhã e no sábado.

Ajudando a estimular a recuperação da economia tupiniquim, ontem, após o fechamento do pregão, o BC anunciou uma nova redução na alíquota do recolhimento compulsório sobre recursos a prazo, de 33% para 31%.

Dando uma boa notícia para o setor produtivo da economia, Mansueto Almeida, secretário do Tesouro Nacional, alertou que as taxas de juros nas negociações de títulos públicos vêm caindo no país, ressaltando que este movimento é influenciado pela queda das taxas ao redor do mundo.

Mostrando como é urgente aprovar uma reforma da Previdência que economize no mínimo R$ 1tri nos próximos 10 anos, em MAI/19 a dívida pública federal, que inclui dívida interna e externa, cresceu 0,31% na comparação com ABR/19 e alcançou R$ 3,9tri.

Tendo uma boa oportunidade de se apresentar de verdade para o mundo, e não pela ótica da imprensa socialista, Bolsonaro, que chega hoje no Japão para a sua reunião do G-20, terá encontros particulares com Trump, presidente dos EUA e CPT do mundo, Emmanuel Macron, presidente da França, e com Xi Jinping, líder do governo chinês.

Coberto de razão, já que seu país faz negócios e tem boa relação com os 2 países, Bolsonaro afirmou, na véspera do início da reunião de cúpula do G20, que o Brasil não tem lado na guerra comercial entre EUA e China.

Em sua estreia no G20, Bolsonaro deve fazer um discurso semelhante ao que levou a Davos, na Suíça, durante o Fórum Econômico Mundial: de que o Brasil é um país aberto economicamente e que não leva em conta questões ideológicas para escolher seus parceiros comerciais. 

As empresas brasileiras com ações em bolsa perceberam aumento significativo dos investidores pessoa física nos últimos 6 meses e, segundo uma pesquisa de Deloitte, os motivos são (1) um cenário de baixa taxa de juros e de tendência de queda da mesma, o que torna os investimentos em renda fixa cada dia menos atraentes, (2) a popularização das plataformas de investimento, (3) a confiança na recuperação da economia e (4) o aumento de agentes autônomos de investimento.

Acumulando uma valorização de 259% no ano, ontem a cotação do bitcoin subiu ao seu valor mais elevado em 18 meses (US$ 13.511,00) e a alta frenética do ativo digital é impulsionada principalmente pela incursão do Facebook ao mundo das moedas virtuais, com o lançamento de uma criptomoeda chamada libra.

-    A Thyssenkrupp disparou 7,2% na bolsa da Alemanha, após relatos de uma possível oferta de compra da empresa de engenharia finlandesa Kone.

Política:

"Incentivando ainda mais as manifestações de domingo", na madrugada de hoje a Câmara dos Deputados, comandada pelo nefasto deputado Rodrigo Maia, cancelou a reunião da Comissão Especial agendada para esta quinta-feira na qual seria apresentada a proposta de reforma da Previdência.

Ontem, em um encontro de canalhas cujo resultado obviamente será negativo para o Brasil, os líderes da organização criminosa do centrão se reuniram com canalhas representantes de centrais sindicais para discutirem mudanças na reforma da Previdência.

Com o objetivo claro de proteger bandidos, principalmente eles próprios, na calada da noite de ontem os nefastos senadores tupiniquins aprovaram um projeto de lei que pune abuso de autoridade praticado por magistrados e integrantes do Ministério Público.

Rumando aos passos largos para ser um partido nanico como o PSOL, o PT, que na realizada é uma organização criminosa, já começa a discutir o cenário para as eleições municipais e quer lançar Haddad como candidato do partido à prefeitura de SP e Manuela d'Ávila, da sua linha auxiliar PCdoB, para prefeita do Rio Grande do Sul.

Crítica:

Com incentivo da pseudo jornalista Mônica Bergamo, que é sua canetinha de aluguel e sua fã número 1, o presidiário Lula, que além de psicopata é o maior bandido da história do Brasil, deu claros sinais de desespero ao mandar o PT fazer um abaixo assinado para pedir sua liberdade.

Lula, psicopata que já foi condenado em 2 processos, ontem recebeu mais 2 tristes notícias, (1) o juiz Luiz Antonio Bonat, da Lava Jato de Curitiba, determinou o bloqueio de R$ 78 milhões de suas contas, valor que é referente à propina que ele recebeu da Odebrecht e (2) o Ministério Público Federal pediu aumento da sua pena no caso relativo ao sítio de Atibaia.

Ao chegar no Japão para participar do G20, o presidente Bolsonaro, coberto de razão, criticou a declaração da chanceler alemã, Angela Merkel, de que é "dramática" a situação do Brasil em questões ambientais e de direitos humanos sob o atual governo, ressaltando que a Alemanha, que gera mais de 70% da sua energia com combustíveis fósseis, tem "muito a aprender" com o Brasil sobre meio-ambiente.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário