R.B. 26/MAR/19 "Propina é gorjeta"



"Propina é gorjeta"

São Paulo, 26 de março de 2019 (TERÇA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, tentando iniciar um movimento de recuperação de perdas recentes, acompanhando o movimento ascendente das principais bolsas mundiais, beneficiada por sinais positivos da economia tupiniquim e principalmente impulsionada pela retomada das “apostas” de aprovação da nova Previdência e (2) o DÓLAR pode voltar a cair, acompanhando a esperada melhora do “humor” na bolsa brasileira e também influenciado pela trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,1%, recuperando quase todas as fortes perdas da abertura, quando na mínima chegou a recuar -3,8%, diante de “rumores” de que o governo Bolsonaro busca uma reaproximação com o Congresso, em especial com Rodrigo Maia, o nefasto presidente da Câmara, e de declarações otimistas de Paulo Guedes, o superministro da economia e (2) o DÓLAR caiu -1,2% à R$ 3,86, devolvendo mais da metade da alta registrada na semana passada (2,2%), para fechar o pregão com a maior baixa diária desde 12/FEV/19, diante do surgimento de “rumores” de que a taxa de juros dos EUA pode, além de não subir mais no curto e no médio prazos, começar a cair.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -3,0% e China -2,0%, em meio a renovadas preocupações com a saúde da economia global que pressionam os mercados financeiros mundiais na sexta-feira passada, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,4%, França -0,2% e Alemanha -0,2%, prejudicadas por dados ruins da indústria no Velho Continente e por declarações de Theresa May, primeira-ministra do Reino Unido, que reconheceu que ainda não há uma maioria no Parlamento britânico disposta a aprovar o acordo do Brexit negociado com a União Europeia e (3) dos EUA, recuperando quase todas as perdas da abertura, S&P -0,1%, DJ 0,1% e NASDAQ -0,1%, divididas entre as perdas das ações dos bancos, como Bank of America (-0,6%) e Citigroup (-1,1%), e o surgimento de “rumores” de que a taxa básica de juros do país pode cair.

Diante da redução das expectativas de crescimento da economia global e da economia norte-americana, o banco HSBC divulgou um relatório no qual avalia que o próximo passo do FED (“BC” dos EUA) pode ser de corte dos juros, de -0,25%, já em 2020.

Com o otimismo diminuindo, o “mercado” (1) novamente reduziu, desta vez de 2,01% para 2,00%, suas “apostas”, para o crescimento da economia brasileira em 2019 e (2) manteve em 3,89% suas projeções para a inflação medida pelo IPCA, patamar bem distante do centro da meta (4,25%) e (3) também manteve em 6,5% suas expectativas para a taxa básica de juros do país, que aliás já se encontra no menor patamar da história.

Mostrando otimismo, Paulo Guedes, superministro da Economia, disse que o que houve na última semana foi algo "perfeitamente natural" e que, mesmo que haja agora uma "queda de braço", a nova Previdência será aprovada.

Dando um importantíssimo sinal positivo da economia tupiniquim, segundo dados oficiais em FEV/19 o Brasil registrou a abertura de 173.139 vagas formais de emprego, o que representa (1) um patamar bem acima do esperado pelo “mercado” (82 mil), (2) mais do que o dobro do registrado em FEV/18 (61 mil) e (3) o melhor para o período desde 2014.

Cumprindo uma promessa feita por Trump à Bolsonaro e calando a boca da imprensa socialista tupiniquim, o governo dos EUA agendou para JUN/19 a auditoria no sistema de inspeção de carnes bovinas e suínas do Brasil, que é a primeira etapa para que produtores brasileiros sejam autorizados a voltar a exportar para o mercado norte-americano.

Após criticar o que chamou de “interferência ideológica em licenças”, Ricardo Salles, o excelente ministro do Meio Ambiente, “avisou” que o governo brasileiro está aberto a avaliar novos projetos hidrelétricos na região da Amazônia, ressaltando que a decisão sobre eventuais novos empreendimentos dependerá de uma avaliação técnica do Ibama.

-    A Apple caiu -1,2%, já que não empolgou os investidores ao anunciar seu serviço de streaming, lançar um cartão de crédito em parceria com o Goldman Sachs e a Mastercard e turbinar o Apple News, seu aplicativo de notícias, com o conteúdo de 300 revistas.

Política:

Inconformados com a dificuldade de arrumarem boquinhas para roubar, os “nobres” deputados do centrão, comandados pelo nefasto Rodrigo Maia, começam a discutir a possibilidade de desenterrar a reforma da Previdência do ex-presidente Temer e votá-la como afronta ao Planalto.

Aparentemente “baixando sua bolinha” e voltando a trabalhar, Rodrigo Maia, presidente da Câmara, já acertou com Paulo Guedes, ministro da economia, retirar da PEC da reforma da Previdência as mudanças nas regras de aposentadoria rural e do BPC, pago a idosos carentes.

Novamente “baixando sua bolinha”, em conversa com o ministro Onyx Lorenzoni, da Casa Civil, Rodrigo Maia, o nefasto presidente da Câmara, “garantiu” que (1) não deixará prosperar uma pauta-bomba no Congresso, (2) não usará o cargo como instrumento de chantagem de partidos e (3) não dará andamento a pedidos de impeachment contra Bolsonaro.

Comprovando cumplicidade da organização criminosa petista com terroristas, o italiano Cesare Battisti, queridinho da esquerda tupiniquim, admitiu, em interrogatório conduzido no último fim de semana em um presídio italiano, ter participado do assassinato de 4 pessoas nos anos 1970, como mandante ou executor, com vistas a financiar os Proletários Armados pelo Comunismo, grupo terrorista que ele comandava à época.

Mostrando que a máfia judiciária tem tentáculos nos 3 poderes, os consultores legislativos Danilo Barboza de Aguiar e Renato Rezende, que assinam a nota técnica contra a CPI da Lava Toga, cursaram mestrado no IDP, do nefasto ministro Gilmar Mendes.

Sem medo de comprar briga e com o objetivo de reescrever a história contada pela imprensa socialista tupiniquim, o presidente Bolsonaro determinou ao Ministério da Defesa que sejam feitas comemorações em unidades militares em referência a revolução militar de 31 de março de 1964, que deu início à ditadura no Brasil.

Assustando cada vez mais os tucanos bandidos, como Serra, Aécio, Alckmin e Aloísio Nunes, ontem Paulo Preto, operadora de propinas do PSDB que já está condenado a mais de 100 anos de cadeia e que pensa em fazer delação, foi denunciado pela força-tarefa da Lava Jato de Curitiba por lavagem de dinheiro e obstrução de Justiça ao receber R$ 100 milhões em favor das empreiteiras Odebrecht e UTC, no Brasil e no exterior.

Tentando se reunir para voltar de destruir o Brasil, a esquerda tupiniquim, que saiu humilhada e desunida das últimas eleições presidenciais, começou a tentar se reorganizar e para isto fará um encontro entre os imprestáveis e nefastos Haddad, do PT, Boulos, do PSOL, Flávio Dino, do PCdoB, e Ricardo Coutinho, do PSB.

Como já era de se esperar, o juiz federal Antonio Ivan Athié, que afirmou que “propina é gorjeta” e que já foi afastado por 7 anos do cargo para responder um processo em que era acusado de vender sentenças, decidiu, de forma monocrática, soltar o nefasto ex-presidente Temer, que estava preso preventivamente por (1) ameaçar os investigadores da Lava Jato, (2) coagir testemunhas, (3) destruir provas e (4) seguir roubando.

Crítica:

Insistindo em roubar os trabalhadores, os sindicatos, com o apoio dos nefastos partidos de esquerda como PT, PCdoB, PDT e PSOL, travam uma batalha no Judiciário para derrubar a fantástica medida provisória de Bolsonaro que impede o desconto automático e compulsório da contribuição sindical na folha de pagamento.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil






Nenhum comentário:

Postar um comentário