R.B. 20/FEV/19 "Perdeu seu X9"



"Perdeu seu X9"

São Paulo, 20 de fevereiro de 2019 (QUARTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, acompanhando o movimento ascendente das principais bolsas mundiais e embalada pela expectativa da entrega da reforma "robusta" da Previdência no Congresso e pelo fim do episódio envolvendo o agora ex-ministro Bebianno e (2) o DÓLAR pode cair, com “boas chances” de fechar a semana abaixo dos R$ 3,70, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e novamente influenciada pela expectativa de melhora do “humor” na bolsa tupiniquim.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,2%, retomando sua trajetória de alta após 2 pregões seguidos de queda, influenciada pela redução das tensões políticas tupiniquins e beneficiada pela constante entrada de novos investidores, principalmente internos, que “apostam” na retomada da economia brasileira e (2) o DÓLAR caiu -0,5% à R$ 3,72, acompanhando a melhora do “humor” na bolsa tupiniquim e influenciado pelo luxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e “investimentos”.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,1% e China 0,2%, sustentadas pelo início “animador” da rodada de negociações comerciais entre Pequim e Washington, que se estende até sexta-feira, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,6%, França -0,1% e Alemanha -0,1%, prejudicadas pela divulgação de resultados corporativos piores do que o esperado de grandes empresas como HSBC (-4,0%) e BHP (-0,2%) e pela queda do índice alemão para as condições atuais da economia, que recuou de 27,6pts em JAN/19 para 15,0pts em FEV/19 e (3) dos EUA, retomando as atividades após o feriado do dia anterior, S&P 0,2%, DJ 0,1% e NASDAQ 0,2%, beneficiadas pelos sinais de progresso nas negociações comerciais do país com a China, impulsionadas pelos papéis de gigantes de empresas de tecnologia, como Amazon (1,2%) e Netflix (1,4%) e com os investidores também animados com declarações de Loretta Mester, presidente distrital de Cleveland do FED (“BC” local)”, de que estaria confortável com uma desaceleração no processo de aumento dos juros norte-americanos.

Apesar da histeria da imprensa socialista tupiniquim, que ao que tudo indica “perdeu seu X9”, com a exoneração de Bebianno o “mercado” se livrou do foco na questão mais política e começou a se concentrar na entrega, por Bolsonaro, da reforma da Previdência ao Congresso, que ocorrerá hoje e que deve conter uma proposta "ambiciosa e robusta", com economia fiscal de US$ 1,05 trilhão.

Indicando que as empresas tupiniquins estão se recuperando da crise, segundo dados oficiais da receita federal em JAN/19 a arrecadação de IRPJ (Imposto de Renda de Pessoa Jurídica) e de CSLL (Contribuição Social sobre Lucro Líquido) cresceu 7,71% na comparação com JAN/18.

Segundo Alexandre Schwartsman, doutor em economia e ex-diretor do BC, a taxa básica de juros da economia tupiniquim, que desde 21/MAR/18 está em 6,5% ao ano, o que representa seu menor patamar da história, pode cair mais ainda se (1) as projeções de inflação, tanto para 2019 como para 2020, forem reduzidas e (2) a reforma da Previdência for aprovada.

Sem poder contar mais com a “ajuda camarada” da organização criminosa petista, que saiu do poder e está indo para a cadeia, a Ford anunciou que vai fechar sua fábrica em São Bernardo do Campo, que emprega 3.000 trabalhadores, porem no mesmo dia a Honda anunciou que investirá R$ 500 milhões para ampliar a produção e modernizar sua fábrica em Manaus.

Comandada pelo brasileiro Roberto Azevêdo, que é socialista e consequentemente incapaz, a Organização Mundial do Comercio, que é cada dia mais ignorada pelos países desenvolvidos, alertou ontem que o indicador antecedente trimestral sobre o comércio mundial de mercadorias caiu para seu menor nível em 9 anos, ressaltando que isto dever colocar as autoridades em alerta para uma desaceleração mais acentuada caso as tensões comerciais continuem.

-    O Walmart subiu 2,2% na bolsa de NY, após a divulgação dos resultados do quarto trimestre, que superaram as expectativas dos analistas.

Política:

Ontem, após o fechamento do pregão, os deputados tupiniquins impuseram a primeira derrota ao governo Bolsonaro na Câmara, já que aprovaram um projeto que susta os efeitos do decreto editado pelo vice-presidente Hamilton Mourão em JAN/19 ampliando a funcionários comissionados e de segundo escalão o poder de impor sigilo a documentos públicos.

Os áudios vazados na revista Veja das conversas por WhatsApp entre Bebianno e Bolsonaro indicam que, (1) ocorreu um mal entendido que foi usado como desculpa para demissão do ministro que representava a velha política, (2) o presidente está em guerra com a imprensa, principalmente a socialista TV Globo, que por sua vez quer derruba-lo por conta da redução da verba para propaganda estatal e (3) o referido ex-secretário da presidência era o X9 da imprensa socialista tupiniquim.

Mais uma vez de maneira patética, a Globo, cuja audiência despenca cada dia mais, divulgou uma nota dizendo, de maneira cínica, patética e apelativa, que “não tem nem cultiva inimigos”, e os encontros de seus diretores e executivos com autoridades tupiniquins “são rotina”.

Ex-advogado da organização criminosa petista, Distas Toffoli, que mesmo incapaz de passar em um exame para juiz hoje é presidente do Supremo Tribunal Federal, deu de presente para seu amigo Guido Mantega o engavetamento de um processo onde o referido ex-ministro do PT era acusado pela Lava Jato de receber propina de R$ 50 milhões da Odebrecht.

Sem citar nomes, a Folha de SP, que assim como a Globo quer derrubar Bolsonaro, “alertou” que o agravamento da suposta crise política levou 3 expoentes da ala militar do governo ao encontro do presidente para expressarem a queixa do setor sobre a influência dos seus filhos no governo.

Aproveitando-se da suposta crise do governo, o DEM, partido que elegeu Rodrigo Maia presidente da Câmara e Davi Alcolumbre comandante do Senado, propôs ao Planalto que entregue a tarefa de organizar a base no Congresso a esses dois quadros.

Hoje, enquanto Bolsonaro vai ao Congresso, Paulo Guedes, seu ministro da Economia, iniciará a pregação pela reforma da Previdência, começando por SP onde terá reuniões com centrais sindicais, agentes do mercado financeiro e membros da FIESP.

Diante da nova prisão de Paulo Preto, operador de propinas do PSDB e aliado de Alckmin, fica cada vez mais claro que os tucanos, assim como seus “primos” petistas, também formam uma organização criminosa cujo principal objetivo é rapinar os cofres públicos.

Em um aceno ao MDB, que tem a maior bancada da casa com 13 senadores, e com o objetivo de conquistar votos para as reformas que tramitarão no Congresso, ontem Bolsonaro escolheu o emedebista Fernando Bezerra Coelho como líder do governo no Senado.

Investigado cada dia mais pela Lava Jato, o ex-terrorista Aloísio Nunes pediu ontem demissão do posto de presidente da estatal Investe SP, cargo de confiança do governo Dória, para blindar a gestão do referido governador tucano.

Crítica:

Arrecadando e ao que tudo indica também rapinando, compulsoriamente do trabalhador tupiniquim, bilhões de reais cuja destinação não passa pelos crivos de um sistema democrático, e que fica nas mãos de gestores escolhidos politicamente por uma governança frágil, o sistema S é uma enorme fonte de corrupção cuja “caixa preta” começou a ser aberta ontem com a prisão do seu presidente Robson de Braga Andrade.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário