R.B. 28/FEV/19 "Enfrentar a patrulha do politicamente correto"



"Enfrentar a patrulha do politicamente correto"

São Paulo, 28 de fevereiro de 2019 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, para fechar o dia abaixo dos 97.000pts, prejudicada pelo recuo das commodities, influenciada pelo resultado bem abaixo do esperado da Petrobrás e em um movimento de cautela diante da aproximação dos feriados de Carnaval e (2) o DÓLAR pode subir, após fechar o pregão anterior no menor patamar em 1 semana, acompanhando a esperada piora do “humor” na bolsa tupiniquim e seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,3%, acompanhando a instabilidade das principais bolsas mundiais e influenciada pela gradativa redução das “apostas” de aprovação da reforma da previdência, diante da latente falta de capacidade política de boa parte do governo Bolsonaro e (2) o DÓLAR caiu -0,4% à R$ 3,73, influenciado pelo fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e “investimentos” e principalmente pela “briga” para formação da cotação de fechamento do mês.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,5% e China 0,4%, influenciadas positivamente pela redução das “apostas” de alta dos juros nos EUA e pela reunião entre Trump, presidente norte-americano, e Kim Jong-un, ditador da Coreia do Norte, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,6%, França -0,3% e Alemanha -0,5%, prejudicadas pelo aumento das incertezas no processo para a saída do Reino Unido da União Europeia, o Brexit, pelo recuo do índice de sentimento econômico da zona do euro para o menor patamar desde NOV/16 e por declarações do vice-presidente da Comissão Europeia alertando que Itália, Grécia e Chipre mostram "desequilíbrios econômicos excessivos" e (3) dos EUA, repetindo o marasmo e os resultados do pregão anterior, S&P -0,1%, DJ -0,3% e NASDAQ -0,1%, desta vez pressionadas pela divulgação de indicadores econômicos abaixo do esperado e pelo alerta de Robert Lighthizer, a representante comercial do país, de que ainda é preciso "fazer muito" para que um acordo seja alcançado com Pequim.

Apresentando um otimismo aparentemente exagerado, segundo uma pesquisa feita pelo Morgan Stanley com investidores e clientes do banco, 93% esperam que a nova Previdência seja aprovada "em breve", com 63% prevendo que a votação na Câmara ocorra até JUL/19 e 20% em AGO/19.

No segundo melhor resultado já registrado em meses de janeiro, as contas públicas do governo federal fecharam o primeiro mês de 2019 com superávit primário de R$ 30,2bi, porem é importante ressaltar que o início de mandato de um presidente também gera execução orçamentária mais lenta por conta de mudanças em ministérios e na estrutura da administração pública.

Indicando que a recuperação da economia tupiniquim está sendo mais lenta do que o esperado, em JAN/19 a taxa de desemprego no Brasil, influenciada pela dispensa dos temporários de Natal, ficou em 12,0%, patamar superior ao auferido em DEZ/18 (11,7%).

Provavelmente frustrando boa parte do “mercado”, Salim Mattar, secretário especial de Desestatização e Desinvestimento do governo Bolsonaro, “avisou” ontem, durante uma reunião com investidores no BTG, que as privatizações federais só serão prioridade após a aprovação da reforma da Previdência.

Com muita tecnologia, qualidade e principalmente coragem para “brigar” em um mercado dominado pelo monopólio, o Banco digital alemão N26, que já tem 2,5 milhões de clientes em 24 países da Europa, anunciou que vai abrir operação no Brasil, oferecendo um pacote de serviços bancários acessíveis via dispositivos móveis.

Cada dia maior e mais próxima do poder, assim como seu sócio Itaú, a XP investimentos anunciou ontem que vai incorporar os 2 fundos da Bozano, a gestora fundada por Paulo Guedes, atual ministro tupiniquim da economia, a 2 de seus fundos de investimento já existentes e com o mesmo perfil.

-    A Petrobras subiu 1,9%, impulsionada pela alta do petróleo e pela expectativa positiva para os resultados da companhia do quarto trimestre, que aliás foram divulgados após o fechamento do pregão com um lucro de R$ 2,1bi, patamar bem abaixo do esperado pelo “mercado” (R$ 8,3bi).
-    A Eletrobras subiu 4,8%, “animada” pela informação dada pelo ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, de que o modelo de capitalização deve ser definido até JUN/19.
-    A Vale caiu -0,8% após a Moody's rebaixar sua “nota” para assassina empresa de mineração, que agora perdeu o grau de investimento (selo de bom pagador).
-    A Raia Drogasil subiu 7,5%, após a empresa anunciar a compra da concorrente Onofre.
. A Raia Drogasil comprou a Onofre do grupo americano CVS, em operação anunciada na noite de terça-feira (26). Os valores não foram divulgados.
-    A Air France-KLM despencou -11,7% na bolsa de Paris, após o governo da Holanda informar que elevou sua participação na empresa para salvaguardar os interesses nacionais.

Política:

Mostrando bastante coragem para “enfrentar a patrulha do politicamente correto” e fazer o que é justo e certo, o senador Angelo Coronel, do PSD da Bahia, protocolou no Senado um projeto de lei que, em nome da igualdade, propõe a revogação da infame cota de 30% de candidaturas de mulheres.

Brilhante, como sempre, Moro, ministro tupiniquim da justiça, decidiu, em nome da diversidade de opiniões, nomear para o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, que tem 26 participantes não remunerados, a ativista de esquerda Ilona Szabó, que é contra a redução da maioridade penal e à favor da liberação da maconha.

Corajoso, brilhante e liberal, o vereador do MBL Fernando Holiday, que não se vitima por ser gay e negro, protocolou na Câmara Municipal de SP um pedido de escolta e anexou a ele o boletim de ocorrência e o laudo pericial do disparo de um tiro contra a janela de seu gabinete.

Dezesseis deputados de PSL, Podemos e DEM vão prometeram protocolar no Senado um pedido de impeachment dos 4 ministros do STF que votaram a favor de criminalizar a homofobia, alegando, com toda a razão, que eles invadiram a competência do Legislativo.

Antes tarde do que nunca, Onyx Lorenzoni, ministro da Casa Civil, “prometeu” que, logo após o carnaval, o presidente Bolsonaro vai entrar de vez na batalha pela aprovação da nova Previdência, falando publicamente sobre o tema.

Segundo a deputada Joice Hasselmann, escolhida por Bolsonaro para ocupar a liderança do governo no Congresso e que se encontrou ontem com Paulo Guedes, o ministro da Economia até aceita conversar sobre pontos da reforma como o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e aposentadoria rural. Há, contudo, o ponto inegociável é a economia na casa de R$ 1tri.

Dando mais uma notícia ruim para Bolsonaro, o PSDB, que tem 30 deputados e a nona maior bancada da Câmara, decidiu ontem rejeitar oficialmente o trecho da nova Previdência que trata das alterações no BPC (Benefício de Prestação Continuada).

Causando calafrios em 99,9% dos corruptos tupiniquins, Sergio Cabral, que está preso desde 2016, tem mais 200 anos de cana para cumprir e quer livrar a esposa do mesmo destino, já tem um roteiro pronto para sua delação premiada, que obviamente para valer alguma coisa terá que entregar algumas cabeças de ministros do STF.

Saindo em defesa do paladino dos corruptos, o deputado federal Paulo Teixeira, que pertence a organização criminosa do PT, protocolou um pedido de informações na Receita Federal sobre os vazamentos de dados financeiros do ministro Gilmar Mendes, do STF, alertando também que quer evitar a "volta de um estado policialesco, de exceção democrática, com perseguições de pessoas".

Crítica:

Mostrando que Maduro, ditador da Venezuela, tem apoio e não deve cair tão facilmente, ontem Yang Wanming, que é o novo embaixador da China no Brasil, afirmou, durante uma palestra no LIDE, que a questão da Venezuela deve ser resolvida pelo povo venezuelano.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário