R.B. 22/AGO/18 "Começando a deixar de ser irresponsável"



R.B.
"Começando a deixar de ser irresponsável"

São Paulo, 22 de agosto de 2018 (QUARTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, ainda alheia ao movimento ascendente das commodities e das principais bolsas mundiais e cada dia mais prejudicada pelos sinais de que o PT pode voltar a governar o Brasil e (2) o DÓLAR pode voltar a subir, para fechar em território positivo pelo sexto pregão consecutivo, acompanhando a esperada piora do “humor” na bolsa tupiniquim e diante da crescente redução do fluxo positivo de recursos externos oriundos de captações e “investimentos”.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -1,5%, na contramão do movimento ascendente das principais bolsas mundiais e da valorização das commodities, com bom volume de negócios (R$ 11,1bi) e prejudicada principalmente pelo desempenho sofrível de Alckmin, o “queridinho” do mercado, nas pesquisas de intenção de voto para presidente e (2) o DÓLAR subiu 2,2% à R$ 4,04, para fechar o dia no maior patamar desde 18/FEV/16, impulsionado pelo mesmo motivo que derrubou a bolsa tupiniquim e também influenciado pela crescente saída de “investidores” externos do país.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,1% e China 1,2%, com investidores “apostando” na redução das tensões comerciais globais e animados com a “promessa” de Pequim de ampliar o crédito para investimentos em projetos de infraestrutura, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,2%, França 0,5% e Alemanha 0,4%, beneficiadas pelos “rumores” de um possível retardo na imposição de tarifas norte-americanas sobre importações de automóveis, o que impulsionou as ações da Fiat (1,5%), da Peugeot (1,0%) e da Volkswagen (1,2%) e (3) dos EUA, se aproximando dos maiores patamares da história, S&P 0,2%, DJ 0,2% e NASDAQ 0,5%, sustentadas por declarações de Trump contra o aumento dos juros e com destaques de alta para as ações dos bancos, como Goldman Sachs (1,2%), JPMorgan (0,6%) e Citigroup (1,0%).

Com o investidor tupiniquim finalmente “começando a deixar de ser irresponsável” e passando a diversificar e elevar a solidez e a segurança de seu portfólio de investimentos, nos 6 primeiros meses deste ano o volume de remessas de recursos de brasileiros para o exterior atingiu US$ 1,2bi, o que representa o maior patamar desde 1995, quando o BC começou a fazer este acompanhamento.

Mostrando que a criminosa e terrorista paralisação dos caminhoneiros, no fim de MAI/18, continua a trazer consequências para a economia, em JUL/18 os acordos e convenções coletivas dos trabalhadores tupiniquim não tiveram aumento real, já que o índice mediano de reajustes foi de 3,5%, o que é o mesmo percentual do Índice Nacional de Preços ao Consumidor acumulado em 12 meses.

Indicando que a economia tupiniquim ainda “engatinha para sair do fundo do poço”, nos 15 primeiros dias de AGO/18 o consumo de energia no Brasil cresceu apenas 1,8% na comparação com o mesmo período de 2017.

Com um lobby profissional, mais dinheiro no bolso e se beneficiando do DNA corrupto dos políticos tupiniquim, a chance de uma multinacional obter incentivo fiscal é 2,3 vezes maior que a de uma empresa nacional de mesmo setor e porte, segundo um estudo feito por um cientista político brasileiro do MIT (Massachussets Institute of Technology).

De propriedade dos corruptores Joesley e Wesley, que compraram bandidos do PT, do PMDB e do PSDB para receberem “dinheiro fácil” do BNDES e assim se tornar a maior fabricante de produtos à base de proteína animal do mundo, A JBS (Friboi) agora se esforça para tornar sua carne bovina mais conhecida nas prateleiras do varejo dos EUA.

Dando uma excelente e ótima ideia, que dificilmente será votada e aprovada pelo corrupto Congresso Nacional tupiniquim, Bruno Dantas, ministro do Tribunal de Contas da União, quer modificar a lei de leniência para empresas envolvidas em corrupção, obrigando que as famílias que controlam as companhias não apenas deixem cargos executivos mas também que sejam obrigadas a se desfazer do controle delas.

-    A mineradora BHP caiu -1,9% na bolsa da Austrália, após divulgar redução de 37% no lucro líquido do ano fiscal de 2018.

Política:

Aumentando a percepção de enfraquecimento de Alckmin e de resiliência de Bolsonaro, porém ainda não confirmando a transferência de votos de Lula, bandido preso, para seu comparsa Haddad, segundo uma pesquisa divulgada hoje o candidato “Mito” do PSL tem 22% dos votos, Marina Silva tem 16%, Ciro Gomes tem 10%, o tucano “queridinho do mercado” tem 9% e o “poste do PT” tem 4%.

Apesar de não poder concorrer por estar preso, o fato de Lula, que é bandido, sem caráter, vagabundo e ignorante, ter 39% da preferência do eleitorado na pesquisa divulgada hoje, o que representa quase 50% dos votos válidos, comprova que o eleitor tupiniquim é, em sua maioria, exatamente igual aos políticos que governam o país.

Começando a incomodar, ao menos os nanicos, Amoedo, do partido NOVO, mesmo sem tempo na TV, sem participar dos debates e principalmente sem usar dinheiro público na campanha, já tem 2% dos votos na pesquisa divulgada hoje, superando Boulos, o terrorista do PSOL que tem 1%, e também superando Meirelles, que é o candidato dos bandidos do PMSDB e também tem 1%.

Provavelmente sem capacidade intelectual para escovar os dentes e se manter em pé, a petista e ex-presidenta Dilma, que concorre ao senado por MG, lidera a disputa pelo cargo com 25% dos votos dos “politizados” eleitores mineiros.

Tentando a todo custo esconder Aécio, seu comparsa e padrinho político, o tucano Anastasia lidera a disputa pelo governo de MG com 29% dos votos, seguido de perto pelo petista bandido Fernando Pimentel, que tem 20%, e depois por Romeu Zema, que é do partido NOVO e tem 5% das intenções de voto.

Ainda sem conseguir atingir 10% das intenções de voto, mesmo após vender sua alma para os bandidos do centrão, ontem Alckmin afirmou que Bolsonaro é o adversário dos sonhos dele e do PT no segundo turno, esquecendo-se que presidenciável do PSL, atual líder das pesquisas quando o presidiário Lula não está incluído, ganha dele por 21% a 18% até em SP.

Apesar de liderar as pesquisas quando o presidiário Lula não é incluído, Bolsonaro é líder em rejeição, já que 39% dos eleitores afirmam que não votam nele de forma alguma, e perde para todos os seus adversários nas simulações de segundo turno.

Finalmente saindo de cima do muro, ontem, sem medo de perder votos dos petistas, Marina Silva, candidata do REDE a presidência, afirmou que ninguém está acima da lei e que manter Lula nas pesquisas de intenção de voto “fragiliza muito” a escolha do eleitorado.

Apesar de solto, a possibilidade de que Dirceu obtenha sucesso nos recursos ao STJ e STF, contra a sua condenação na Lava Jato, é tão remota quanto a possibilidade de Gilmar Mendes explicar os patrocínios ocultos ao IDP ou Dias Toffoli explicar a mesada de R$ 100 mil que recebe da mulher advogada.

Crítica:

Com os socialistas norte-americanos tentado achar “pelo em ovo” para criticar o excelente trabalho feito pelo atual presidente do país, Michael Cohen, que já defendeu Trump, fez um acordo de confissão sobre pagamentos que ele teria feito a mulheres que afirmam ter tido casos extraconjugais com o referido presidente norte-americano.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário