R.B. 25/JUN/19 "Será decisivo para mostrar para os canalhas do Congresso Nacional e do STF"



"Será decisivo para mostrar para os canalhas do Congresso Nacional e do STF"

São Paulo, 25 de junho de 2019 (TERÇA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, para fechar em alta pelo quinto pregão seguido, influenciada positivamente pelos sinais de recuperação da economia tupiniquim, pelo andamento da reforma da Previdência, pelo aumento da adesão às manifestações pro-governo marcadas para domingo e pela decisão do STF de adiar, ao menos até AGO/19, o julgamento do enésimo habeas corpus de Lula e (2) o DÓLAR pode cair, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e seguindo a esperada melhora do “humor” na bolsa tupiniquim.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,1%, atingindo mais um recorde histórico de alta (aos 102.062pts), após um pregão com pouca volatilidade, que seguiu o movimento de cautela visto nas bolsas de NY, em um ambiente de agenda escassa, mas de expectativa por eventos importantes dos próximos dias e (2) o DÓLAR subiu 0,1% à R$ 3,83, em um “ajuste técnico” após 3 pregões consecutivos de alta, também após uma sessão de poucas oscilações e volume baixo de negócios.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,1% e China 0,2%, diante das “apostas” de que os líderes chineses e norte-americanos conseguirão retomar discussões comerciais nos próximos dias, (2) da EUROPA, sem uma tendência única, Inglaterra 0,1%, sustentada pelo bom desempenho das companhias de seguro, porem França -0,1% e Alemanha -0,5%, com destaques de queda para as ações das montadoras, após a alemã Daimler (-3,8%) diminuir sua perspectiva de ganhos em 2019 e (3) dos EUA, com baixo volume de negócios e também sem uma tendência única, S&P -0,2%, DJ 0,1% e NASDAQ -0,3%, à medida que os investidores se mantiveram atentos a questões geopolíticas e a sinais dados pelo Fed (“BC” local) sobre os rumos da política monetária do país.

Após uma segunda-feira “morna”, reflexo de uma agenda fraca, entre os eventos aguardados para esta semana estão (1) a votação do relatório da reforma da Previdência na comissão especial, (2) a divulgação das atas das reuniões de política monetária do Brasil e dos EUA, (4) o IPCA-15 de JUN/19 e (4) as negociações entre EUA e China na reunião do G20.

Já influenciado pela decisão, cautelosa demais, do BC tupiniquim de não cortar a taxa básica de juros, o “mercado” (1) reduziu 17ª vez seguida, agora de 0,93% para 0,87%, suas “apostas” para o crescimento da economia em 2019 e (2) diminuiu, de 3,95% para 3,82%, suas projeções para a inflação medida pelo IPC neste ano, patamar cada vez mais abaixo do centro da meta (4,25%).

Apresentando sinais positivos da economia tupiniquim, (1) em MAI/19 a Receita Federal arrecadou R$ 113,3bi em impostos, o que representa um crescimento real de 1,92% em relação a um ano antes e o melhor resultado para o mês em 5 anos e (2) a confiança do consumidor subiu de 86,6pts em MAI/19 para 88,5pts em JUN/19, interrompendo uma sequência de 4 quedas consecutivas.

Por estar 100% focado na iminente aprovação da reforma da Previdência, Paulo Guedes, o brilhante ministro da Economia tupiniquim, decidiu que não irá à reunião do G-20, que acontecerá no Japão neste final de semana.

Construindo um país cada dia mais liberal, ao menos na economia, e dando o primeiro passo para o prometido choque de energia barata, ontem o Conselho Nacional de Política Energética, órgão que assessora a Presidência da República para formulação de políticas e diretrizes de energia, decidiu aprovar uma resolução com objetivo de derrubar o monopólio da Petrobrás no mercado de gás natural tupiniquim, permitindo que outras empresas tenham acesso aos gasodutos de transporte e dutos de escoamento, unidades de processamento e terminais de Gás Natural Liquefeito.

Cada dia mais livre da organização criminosa petista e de suas linhas auxiliares, a Caixa Econômica Federal registrou um lucro contábil de R$ 3,9bi no primeiro trimestre deste ano, patamar 23% maior que o auferido no mesmo período de 2018 e que foi conquistado com (1) aumento da receita de prestação de serviços e (2) redução na provisão para calote.

Dando mais um importante passo para se desfazer de negócios que não são considerados chave para o banco, ontem a Caixa Econômica Federal anunciou que planeja vender suas ações no Banco PAN e na corretora de seguros Wiz.

Política:

Com “100% de razão”, Bolsonaro “avisou” que vetará o escabroso, perigoso e canalha trecho de projeto de lei que impõe uma lista tríplice ao chefe do Poder Executivo para que ele escolha executivos de agências reguladoras.

Criado por Lula, Chavez e Fidel, no mês que vem o Foro de São Paulo realizará seu 25º, em Caracas, capital da Venezuela, e as atividades, que obviamente contarão com a participação da organização criminosa petista, incluem encontros de jovens, de deputados “progressistas” e a elaboração de um “plano comum de luta”.

Acreditando que manda no país, apesar de ter sido eleito com apenas 70mil votos, Rodrigo Maia, o nefasto presidente da Câmara, “garantiu” que a votação do relatório da reforma da Previdência na comissão especial ocorrerá até quinta-feira e que pretende que a referida Proposta de Emenda à Constituição seja votada em plenário até 15/JUL/19, que é o último dia antes do vagabundo recesso parlamentar.

Dando um exemplo da canalhice dos “nobres” parlamentares da esquerda e do centrão, a proposta contra o abuso de autoridade pronta para ser votada no Senado permite que organizações criminosas processem juízes e procuradores.

Com menos votos que um vereador de SP, Davi Alcolumbre, presidente do Senado, mostrou claramente ao governo de que lado está ao afirmar, durante um jantar com os jornalistas socialistas do site Poder360, que Sergio Moro fosse deputado ou senador estava no Conselho de Ética, cassado ou preso.

Provando mais uma vez que a organização criminosa petista tem tentáculos no judiciário tupiniquim, a Associação dos Juízes para a Democracia, que é comandada pela petista e canalha Valdete Souto Severo divulgou um manifesto, assinado por 30 juízes “companheiros”, pedindo a degola de Sergio Moro.

Mostrando que a organização criminosa petista, e suas linhas auxiliares, é mais organizada que a base aliada, a oposição tem 55 dos 83 deputados inscritos para falar hoje na comissão especial da reforma da Previdência.

Confusa e canalha, a Folha de SP, que é a principal “canetinha de aluguel da organização criminosa” petista, garante que Cármen Lúcia sabotou o julgamento do Habeas Corpus de Lula porque teme a soltura do criminoso, porém o próprio jornal notícia que foi o nefasto ministro Gilmar Mendes quem decidiu manter seu pedido de vista.

Querendo, mesmo sem voto, governar o país no lugar do presidente, Luiz Roberto Barroso, ministro do STF, suspendeu, em decisão liminar (provisória), a medida provisória 886 editada por Bolsonaro que devolveu ao Ministério da Agricultura a atribuição de demarcar terras indígenas.

Prestes a se tornar réu hoje no Supremo Tribunal Federal, o ministro Aroldo Cedraz, legislando em causa própria, tirou de pauta uma prestação de contas do próprio STF que também seria julgada hoje no Tribunal de Contas da União.

Crítica:

Sim, o professor é a profissão mais nobre e a que mais deve ser valorizada em um país, mas não, os professores não podem ter o privilégio e se aposentarem antes do restante do restante dos trabalhadores.

O tamanho da adesão popular à manifestação em apoio a Lava Jato, ao pacote anticrime e à reforma da Previdência de R$ 1tri marcada para o próximo domingo, dia 30/JUN/19, “será decisivo para mostrar para os canalhas do Congresso Nacional e do STF” que, em uma democracia, quem manda no país é quem tem o voto da população.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário