R.B. 29/ABR/19 "O socialismo encrustado em sua mente tupiniquim"



"O socialismo encrustado em sua mente tupiniquim"

São Paulo, 28 de abril de 2019 (SEGUNDA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, recuperando as perdas de sexta-feira, influenciada positivamente pelo aumento das "apostas" de aprovação da nova Previdência, beneficiada pela divulgação de bons resultados corporativos e impulsionada pelo anúncio de que a Petrobrás pretende vender 8 refinarias e (2) o DÓLAR pode cair, com "boas chances" de romper o suporte dos R$ 3,90, acompanhando a esperada melhora do "humor" na bolsa tupiniquim e seguindo o fluxo positivo de recursos externos.

Sexta-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,3%, reduzindo os ganhos acumulado na semana (1,7%), prejudicada pela falta de novidades positivas no cenário doméstico, pressionada pelo recuo das commodities e sucumbindo a um leve movimento de realização de lucros e (2) o DÓLAR caiu -0,6% à R$ 3,93, para fechar em território negativo pelo segundo pregão consecutivo, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado por possíveis captações externas de empresas brasileiras como Marfrig e Ultrapar.

Também sexta-feira, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -0,2% e China -1,2%, seguindo as perdas das bolsas de NY no dia anterior e prejudicadas pelo aumento dos "rumores" de que Pequim poderá atenuar sua política de estímulos econômicos, (2) da EUROPA, recuperando as perdas da abertura, Inglaterra 0,1%, França 0,2% e Alemanha 0,3%, "animadas" pelo resultado acima do esperado do PIB dos EUA e com destaques de alta para as ações dos bancos e (3) dos EUA, com S&P e NASDAQ registrando mais um recorde histórico de alta, S&P 0,5%, DJ 0,3% e NASDAQ 0,3%, já que a economia do país cresceu mais do que o esperado e a inflação segue controlada.

Confirmando o sucesso do governo Trump e a pujança da economia norte-americana, no primeiro trimestre deste ano (1) o PIB nos EUA cresceu 3,2% na comparação com o mesmo período de 2018, superando de longe a média das "apostas do mercado", que estava em 2,2%, e (2) o índice de preços de gastos com consumo avançou à taxa anualizada de apenas 0,6%.

Após "mercado" começar a testar o novo comando do BC, pressionando as cotações do dólar para cima, Bruno Serra, o diretor de Política Monetária da instituição, afirmou, em palestra em SP, que a autoridade monetária tupiniquim fará intervenções no mercado de câmbio "caso identifique alguma anomalia em seu regular funcionamento" e que os instrumentos que possui, além das reservas elevadas, "nos dão bastante espaço para atuar".

Depois da aprovação da proposta de nova Previdência do governo Bolsonaro na CCJ da Câmara, o JPMorgan ressaltou que "aposta" que a bolsa brasileira terá um desempenho acima da média do mercado e que o dólar deve cair a R$ 3,80 até o final do primeiro semestre deste ano.

Confirmando que, apesar de conservador nos costumes, o governo Bolsonaro é liberal na economia, Marcos Cintra, que é secretário da Receita Federal, afirmou que quer acabar com a contribuição previdenciária que incide sobre a folha de pagamentos e criar a Contribuição Previdenciária (CP) que vai incidir sobre todas as transações financeiras, bancárias ou não, com alíquota de 0,9% e rateado entre as duas pontas da operação (quem paga e quem recebe), que seria cobrada até de fiéis de igrejas quando contribuírem com o dízimo.

Com "o socialismo encrustado em sua mente tupiniquim", a economista Wendy de la Rose, que é fundadora de um instituto que pretende ajudar famílias a usarem melhor o dinheiro, afirmou que são os governos que devem ser responsáveis pela poupança das pessoas e acusou as grandes empresas usarem dados para fazer as pessoas consumirem cada vez mais e que não é fácil resistir a tamanha tentação.

Dando mais um sinal positivo da economia tupiniquim, segundo a consultoria Forest2Market do Brasil o aquecimento do setor de celulose em SP e nos arredores deve impactar os preços e levar até a uma falta de madeira no estado.

Buscando reduzir o preço do gás, o Cade, órgão responsável pela concorrência, vai negociar com a Petrobrás um plano para a venda de ativos ou a liberação de acesso à infraestrutura de transporte do combustível para assim quebrar o monopólio da referida estatal e trazer competição ao setor, promovendo no país um "choque de energia barata".

-    A Petrobras caiu -1,9%, prejudicada pelo recuo do petróleo, porem após o fechamento do pregão o conselho de administração da petrolífera anunciou que aprovou um novo plano de venda de ativos que inclui a oferta de 8 das 13 refinarias da empresa e ainda a venda de nova fatia da BR Distribuidora.
-    A Lojas Renner subiu 0,9%, após anunciar um lucro líquido de R$ 161,6mi, com alta de 45% sobre o mesmo período do ano passado.
-    A Amazon subiu 2,5% na bolsa de NY, após a empresa apresentar lucro recorde nos 3 primeiros meses do ano, com vendas acima do esperado.

Política:

Bastante focado nos assuntos prioritários para o país, Bolsonaro, presidente da República, se encontrou ontem com Rodrigo Maia, presidente da Câmara, para tratar do avanço da tramitação da nova Previdência no Congresso e ambos saíram da reunião com mensagens positivas.

Confortavelmente ao lado do seus canetinhas de aluguel da Folha de SP, Lula, que é um psicopata sem nenhuma vergonha em sua cara de pau, deu uma entrevista na cadeia para dizer que (1) só foi proso porque permitiu, (2) vai ficar preso até provar que Moro está errado e (3) o Brasil está sendo governado por um bando de malucos.

Atualmente conhecida como Organização de Advogados de Bandidos, a OAB, além de pedir o impeachment de Bolsonaro, decidiu entregar um suposto estudo ao Congresso contra 10 medidas do pacote anticrime de Moro, o brilhante ministro da Justiça.

Príncipe de propina tucana, Paulo Preto, ex-diretor de engenharia da Dersa, foi responsável pela desapropriação de uma mesma área 3 vezes durante obras do trecho sul do Rodoanel Mário Covas, na região metropolitana de SP, e pagou pouco mais que o dobro do que a área valia.

Além de unir seus críticos, a entrevista de Lula na cadeia causou desconforto entre dirigentes de partidos de esquerda, como PSB e do PDT, que avaliam que o referido presidiário causo manteve o discurso de hegemonia do PT e provou que a falta de autocrítica no partido vem de cima para baixo.

Após criticar a vergonhosa doutrinação socialista que vem sendo praticada pela maioria dos professores tupiniquins, inclusive em escolas privadas, Bolsonaro defendeu que, se houver partido nas escolas, "que seja dos dois lados".

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao Supremo Tribunal Federal que o senador licenciado Fernando Collor de Mello, do Pros de Alagoas, seja condenado a 22 anos de prisão e à perda do mandato pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Aumentando a raiva da impressa socialista tupiniquim, segundo o Ministério da Economia, o governo poderá economizar R$ 18 milhões por ano com a suspensão de assinatura de jornais e revistas, além da contratação do serviço de ascensoristas.

Na grande maioria ainda vagabundos, nesta semana, que tem na quarta-feira o feriado do dia do trabalho, senadores, deputados e até ministros do STF não terão que trabalhar, com isto a discussão sobre a nova Previdência ficará parada.

Crítica:

Defendendo o veto de Bolsonaro a uma propaganda de uma estatal que buscava mais uma vez dividir a sociedade em tribos, Rubem Novaes, presidente do Banco do Brasil, ressaltou que o resultado da eleição presidencial brasileira comprova que a população brasileira rejeitou a sociedade alternativa que "os meios de comunicação procuravam nos impor", ressaltando que a esquerda tentou empoderar minorias e caracterizar o cidadão "normal" como exceção.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário