R.B. 31/OUT/18 "Para o desespero dos bandidos tupiniquins"



"Para o desespero dos bandidos tupiniquins"

São Paulo, 31 de outubro de 2018 (QUARTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, com “boas chances” de subir 3,5% em 2 pregões e assim fechar a semana acima dos 90.000pts, ainda “animada” com a formação do governo Bolsonaro e também acompanhando a valorização das commodities e das principais bolsas mundiais e (2) o DÓLAR pode cair, com os vendidos vencendo a “briga” para a formação da cotação de fechamento do mês de OUT/18 e abandonando, quiçá por um longo tempo, o patamar dos R$ 3,70.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 3,7%, recuperando, com folga, as perdas do pregão anterior (-2,2%), acompanhando o movimento ascendente das bolsas de NY e beneficiada pela divulgação das primeiras medidas e nomes do futuro governo Bolsonaro, para fechar o dia no maior patamar desde 12/MAR/18 (aos 86.885pts) e (2) o DÓLAR caiu -0,3% à R$ 3,69, rompendo a “resistência” dos R$ 3,70, influenciado pelo aumento do fluxo positivo de recursos externos e seguindo a melhora do “humor” na bolsa tupiniquim e a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 1,5% e China 1,0%, animadas após o órgão regulador em Pequim prometer acelerar reformas com o objetivo de impulsionar investimentos, (2) da EUROPA, sem uma tendência única, Inglaterra 0,1%, França -0,2% e Alemanha -0,4%, em uma jornada marcada pela atenção dos investidores em resultados corporativos e também em indicadores econômicos da região e (3) dos EUA, recuperando perdas recentes, embora o ambiente de alta volatilidade continue a imperar, S&P 1,6%, DJ 1,8% e NASDAQ 1,6%, diante da redução do tom conflituoso de Trump em relação à China e também da divulgação de balanços positivos de grandes empresas, como Facebook (2,9%), e do aumento acima do esperado do índice de confiança do consumidor.

Assoprando, depois de bater bastante, Trump, presidente dos EUA, afirmou que Washington "fará um ótimo acordo com a China", num momento em que as duas maiores economias do mundo estão engajadas numa disputa comercial.

Animando bastante os investidores, Paulo Guedes, futuro “super ministro” da Economia de Bolsonaro, trabalha, em conjunto com o deputado democrata Onyx Lorenzoni, que deve ser ministro da casa civil, para fazer avançar a reforma da Previdência ainda este ano.

Segundo Pulo Guedes, a fusão dos ministérios da Fazenda e Indústria tem como objetivo reduzir a carga tributária sincronizada com uma política de abertura comercial, que por sua vez será gradual para não prejudicar a indústria brasileira que, em sua avaliação, atualmente está entrincheirada, tentando se proteger da competição externa com a ajuda de incentivos tributários e subsídios.

Segundo David Beker, economista e estrategista chefe do Bank of America no Brasil, será inesperado e muito positivo se a reforma da Previdência for aprovada este ano e se outras medidas, como a independência do BC, começarem a ser implementadas por Bolsonaro já no começo de 2019.

Ressaltando que Bolsonaro consolidou a sua caminhada ao Palácio do Planalto com uma plataforma conservadora nos costumes, mas liberal em suas propostas econômicas e defendendo que, apesar da posse ocorrer apenas em 1/JAN/19, o ponto de partida é muito favorável, o Itaú mandou aos seus clientes um e-mail recomendando fortemente investimentos no mercado acionário tupiniquim.

Representante de uma mentalidade socialista que o Brasil deve extirpar, Ricardo Amorim, que foi Ministro das Relações Exteriores do Governo Lula, criticou Paulo Guedes, futuro ministro da Fazenda de Bolsonaro, por dizer que o Mercosul não será prioridade na próxima gestão, já que segundo ele as relações econômicas têm impacto na construção da paz na região.

Indicando mais uma vez que a economia tupiniquim já está saindo do fundo do poço, a taxa de desemprego do país recuou de 12,4% no segundo trimestre para 11,9% no terceiro trimestre deste ano.

Ajudando no controle da inflação e consequentemente reduzindo as chances de aumento da taxa básica de juros, a Petrobras anunciou que reduzirá os preços da gasolina em -6,20% nas refinarias a partir de hoje, o que representa o maior corte percentual já anunciado pela estatal desde o início de sua sistemática de reajustes diários, em JUL/17.

Na busca por aumentar a competição no setor financeiro e reduzir o custo do crédito, o governo simplificou, via decreto, o processo de autorização para que fintechs (empresas iniciantes de tecnologia financeira) que tenham capital estrangeiro atuem no mercado brasileiro.

Considerada uma das medidas mais produtivas e emblemáticas do início do governo Bolsonaro, a fusão dos ministérios do Meio Ambiente e da Agricultura trará enormes ganhos para o país, reduzindo a importância de questões ideológicas, agilizando os processos decisórios e assim ajudando o Brasil dar passos cada dia mais largos para ser cada vez mais o Celeiro do mundo.

-    A Fiat recuou -3,2% na Bolsa de Milão, após registrar queda em seu lucro líquido no terceiro trimestre, em parte por causa de um custo com um acordo nos EUA em um episódio de acusação de falsificação de testes de emissão de poluentes em veículos a diesel.
-    O BNP caiu -2,8% na bolsa de Paris, após o banco francês registrar queda na receita.
-    A BP subiu 2,0% na bolsa de Londres, depois de publicar resultados fortes, apoiados pelo avanço do preço do petróleo.
-    A Volkswagen avançou 3,0% na bolsa de Frankfurt, após conseguir um inesperado aumento no lucro no terceiro trimestre.

Política:

Acreditando que isto não vai atrapalhar, e sim fortalecer, as investigações da Lava Jato, o juiz Sergio Moro, que é uma das mentes mais brilhantes que o Brasil já produziu, deve aceitar, “para o desespero dos bandidos tupiniquins”, o convite de Bolsonaro e assumir o ministério da Justiça.

Com a pauta específica de identificar esquerdistas camuflados na máquina pública e que certamente tentarão boicotar e até fraudar o governo Bolsonaro, hoje o general Augusto Heleno, que assumirá o Ministério da Defesa, se reúne com o deputado democrata Onyx Lorenzoni, o futuro ministro da Casa Civil, para discutir a transição.

Como “a vingança é um prato que se come frio”, ontem, ao garantir que nunca mais vai fazer campanha ou apoiar um candidato do PT, Ciro Gomes, ex-candidato a presidente pelo PDT, afirmou que a esquerda tupiniquim foi “miseravelmente traída por Lula e seus asseclas”.

Mostrando a quinada democrática que o Brasil está dando, o primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, anunciou ontem que deve comparecer à cerimônia de posse de Bolsonaro, novo presidente tupiniquim, em 1/JAN/19.

Alçado, ao lado de Dória, como uma jovem liderança tucana, Eduardo Leite, que tem apenas 33 anos e foi eleito governador do RS pelo PSDB, afirmou que as uras deram um recado ao seu partido, que precisa repensar sua conexão com seu eleitorado.

Apostando na baderna e no caos, que é o que a organização criminosa petista mais sabe fazer, ontem o PT patrocinou o primeiro ato em SP, liderado pelo terrorista Boulos, contra Bolsonaro, que obviamente acabou em conflito entre um grupo de pessoas com rostos cobertos e policiais militares.

Após tentar enganar mais otários no segundo turno inclusive mudando a cor do partido, ontem Gleisi Hoffmann, presidenta do PT, convocou uma coletiva de impressa para dizer que Lula é inocente e que quer a liberdade do referido líder da organização criminosa.

Com o objetivo, legitimo e até importante, de fazer uma oposição séria e construtiva ao governo Bolsonaro, os líderes de PSB, PDT e PCdoB se reuniram ontem, sem a organização criminosa petista e seu puxadinho PSOL, para discutir a atuação na Câmara.

Crítica:

Como o que não falta no Brasil é advogado para bandido, já que inclusive Adélio, esquerdista que tentou assassinar Bolsonaro, tem 4 das melhores bancas do país trabalhando “de graça” para ele, ontem Boulos, líder do grupo terrorista MTST, se reuniu com parlamentares para criar previamente um grupo de defensores de vagabundos que invadem propriedade privada.

Acreditando que ainda existem muitos idiotas no Brasil, o que de certo modo é verdade já que Haddad teve quase 45% dos votos válidos, a defesa de Lula, maior bandido da história do Brasil, quer usar o convite feito por Bolsonaro a Sergio Moro para reforçar a tese idiota de parcialidade do juiz contra o referido líder da organização criminosa petista.

Covarde, como todo bandido, o terrorista italiano Cesare Battisti, que é queridinho dos petralhas, sumiu de Cananéia, no litoral de SP, onde morava, desde que foi anunciada a vitória de Bolsonaro, que prometeu extraditá-lo, nas eleições presidenciais tupiniquins.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário