R.B. 23/NOV/18 "Zombando solenemente do CADE"



"Zombando solenemente do CADE"

São Paulo, 23 de novembro de 2018 (SEXTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, acompanhando o movimento ascendente das bolsas da Europa, recuperando perdas recentes, beneficiada pelos sinais positivos das vendas da Black Friday tupiniquim e impulsionada pela redução dos depósitos compulsórios e (2) o DÓLAR pode cair, perdendo novamente o patamar dos R$ 3,80, influenciado pela esperada melhora do “humor” na bolsa brasileira e seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,2%, recuperando as perdas da abertura, quando na mínima recuou -0,5%, com baixo volume de negócios (R$ 6,7bi) por conta do feriado em NY e beneficiada pela divulgação de nomes pró-mercado e alinhados com pautas reformistas para a equipe econômica de Bolsonaro e (2) o DÓLAR subiu 0,3% à R$ 3,80, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana, diante da cautela global com previsão de normalização do mercado apenas na segunda-feira.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, novamente sem uma direção única, Japão 0,6%, seguindo a recuperação do setor de tecnologia na bolsa de NY e China -0,2%, com investidores mantendo a cautela diante da continuidade das tensões comerciais com os EUA, (2) da EUROPA, com baixos volumes de negócios, Inglaterra -1,3%, França -0,7% e Alemanha -0,9%, prejudicadas principalmente pela divulgação da ata do BC Europeu, que indicou que pode revisar para baixo a perspectiva econômica de curto prazo da zona do euro, e com destaques de baixa para as empresas ligadas à commodities, diante da queda do petróleo e do minério de ferro e (3) dos EUA, S&P, DJ e NASDAQ permaneceram fechadas por conta do feriado do Dia de Ação de Graças.

Ontem, quando as principais bolsas asiáticas já haviam encerrado os negócios, o Ministério de Comércio da China classificou como "totalmente inaceitável" um recente relatório do Escritório do Representante de Comércio dos EUA que descreveu as práticas comerciais de Pequim como "injustas e não razoáveis".

Apesar da indicação de novos nomes para o Banco do Brasil e a Caixa terem agradado ao mercado, a notícia foi contrabalanceada negativamente (1) por “rumores” de um racha no PSL, (2) pelo crescimento do DEM dentro do governo Bolsonaro e (3) por sinalizações de que membros da equipe econômica de Temer discordam do desenho que Paulo Guedes tem proposto para a cessão onerosa, de forma a dividir os recursos com estados e municípios.

Em mais um sinal de deterioração das contas públicas tupiniquins, o governo Temer reavaliou negativamente sua estimativa de resultado fiscal para 2018, que até então indicava o cumprimento da meta e agora aponta para um déficit fiscal de R$ -2,4bi.

Animando um pouco a economia tupiniquim, segundo dados iniciais recolhidos nas primeiras horas desta sexta-feira, as vendas da Black Friday brasileira deste ano estão registrando um crescimento de mais de 20% na comparação com o mesmo período de 2017.

Com o objetivo de estimular o consumo, o crédito e consequentemente o crescimento da economia, ontem o BC tupiniquim anunciou uma série de ajustes nas regras sobre recolhimento compulsório de recursos à vista e a prazo, que segundo projeções iniciais vai liberar R$ 2,7bi no sistema financeiro nacional.

Escolhido por Paulo Guedes para ser o novo presidente do Banco do Brasil, o economista Rubem Novaes, que é um “liberal de carteirinha”, “avisou” que privatização e enxugamento serão prioridades durante a sua gestão.

Desdenhando da imprensa socialista tupiniquim, que quer enfiar “goela abaixo” a proposta do economista tucano Armínio Fraga, a equipe econômica de Bolsonaro, que aliás é repleta de grandes nomes, “avisou” que apresentará uma proposta própria de reforma da Previdência.

Também por falta de capacidade técnica e moral do tupiniquim Roberto Azevêdo, colocado na diretoria geral da OMC pelo bandido Lula, os países que integram o G20, grupo das maiores economias do mundo, já aplicaram 40 novas medidas restritivas ao comércio somente entre MAI/18 e OUT/18, cobrindo cerca de US$ 481bi.

“Apostando” na recuperação da economia tupiniquim, o grupo IWG, dono das empresas de escritórios compartilhados Regus e Spaces, planeja investir R$ 100 milhões no país em 2019, o que representará um crescimento de 20% na comparação com 2018.

Política:

Evitando cometer o primeiro erro crasso do seu governo, Bolsonaro decidiu voltar atrás e não vai mais nomear seu filho Carlos Bolsonaro para ser ministro da Secretaria de Comunicação Social, algo que seria muito imoral.

Apenas cumprindo, para o espanto da imprensa socialista tupiniquim, uma promessa de campanha, Antonio Denarium, eleito governador de Roraima pelo PSL e com o apoio do Bolsonaro, afirmou que planeja fechar a fronteira com a Venezuela e que defende a criação de um programa de devolução de venezuelanos para o país vizinho.

Faltando um pouco mais de 30 dias para o final do ano, o Deputado Federal Rodrigo maia, que só pensa em como se reeleger presidente da Câmara, afirmou ontem que não existe mais possibilidade de se votar a reforma da Previdência ainda neste ano.

Já recebendo críticas dos partidos de esquerda e da imprensa socialista tupiniquim, o que é um ótimo sinal ao seu favor, Ricardo Vélez Rodríguez, escolhido por Bolsonaro para comandar o ministério da Educação, (1) é claramente um homem de direita, (2) foi indicado por Olavo de Carvalho, (3) vai combater a doutrinação socialistas nas escolas e universidades tupiniquins, (4) defendeu que escolas tivessem Conselhos de Ética que zelassem pela reta educação moral dos alunos, (5) é um crítico do globalismo e (6) chama petistas de petralhas.

Dando uma péssima notícia para Lula, líder da organização criminosa petista e o maior bandido da história do Brasil, a juíza Gabriela Hardt, que substituiu Moro nos processos da Lava Jato, continuará no posto ao menos até 30/ABR/19, tempo mais o que o suficiente para que ele sentencie o caso do sítio de Atibaia e a compra do Instituto Lula com dinheiro de propina da Odebrecht.

Coberto de razão, Deltan Dallagnol, que é Coordenador da força-tarefa da Lava Jato no Ministério Público Federal do Paraná, afirmou que, sobretudo por conta da nomeação de Moro como ministro da Justiça, a luta contra a corrupção nunca teve um cenário tão propício no Brasil quanto agora.

Indicando que, para o desespero dos socialistas tupiniquins, é real e bastante provável a chance de Trump participar da cerimônia de posse de Bolsonaro, ontem o referido presidente eleito do Brasil confirmou o encontro com John Bolton, assessor do presidente dos EUA.

Interlocutores do atual e do próximo governo somaram esforços para pressionar o Senado, comandado atualmente pelo bandido do PMDB Eunício Oliveira, a aprovar a cessão onerosa, que pode render R$ 100bi à União, sem emendas.

Legislando, como da maioria das vezes, à favor de bandidos, ontem 7 ministros do STF votaram contra a expulsão de criminosos internacionais que tenham filhos nascidos no Brasil, porem, apesar de formada a maioria, o julgamento foi interrompido por pedido de vista de Gilmar Mendes.

Crítica:

Para servir de exemplo e amedrontar seus outros agentes de investimento que ousarem fazer o mesmo, a XP investimentos, “zombando solenemente do CADE”, que proibiu a exclusividade ao aprovar sua venda para o Itaú, e usando a CVM como advogada dos seus interesses, decidiu, de forma canalha, denunciar um de seus maiores AAIs, a ONE investimentos, para o referido xerife do mercado financeiro tupiniquim e assim ter uma “desculpa esfarrapada” para descredencia-lo de forma unilateral, pois soube que ele estava fechando uma parceria para distribuição de fundos e renda fixa com o BTG Pactual.

Como a esquerda tupiniquim “se criou” roubando bancos, sequestrando e principalmente fazendo atentados, a organização da cerimônia de posse de Bolsonaro terá apenas na segurança um contingente total de 10 mil a 12 mil homens das Forças Armadas, Polícias Federal, Civil e Militar, dos Bombeiros e do departamento de trânsito do DF.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Um comentário:

  1. O contrato do Brasil com os pobres brasileiroso.E leonino pois so tem leis a favor dos politicos,do judiciario,e a favor do estado brasileiro.das multi nacionais dos ricos e abastados.Nao tem nem uma lei a favor do povo e nem a favor dos pobres.

    ResponderExcluir