R.B. 11/MAR/19 "É uma missão quase impossível viver apenas de especulação em bolsa"



"É uma missão quase impossível viver apenas de especulação em bolsa"

São Paulo, 11 de março de 2019 (SEGUNDA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve voltar a subir, para facilmente zerar as perdas ainda acumuladas no mês (-0,2%), acompanhando a melhora do "humor" nas principais bolsas mundiais e impulsionada pelos sinais de que a nova Previdência começará a avançar esta semana no Congresso Nacional e (2) o DÓLAR pode cair, com "boas chances" de fechar a semana abaixo dos R$ 3,80, reduzindo uma parte da forte valorização acumulada no mês (3,2%), seguindo a esperada melhora do "humor" na bolsa tupiniquim e influenciado pelo fluxo positivo de recursos externos.

Sexta-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,1%, recuperando as perdas da abertura, quando na mínima recuou -1,1%, e desdenhando das perdas das bolsas de NY e do recuo das commodities, já que foi "animada" pelos sinais de maior empenho do governo Bolsonaro na aprovação da nova Previdência e (2) o DÓLAR caiu -0,3% à R$ 3,87, reduzindo a valorização acumulada na semana (2,3%), que mesmo assim fechou com a maior alta AGO/18, diante da melhora do "humor" na bolsa tupiniquim e do  enfraquecimento quase generalizado da moeda norte-americana no exterior.

Também sexta-feira, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -2,0% e China -4,4%, prejudicadas pela divulgação de dados de comércio exterior chinês que frustraram investidores, reacendendo preocupações sobre a tendência de desaceleração da segunda maior economia do mundo, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,7%, França -0,7% e Alemanha -0,5%, prejudicadas pelo recuo das commodities e pelo ceticismo do "mercado" com as medidas de estímulo econômico anunciadas pelo BC Europeu e (3) dos EUA, acompanhando o "humor negativo" das principais bolsas europeias e asiáticas, S&P -0,2%, DJ -0,1% e NASDAQ -0,2%, também abaladas pela divulgação de que a economia do país criou apenas 20 mil vagas de trabalho em FEV/19, patamar bem abaixo da previsão de 185 mil dos analistas.

Indicando que tem dado resultado a guerra comercial de Trump, presidente dos EUA e CPT do mundo, com a segunda maior economia do mundo, em FEV/19 as exportações da China sofreram um tombo anual de -20,7% na comparação com FEV/18.

Mostrando bastante otimismo, Paulo Guedes, ministro tupiniquim da economia, "garantiu" que Bolsonaro "fará sua parte" para garantir a aprovação da nova Previdência e "avisou" que o mapeamento do governo indica que faltam 48 votos para a aprovação do texto na Câmara.

Prejudicial à credibilidade das empresas entre os investidores e os acionistas, no ano passado o número de multas aplicadas pela CVM em companhias de capital aberto cresceu 34% na comparação com o auferido em 2017

Beneficiadas pela desvalorização do real, que torna o preço dos produtos tupiniquins mais atraentes no exterior, no ano passado a exportação de pães, massas, biscoitos e bolos industrializados cresceu 11% em volume na comparação com 2017.

Com o Brasil deixando perigosamente de lado seu setor industrial, no ano passado a participação da indústria de transformação no PIB tupiniquim voltou a cair na comparação com 2017 e, representando apenas 11,3%, já é a menor na economia desde 1947.

"Cobertíssimo" de razão, o brilhante empresário Luciano Hang, dono da Havan e que entrou este ano da lista de bilionários da revista Forbes, afirmou que o Brasil só vai andar para frente quando pararem de fazer leis idiotas.

Provando que "é uma missão quase impossível viver apenas de especulação em bolsa", segundo um estudo feito com dados de todas as 20.000 pessoas físicas que realizaram day-trade na monopolista, cara e ineficiente bolsa tupiniquim entre 2012 e 2017, (1) mais de 90% perderam dinheiro, (2) com o tempo a mesma pessoa foi tendo menos sucesso, (3) a perda média dos investidores nos primeiros 250 dias realizando day-trade é de quase R$ 10 mil e (4) a probabilidade de uma pessoa ganhar mais de R$300 por dia, depois de um ano, é próxima de 0,10%.

Política:

Mais "mansinho" após se reunir com o presidente Bolsonaro, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, "avisou" que Comissão de Constituição e Justiça, que dará início à tramitação da nova Previdência no Congresso Nacional, será instalada na próxima quarta-feira (13/MAR/19).

Nesta semana que a reforma da Previdência terá largada na Câmara, o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, responsável pela articulação com o Legislativo, se ausentará de Brasília, pois foi escalado pelo presidente Bolsonaro para uma viagem oficial à Antártida, onde visitará o Programa Antártico Brasileiro para a inauguração da infraestrutura de telecomunicações.

Despontando como como um dos maiores defensores da reforma da Previdência nas redes sociais, o brilhante deputado federal Vinicius Poit, do partido NOVO, divulgou um vídeo, que foi compartilhado por Bolsonaro, sobre as 5 maiores fake news sobre a Previdência.

Cada dia mais importante e fortalecida, a bancada evangélica da Câmara, que de forma nefasta mistura política com religião e que ganhou visibilidade e apoio do novo governo Bolsonaro, está em uma grande disputa interna para decidir quem será seu líder.

Obviamente com medo de serem pegos pelas pilantragens que fazem, líderes do centrão tentam aprovar emendas que tirem o Coaf do guarda-chuva de Sergio Moro, brilhante ministro tupiniquim da Justiça, devolvendo-o à área econômica.

Bastante preocupado, Deltan Dallagnol, brilhante procurador da República, alertou sobre o novo golpe do STF, que pode sepultar a Lava Jato nesta semana, mandando para os tribunais eleitorais os processos a corruptos e lavadores de dinheiro.

Dono do partido de aluguel PSD, Kassab, que também é bandido, pediu ao ministro do STF Alexandre de Moraes o arquivamento da investigação sobre as propinas de R$ 58 milhões que ele recebeu da JBS.

Como acham que dinheiro público não tem dono, 67 parlamentares que informaram ao TSE patrimônio superior a R$ 1 milhão receberam auxílio-moradia da Câmara.

Crítica:

Dominada por traficantes, a escola de samba Mangueira, que ganhou o carnaval deste ano com um enredo que joga na lama o nome dos principais personagens da história tupiniquim, usou a festa de comemoração do título deste ano para dar o pontapé inicial na nova campanha "Lula livre".

Mostrando, pela enésima vez, como algumas ONGs são nocivas ao Brasil, a decisão de Bolsonaro de declarar como estratégica para a soberania nacional uma linha de transmissão para conectar Roraima ao sistema elétrico do país já encontra resistências entre defensores de indígenas, que ameaçam contestar na Justiça.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário