R.B. 24/JUN/19 "Em nome da sua liberdade e da liberdade de seus clientes"



"Em nome da sua liberdade e da liberdade de seus clientes"

São Paulo, 24 de junho de 2019 (SEGUNDA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, mesmo após avançar 4,1% e bater 2 recordes de alta na semana passada, ainda embalada pela melhora das perspectivas política e econômica no Brasil e (2) o DÓLAR pode voltar a cair, mesmo após fechar o pregão anterior no menor patamar desde 10/ABR/19, acompanhando a esperada melhora do “humor” na bolsa tupiniquim e influenciado pelas “apostas” de que os EUA podem não estar longe de um novo corte na taxa de juros.

Sexta-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,7%, para fechar em um novo recorde histórico (aos 102.013pts), com ótimo volume de negócios (R$ 18,6bi) para um pregão entre um feriado e um fim de semana, beneficiada pela alta das commodities e impulsionada pelo crescente aniquilamento da organização criminosa petista, e de suas linhas auxiliares, e pelo aumento da chance de votação da reforma da Previdência antes do recesso parlamentar e (2) o DÓLAR caiu -0,6% à R$ 3,82, para fechar em território negativo pelo terceiro pregão consecutivo, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado pela manutenção do “humor positivo” na bolsa brasileira.

Também sexta-feira, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão -0,9%, prejudicada pela queda do índice de atividade do setor industrial do país e China 0,5%, acompanhando o movimento ascendente das bolsas de NY no dia anterior, (2) da EUROPA, realizando lucros recentes, Inglaterra -0,2%, França -0,1% e Alemanha -0,1%, influenciadas negativamente pela divulgação de dados piores do que o esperado do setor industrial alemão e (3) dos EUA, também realizando lucros recentes, após o S&P fechar no maior patamar da história, S&P -0,1%, DJ -0,1% e NASDAQ -0,1%, diante do aumento da tensão do país com o Irã e do recuo do índice de gerentes de compras preliminar de JUN/19 para o menor nível em mais de 9 anos.

Concentrando as atenções dos investidores globais, esta semana, no Japão, terá um encontro do G-20 e a reunião mais esperada é entre Trump, presidente dos EUA e CPT do mundo, e Xi Jinping, presidente da China, que discutirão a situação comercial das duas maiores economias do planeta.

“Animado” Régis Chinchila, analista da Terra Investimentos, afirmou que a sinalização de que os BCs dos EUA e de outras partes do mundo desenvolvido podem reduzir juros é positiva para o Brasil, pois o país pode atrair mais capital externo.

“Em nome da sua liberdade e da liberdade de seus clientes”, a Ação Investimentos, que é uma das maiores sociedades de Agentes Autônomos de Investimentos (AAIs) do Brasil, recorreu à Justiça contra a gigante XP Investimentos e, após várias tentativas infrutíferas de um destrato amigável, obteve uma liminar impedindo que a referida Corretora, que monopoliza 85% do mercado de AAIs no país, continue a promover a transferência forçada de seus clientes para outros escritórios a ela vinculados.

Agora que não tem mais socialistas à frente das 2 maiores economias da América do Sul (Brasil e Argentina), os dirigentes de 7 países europeus, entre eles Espanha e Alemanha, pediram a Bruxelas que conclua o histórico acordo comercial com o Mercosul, negociado desde 1999, que está em sua reta final e que vai englobar mais de 770 milhões de consumidores.

Outrora um importante item da pauta de exportação tupiniquim, o cacau da Bahia está se reinventando e, em novo ciclo após vassoura-de-bruxa, os produtores da região investem em qualidade e, agregando valor ao doce fruto, o doce fruto que era ensacado e enviado in natura para o exterior agora alimenta fábricas de chocolate.

Batendo de frente com as linhas auxiliares da organização criminosa petista, o INSS decidiu suspender por 60 dias o repasse de mensalidades a quatro associações de aposentados, com mais de 800 mil filiados, que concentram reclamações de cobrança indevida e que estariam inclusive usando ofertas de empréstimo consignado ou seguro de vida para camuflar a adesão ou até obrigar o segurado a se associar.

Política:

Mostrando que é possível aprovar a reforma da Previdência sem lotear os ministérios com bandidos, segundo cálculos otimistas o governo Bolsonaro já tem 325 votos para aprovar a matéria na Câmara, 17 mais que os 308 necessários, e pode votar o texto em plenário antes do recesso.

Alheios aos ataques da impressa socialista tupiniquim à Sergio Moro, está a caminho um acordo entre o Planalto e a Câmara para votar o texto da reforma da Previdência na Câmara antes do recesso.

Ciente de que tem o apoio da maioria da população, Bolsonaro, ao dizer que tomou conhecimento de um projeto na Câmara que transferiria a parlamentares o poder de fazer indicações para agências reguladoras, afirmou no sábado que o Legislativo passa a ter cada vez mais "superpoderes" e que quer deixá-lo como "rainha da Inglaterra", que reina, mas não governa.

Após fazer exames e o Planalto emitir nota em que afirma que o presidente apresenta "ótimas condições de saúde", Bolsonaro embarca amanhã para o Japão, onde participará da reunião do G-20.

Mostrando que ainda é grande o estoque de mortadela da organização criminosa petista, o Movimento Lula Livre distribui hoje nas principais capitais 500 mil exemplares de um tabloide com as conversas de Moro roubadas por um hacker do Intercept.

Cada dia que o Intercept, com o apoio dos jornalistas socialistas da Folha de SP, publica uma nova mensagem do hacker tentando prejudicar Sergio Moro, o referido ministro da justiça ganha novos aliados e se fortalece.

Com potencial para inflar bastante os protestos convocados para o próximo domingo em apoio à Lava Jato, ainda está marcado para amanhã o julgamento do enésimo habeas corpus de Lula no STF.

Dificultando quem quer tirar da cadeia o maior bandido da história do Brasil, Raquel Dodge, procuradora-geral da República, encaminhou na sexta-feira ao Supremo Tribunal Federal um parecer contrário ao pedido de Lula para anular sua condenação no caso do tríplex de Guarujá.

Ao reafirmar o apoio total ao ministro Sergio Moro, o grupo político MBL alertou que as últimas mensagens vazadas tentam “enfraquecer” as manifestações do dia 30/JUN/19 e “dividir a direita”, ressaltando que os bandidos presos pela Operação Lava Jato estão loucos para deslegitimá-la.

Para desespero da imprensa socialista tupiniquim, FHC, um de seus “queridinhos”, afirmou que o ministro Sergio Moro "se saiu bem" no depoimento no Senado alertou que existem parlamentares que tem vontade de destruir e abalar a Lava Jato.

Após desavenças sobre os rumos do partido e medidas do governo Bolsonaro, a brilhante deputada estadual Janaina Paschoal, do PSL, conseguiu unir a bancada em torno do seu projeto que dá direito a gestante escolher pela cesariana nos partos feitos pelo SUS, acabando com a obrigatoriedade do parto normal.

Crítica:

Mostrando como é difícil empreender em um país socialista e hipócrita como o Brasil, a Primeira Turma do Tribunal Superior do Trabalho condenou a Alpargatas a indenizar um trabalhador que precisou apresentar uma certidão de antecedentes criminais para ser contratado.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário