R.B. 10/SET/18 "Com uma facada na barriga e mais perto de ganhar as eleições presidenciais"



"Com uma facada na barriga e mais perto de ganhar as eleições presidenciais"

São Paulo, 10 de setembro de 2018 (SEGUNDA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, alheia ao movimento das demais bolsas mundiais, com os investidores, internos e externos, apostando na derrota da esquerda nas eleições presidenciais tupiniquins e (2) o DÓLAR pode cair, zerando a valorização acumulada na semana passada (0,5%) e reduzindo a alta registrada no ano (22,9%), influenciado pelo mesmo motivo que deve animar a bolsa tupiniquim.

Quinta-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,8%, diante da constatação de que a tentativa frustrada de assassinato de Bolsonaro, candidato à presidente pelo PSL, prejudicará as candidaturas de esquerda, como de Alckmin, Ciro, Marina e principalmente Haddad e (2) o DÓLAR caiu -1,4% à R$ 4,08, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e acompanhando a melhora do “humor” na bolsa tupiniquim.

Sexta-feira, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão -0,8%, em sua sexta baixa consecutiva, com as exportadoras prejudicadas pela valorização da moeda local (o iene) frente ao dólar e CHINA 0,4%, com destaques de alta para as ações dos setores de energia e do setor financeiro, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,6%, França -0,1% e Alemanha -0,1%, com destaques negativos para as ações dos bancos, como Deutsche Bank (-1,5%), Santander (-1,2%), Intesa Sanpaolo (-1,6%), BCP (-2,7%) e HSBC (-0,8%) e (3) dos EUA, S&P -0,2%, DJ -0,3% e NASDAQ -0,2%, prejudicadas pela escalada nas disputas comerciais com a China e com a divulgação de números robustos do mercado de trabalho do país também afetaram negativamente as bolsas à medida que os investidores veem como maiores as chances de novas elevações nas taxas de juros pelo FED (”Copom” local).

Dando mais uma prova de que Trump está cumprindo sua promessa de colocar os EUA em primeiro lugar, na sexta-feira o Departamento do Trabalho norte-americano anunciou adição de 210 mil novos postos de trabalho no país em AGO/18, patamar acima das projeções de analistas (193 mil).

O diálogo entre EUA e China empacou, especialmente por causa de alguns produtos agropecuários, já que o diretor do Conselho Econômico Nacional da Casa Branca disse que as negociações "têm sido insatisfatórias" e o governo da China reiterou que pretende retaliar, caso os norte-americanos concretizem sua ameaça de impor tarifas sobre US$ 200bi em produtos chineses.

Agindo como se fosse Trump, porém com apoio da mídia socialista tupiniquim, Blairo “motosserra” Maggi, ministro brasileiro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, lembrou que Xi Jinping, presidente chinês, afirmou 1 anos atrás para o presidente Temer que “ama a carne brasileira’”, porem desde então a China não comprou nenhum quilo da carne de boi tupiniquim e, para piorar, aumentou a taxa de importação do açúcar e implementou medidas antidumping sobre a importação do frango brasileiro.

Como quem avisa que “o gato subiu no telhado”, a agencia de classificação de risco Fitch alertou que o resultado das eleições tupiniquins de OUT/18 pode fazer com que o mercado perca a paciência de vez com o Brasil e decida alocar seus recursos em outro lugar se o governo eleito não conseguir, ou não querer, fazer o ajuste fiscal no país.

Criados especialmente para enganar idiotas tupiniquins, que tem quase nenhuma educação financeira, os cartões de marcas próprias, fáceis de conseguir por não exigir análise de crédito rigorosa, permitem que o cliente faça saques em dinheiro (em alguns casos até fora do Brasil) que funcionam como um empréstimo pessoal e cobram as taxas de juros mais elevados do universo, que chegam a 765% o ano, além de taxa de serviço exorbitante.

“Fruto de uma economia em frangalhos”, com pouco consumo, desemprego em forte alta, quase nenhum investimento e uma enorme desconfiança no futuro, o IPCA de AGO/18 registrou deflação de -0,9%, o que representa o menor patamar desde AGO/98, acumulando com isto uma alta de 4,19% nos últimos 12 meses.

-    A Tesla caiu -6,3% na bolsa de NY, após a divulgação de uma entrevista com Elon Musk, executivo-chefe da empresa, fumando um cigarro de tabaco e maconha.

Política:

Como não poderia ser diferente, Alckmin, que é de um partido de esquerda e que tem entre os partidos do centrão que o apoiam o bandido do Paulinho da Força, dono do partido de aluguel Solidariedade, se reuniu na semana passada com dirigentes sindicais para discutir uma proposta para o financiamento de centrais trabalhistas, que permitirá a criação de uma nova contribuição sindical compulsória e obrigatória desde que aprovada em assembleia.

Diferentemente do que aconteceu com Celso Daniel, com Eduardo Campos, com Teori Zavascki e com tantos outros que ousaram peitar o PT, o PSDB e a TV Globo, Bolsonaro não morreu no atentado político que sofreu e, conforme já se esperava, suas intenções de voto para presidente dispararam na pesquisa feita no final de semana.

Como Meirelles, que já gastou mais de R$ 40 milhões de dinheiro próprio na campanha, não sai de 1%, a ideia de lançar o presidente Temer à reeleição pelo PMDB para defender seu legado renasceu entre parte de sua equipe, o que traria ainda mais dificuldades para a candidatura do tucano Alckmin.

Dando mais uma notícia negativa para a candidatura de Alckmin, João Doria, seu “comparsa tucano” que é candidato ao governo de SP, afirmou em um evento que Bolsonaro, presidenciável do PSL, já está garantido no segundo turno das eleições por força do atentado que sofreu.

-    Para desespero dos petistas, a facada dada por um militante de esquerda em Bolsonaro, além de tirar Lula dos holofotes, transfere o papel de vítima para o referido candidato do PSL.
-    Confirmando que ninguém mais acredita na candidatura de Lula, na pesquisa espontânea o referido presidiário VIP de Curitiba despencou de 21% para 12% das intenções de voto.
-    Como agora está “pegando mal” bater em Bolsonaro, a campanha de Alckmin, que fazia isto “sem dó”, voltou sua artilharia contra o PT.
-    Para desespero dos tucanos, Alckmin, mesmo com quase 50% do tempo na propaganda da TV, manteve os 3% que tinha na pesquisa espontânea e continua com 9% na pesquisa estimulada.
-   Se consolidando como o mais provável adversário de Bolsonaro se a eleição tiver segundo turno, Ciro Gomes subiu de 4% para 7% na pesquisa espontânea e de 11% para 12% na estimulada.
-   “Com uma facada na barriga e mais perto de ganhar as eleições presidenciais”, Bolsonaro subiu para 30% na pesquisa espontânea e para 26% na pesquisa estimulada.
-   Alegando “respeito à Lula”, que estaria abalado, o PT decidiu que não fará nenhum evento para substituir o referido bandido por seu poste Haddad na disputa presidencial.
-   Piorando a vida de Haddad, o poste de Lula, antes mesmo dele ser confirmado o candidato do PT ao Planalto, segundo pesquisa divulgada hoje 63% dos eleitores “jamais votariam nele”.

Crítica:

Dando mais um exemplo da urgência em diminuir o tamanho do Estado tupiniquim, segundo um edital publicado no final da semana passada a Presidência da República vai gastar R$ 6 milhões por ano apenas em serviços de jardinagens no Palácio do Planalto.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário