R.B. 21/FEV/19 "Ampla, necessária, justa e abrangente"



"Ampla, necessária, justa e abrangente"

São Paulo, 21 de fevereiro de 2019 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, recuperando as perdas do pregão anterior, seguindo o movimento ascendente das principais bolsas mundiais e influenciada por uma análise positiva da proposta da nova Previdência, que recebeu apoio e elogios de 99,9% do “mercado” e até da oposicionista e socialista Globo e (2) o DÓLAR pode cair, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana, aliviada com a esperada melhora do “humor” na bolsa tupiniquim e influenciado pelo leilão de venda anunciado pelo BC.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -1,1% (aos 96.545pts), prejudicada pelo aumento do risco de desaceleração da economia global e pelos “temores” de desidratação da nova Previdência tupiniquim, porem após um pregão com bom volume de negócios (R$ 17,5bi) e boa volatilidade, já que na abertura atingiu 98.543pts e quase chegou a superar a máxima histórica dos 98.589pts alcançada em 4/FEV/19 e (2) o DÓLAR subiu 0,4% à R$ 3,73, chegando a cair abaixo dos R$ 3,70, após a apresentação da proposta de reforma da Previdência pelo governo Bolsonaro, porem revertendo a trajetória ao longo do dia diante da piora do “humor” na bolsa e da trajetória internacional da moeda norte-americana.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,6% e China 0,2%, após Trump sinalizar mais uma vez que deseja fechar um acordo comercial com os chineses, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,7%, França 0,7% e Alemanha 0,8%, sustentadas pelo mesmo motivo que animou as bolsas asiáticas e também beneficiadas pela divulgação de bons resultados corporativos de empresas como Lloyds (4,7%) e Glencore (2,5%) e (3) dos EUA, S&P 0,2%, DJ 0,1% e NASDAQ 0,1%, com os investidores “animados” com a ata da última reunião do FED (“BC” local), que indicou um possível fim do ciclo de elevação da taxa básica de juros do país.

Enquanto assopra os chineses, dizendo que está perto de fechar um acordo com eles, Trump, presidente dos EUA, começou a “morder’ os europeus dizendo que pode começar a impor tarifas sobre os automóveis produzidos no velho continente.

Considerada por investidores e analistas, internos e externos, como "ampla, necessária, justa e abrangente", a nova Previdência, que se aprovada como está trará uma economia de mais de R$ 1 trilhão aos cofres públicos, foi apresentada ontem por Bolsonaro ao Congresso Nacional e já e alvo de críticas injustas, idiotas e maldosas da organização criminosa petista e de suas linhas auxiliares, como PSOL, PCdoB, MST e CUT.

Apesar de “bater sem dó” no governo Bolsonaro, em linhas gerais a imprensa socialista tupiniquim, comandada pela TV Globo e pela Folha de SP, aplaudiu, elogiou e apoia abertamente a proposta de reforma da previdência apresentada ontem pelo governo.

Com o objetivo liberal de diminuir a intervenção pública na economia, o governo Bolsonaro apresentou, também ontem, uma proposta de emenda constitucional que reduz de 40% para 28% o repasse mínimo dos recursos do PIS/Pasep para o corrupto, ineficiente e esdruxulo BNDES.

Mostrando otimismo com o futuro da economia tupiniquim, o Sindicato da Habitação do Estado de São Paulo anunciou ontem que projeta para 2019 um aumento de cerca de 10% no VGV (Valor Global de Vendas) de imóveis residenciais na cidade de SP.

Também otimista, Alfredo Setubal, presidente da Itaúsa, holding de investimentos do Itaú Unibanco, afirmou que pretende investir mais recursos no setor de gás, ressaltando que as perspectivas de retorno deste segmento são muito positivas.

Dando mais um sinal positivo da economia tupiniquim, o Índice de Confiança da Indústria brasileira cresceu de 98,2pts em JAN/19 para 99,1pts na sondagem de FEV/19, atingindo assim o maior patamar desde AGO/18.

-    A Sainsbury despencou -18,1% na bolsa de Londres, após reguladores, que lá não são vendidos como o CADE daqui, dizerem que a proposta de sua fusão com a Asda reduziria substancialmente a concorrência.

Política:

Provando que, apesar do esforço do esforço dos socialistas tupiniquim, Bolsonaro tem bastante apoio e credibilidade internacional, os setores mais caros, que custam R$ 111 mil por pessoa, de um jantar de gala em homenagem ao referido presidente tupiniquim em NY, que ocorrerá no dia 14/MAI/19, já estão com ingressos esgotados.

Aumentando a tensão entre legislativo e judiciário, Davi Alcolumbre, presidente do Senado, decidirá sobre pedido de impeachment de Lewandowski, ministro do STF, que foi apresentado ontem à tarde ao comando do da Casa pela deputada Carla Zambelli, pelos movimentos Nas Ruas, MBL e Vem Pra Rua e pelos advogados Modesto Carvalhosa e Leopoldo Butkiewicz.

Certamente o principal ponto de discórdia da organização criminosa petista e de suas linhas auxiliares, como PSOL e PCdoB, a proposta de nova Previdência apresentada ontem por Bolsonaro determina o fim da acumulação de mais de uma pensão pelos que recebem a maldita “bolsa ditadura”.

Como se o judiciário pautasse a até mandasse no legislativo, ontem Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal que é especialista em soltar bandido tucano, “avisou” que concederá mais 12 meses para que o Congresso Nacional aprovar a metodologia de cálculo para definir os repasses do governo federal aos Estados relativos a Lei Kandir.

Bancado, segundo ele mesmo, por “amigos”, o covarde ex-deputado federal Jean Wyllys, que traiu seus eleitores ao renunciar de seu cargo e deixar o país alegando estar ameaçado, percorre a Europa para difamar o presidente Bolsonaro, a quem chama abertamente de burro, fascista e preconceituoso.

Endurecendo a lei contra os bandidos, na tarde de ontem o Senado aprovou um projeto de lei que determina o bloqueio de bens de investigados por terrorismo, sejam pessoas físicas ou empresas, e agora o tema segue para sanção do presidente Bolsonaro.

Ainda viciados na “velha política”, alguns parlamentares dos partidos de centro se aproveitam da chegada da proposta da nova Previdência ao Congresso para exigir que governo entregue cargos no segundo escalão.

Bandido, socialista e ainda presidente do PSDB, Alckmin, ex-governador de SP, criticou a reforma da previdência afirmando que considera que “é desumano” fazer com que os idosos miseráveis só possam receber um salário mínimo integral após os 70 anos.

Acostumadas a mamar de forma abusiva nas “doces tetas do erário público”, representantes de emissoras de TV fizeram chegar novamente ao gabinete do presidente Bolsonaro sua insatisfação com a liberação de verbas publicitárias.

Comprometido com sua promessa de campanha não trabalhar com bandidos, Bolsonaro “avisou” aos seus aliados que, se as investigações do Ministério Público e da Polícia Federal endossarem as suspeitas de que o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro, se beneficiou de uma rede de candidatas laranjas, ele “está fora do governo”.

Crítica:

Mostrando que rapinar mais de R$ 400 milhões foi um “trabalho” de mais quase 15 anos, segundo documentos enviados pelo Ministério Público da Suíça ao Brasil Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto e operador de propinas do terrorista tucano Aloísio Nunes Ferreira, realiza movimentações financeiras suspeitas em suas empresas offshore desde 2006.

Dando mais uma amostra do nível de rapinagem de dinheiro público durante os governos Dilma e Temer, Márcio Lobão, filho do ex-ministro e ex-senador peemedebista e Edson Lobão, mandou comprar, quando presidia a nefasta estatal Brasilcap, um BMW X1, um Áudi A3 e um Jeep Compass para seu uso exclusivo.

O senador Mecias de Jesus, do PRB de Roraima, é o principal suspeito de ter fraudado as urnas do Senado durante a primeira votação para presidência da Casa.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário