R.B. 19/MAR/19 "O fim do estúpido antiamericanismo tupiniquim"



"O fim do estúpido antiamericanismo tupiniquim"

São Paulo, 19 de março de 2019 (TERÇA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, para fechar o dia acima da marca histórica dos 100.000pts, com os investidores, internos e externos, comemorando o fim do estúpido antiamericanismo tupiniquim, que renderá bons frutos econômicos e principalmente ideológicos ao Brasil e (2) o DÓLAR pode voltar a cair, mesmo após fechar o pregão anterior no menor patamar desde 1/MAR/19, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado pelo aumento do fluxo positivo de recursos externos.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,9%, para fechar o dia em um novo recorde histórico (aos 99.993pts), beneficiada pela valorização das commodities, influenciada pelo bom desempenho das demais bolsas mundiais, impulsionada pela visita de Bolsonaro aos EUA e também animada com o aumento das “apostas” de redução da taxa básica de juros e de aprovação da nova Previdência e (2) o DÓLAR caiu -0,8% à R$ 3,79, acompanhando o “humor positivo” na bolsa tupiniquim e também a expectativa de que o FED (“Copom” norte-americano) reitere, em seu encontro desta semana, que será paciente na condução da política monetária.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,6%, beneficiada bom pelo desempenho de empresas ligadas à demanda doméstica e China 1,5%, com destaques de alta para as ações de fabricantes de bebidas alcoólicas, inclusive com algumas atingindo o limite de valorização diário de 10%, (2) da EUROPA, Inglaterra 1,0%, França 0,1% e Alemanha 0,2%, “animadas” com o adiamento da terceira votação do Brexit e com destaques de alta para as ações das mineradoras como a Rio Tinto (2,8%), a BHP (2,9%) e Anglo American (2,1%) e (3) dos EUA, em compasso de espera antes da decisão do FED (“Copom” local), S&P 0,4%, DJ 0,2% e NASDAQ 0,3%, diante do aumento das “apostas” de que a autoridade monetária do país volte a emitir sinais de manutenção dos estímulos monetários e de interrupção do ciclo de alta dos juros.

Pragmático, como deve ser, Paulo Guedes, ministro tupiniquim da economia, afirmou, diretamente de Washington, que não haverá redução do comércio com a China, ressaltando que o Brasil quer fazer comércio com todos os países, e também aumentar o relacionamento econômico com os EUA.

Se apresentando de fato ao mundo, já que a imprensa socialista tupiniquim segue dizendo que ele é homofóbico, fascista e idiota, Bolsonaro está sendo muito bem recebido nos EUA e, com um discurso sincero, simples e objetivo, sua sinergia com o presidente Trump certamente renderá frutos positivos ao Brasil.

Como, diferentemente da organização criminosa petista, não é comparsa dos grandes empresários tupiniquins, governo Bolsonaro confirmou ontem que o livre-comércio de carros e autopeças entre o Brasil e México começa a vigorar de hoje.

Dando um sinal positivo da economia tupiniquim, em FEV/19, apesar da considerável queda das exportações do setor (-38,9%), a produção brasileira de veículos cresceu 29,9% na comparação com JAN/19 e 20,5% na comparação com FEV/18, registrando assim o melhor resultado para o mês desde FEV/14.

Podendo se tornar o primeiro fruto positivo da visita de Bolsonaro aos EUA, o governo Trump, ressaltando que têm visto e expressado um entendimento muito positivo e acolhe os esforços para reformas econômicas, boas práticas, ordenamento regulatório tupiniquim, prometeu ajudar o Brasil a obter uma vaga na OCDE.

Pior do que o esperado (-0,10%), em JAN/19 o Índice de Atividade Econômica do BC recuou -0,41% na comparação com DEZ/18, em um mês marcado principalmente por perdas na indústria, que recuou -0,8% na mesma base de comparação.

Diante de um início de ano mais difícil do que o esperado, o “mercado” reduziu consideravelmente, desta vez de 2,28% para 2,01%, suas “apostas” para o crescimento da economia brasileira em 2019 e elevou, de 3,87% para 3,89%, suas projeções para a inflação medida pelo IPCA ao longo deste ano, patamar ainda bem abaixo do centro da meta (4,25%).

“Apostando” na recuperação da economia tupiniquim, a mexicana América Móvil, que no Brasil opera sob a marca Claro, anunciou ontem que compro a Nextel Brasil por R$ 3,5bi, reduzindo assim, se o CADE aprovar a operação, a competição no setor de telefonia móvel tupiniquim, que aliás já tem 236 milhões de linhas em operação.

-    O Commerzbank disparou 7,2% e o Deutsche Bank avançou 4,1%, ambos na bolsa de Frankfurt, após estas 2 maiores instituições bancárias da Alemanha terem anunciado que deram início a conversas para uma possível fusão.
-    A Boeing caiu -1,8% na bolsa de NY, após notícia de que promotores públicos nos EUA investigam o desenvolvimento de aviões da linha 737 MAX da empresa que se envolveram em 2 acidentes fatais num intervalo de menos de 6 meses.
-    O Facebook caiu -3,3% na bolsa de NY, após ter seu preço-alvo cortado pelo Bank of America, de US$ 205 a US$ 187.

Política:

Decretando “o fim do estúpido antiamericanismo tupiniquim”, Bolsonaro afirmou ontem, durante discursos nos EUA, que (1) o Brasil, de forma unilateral, deixará de exigir visto de turistas norte-americanos, (2) a base de lançamentos de foguetes de Alcântara será alugada para a NASA, (3) Trump está correto ao construir um muro na fronteira com o México e (4) conta com a ajuda norte-americana para libertar a Venezuela da miséria e da ditadura socialista.

Com a assinatura do senador Flávio Arns, da Rede do Paraná, o novo requerimento da CPI da Lava Toga já tem 29 signatários, 2 mais que o necessário (27), e obviamente nenhum senador da organização criminosa petista apoia esta investigação da nefasta suprema corte tupiniquim.

“Minha decisão foi motivada pelo grande sentimento de frustração vivenciado pela sociedade brasileira nos últimos dias, principalmente diante do risco de retrocesso em relação à Operação Lava Jato”, justificou o parlamentar, em nota.

Mostrando um total alinhamento do discurso do governo, Mourão, presidente da República em exercício diante da viagem de Bolsonaro ao EUA, afirmou que a nova Previdência deve ser aprovada entre o fim deste semestre e o início do próximo, ressaltando que ela é fundamental para gerar empregos, resolver a situação fiscal do país e atrair investimentos.

Apesar de admitir dificuldades na articulação com parlamentares, Onyx Lorenzoni, ministro-chefe da Casa Civil, confirmou que a proposta de Previdência dos militares será enviada ao Congresso amanhã e “garantiu” que a nova Previdência será totalmente aprovada ainda no primeiro semestre.

Como não poderia ser diferente, o nefasto PDT, comandado pelo maluco do Ciro Gomes, decidiu, em sua convenção nacional, que todos os parlamentares da sigla no Congresso (28 deputados e quatro senadores) devem, assim como os membros da organização criminosa petista, votar contra a proposta de nova Previdência do governo Bolsonaro.

Sempre ao lado de quem tem mais poder, desprezando se a pessoa tem ou não razão, Dória, governador tucano de SP, ligou para o nefasto Gilmar Mendes, ministro do STF, para pedir desculpas pelas críticas feitas a ele por Paulo Mathias, seu secretário executivo de Desenvolvimento Social.

Com o objetivo de dar uma agenda positiva para os políticos apresentarem a suas bases, de olho nas eleições municipais de 2020, Paulo Guedes, ministro tupiniquim da economia, prometeu a parlamentares que vai ajudá-los com repasses para as regiões que os elegeram em troca de apoio para a nova Previdência.

Complicando cada vez mais a vida do maior bandido da história do Brasil, Palocci, ex-ministro e estrela da organização criminosa petista, afirmou ontem que Lula acertou o pagamento de propinas para a compra de helicópteros e para a construção de submarinos nucleares numa reunião com o então presidente francês Nicolas Sarkozy, em 2009.

Queridinho do nefasto ministro Gilmar Mendes, que provavelmente fará de tudo para solta-lo novamente, Beto Richa, ex-governador tucano do Paraná, foi mais uma vez preso na manhã de hoje por obstrução de justiça e por ser acusado de se beneficiar do desvio de recursos do governo estadual.

Ajudando a elevar a eficiência do estado tupiniquim, ontem o governo Bolsonaro publicou um decreto que estabelece exigências para a ocupação de cargos de confiança na administração federal, abolindo indicações políticas sem critério ao tornar necessário cumprir uma série de exigências para a indicação de pessoas sem vínculo com a administração pública.

Segundo a imprensa socialista tupiniquim, capitaneada pela Folha de SP, supostamente na tentativa de impedir que o governo se envolva em nova polêmica, a cúpula militar quer evitar comemorações públicas e efusivas dos 55 anos da implementação do regime militar, a serem completados no próximo dia 31/MAR/19.

Crítica:

Dando novos argumentos para quem defende que o dinheiro público deveria ser destinado somente ao ensino básico e fundamental, a faculdade de Direito da USP autorizou que 4 professores de seu quadro de docentes tenham contribuições sindicais descontadas diretamente de seus contracheques, o que afronta a determinação legal da Medida Provisória 873, segundo a qual o recolhimento destas contribuições deve ser feito exclusivamente por boleto bancário ou equivalente eletrônico.

Por “simples” falta de educação, o trabalhador brasileiro leva 1 hora para fazer o mesmo produto ou serviço que um norte-americano consegue realizar em 15 minutos e um alemão ou coreano em 20 minutos.

Percebendo que “suas batatas estão assando”, grupos de funcionários do BNDES nas redes sociais vêm registrando insatisfação com Joaquim Levy, novo presidente da instituição, por ele ter apoiado a denúncia do Ministério Público Federal e ter dito que não se surpreendia com o fato de terem acontecido “coisas esquisitas” no referido banco de fomento.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário