R.B. 12/ABR/18 "Porque tanta gente quer livra-lo da prisão"



"Porque tanta gente quer livra-lo da prisão"

São Paulo, 12 de abril de 2018 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, devolvendo uma parte dos ganhos acumulados no ano (11,6%) e nos últimos 12 meses (33,4%), influenciada pelo recuo das commodities, pela instabilidade das demais bolsas mundiais e pela “ameaça” de Palocci de delatar 2 bancos e 2 ministros da suprema corte tupiniquim e (2) o DÓLAR pode subir, par recuperar o patamar dos R$ 3,40, acompanhando a esperada piora do “humor” na bolsa tupiniquim e impulsionado pela redução do fluxo positivo de recursos externos.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,9%, na contramão das demais bolsas mundiais, beneficiada pela valorização das commodities e principalmente pelo adiamento do julgamento da prisão em segunda instância pelo STF e (2) o DÓLAR caiu -0,7% à R$ 3,39, influenciado pela manutenção do “humor positivo” na bolsa brasileira e também acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma direção única, Japão -0,5%, pressionado por papéis de fabricantes de instrumentos de precisão, setor exportador que sofreu com um leve avanço da moeda local (o iene) em relação ao dólar e China 0,6%, sustentada por ações de bancos e beneficiada pelo recuo da inflação no país, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,1%, França -0,6% e Alemanha -0,8%, penalizadas pelo aumento da tensão entre as 2 maiores potências militares do mundo (Rússia e EUA), pelo discurso “cauteloso” de Draghi, presidente do BC europeu, sobre as ameaças guerra tarifária entre as 2 maiores potencias econômicas do mundo (EUA e CHINA) e pela divulgação de que a produção industrial do Reino Unido ficou aquém do esperado e (3) dos EUA, após um pregão com bastante volatilidade, S&P -0,5%, DJ 0,9% e NASDAQ -0,4%, com as atenções divididas entre o aumento das tensões no Oriente Médio, a ata da reunião de política monetária de MAR/18 do FED (“BC” local) e o segundo dia de depoimento de Mark Zuckerberg, dono do Facebook, na Câmara dos Representantes dos país.

Apesar de ressaltar que segue otimista com as perspectivas de crescimento global, Christine Lagarde, diretora-gerente do FMI, alertou, durante um discurso em Hong Kong, que o conflito comercial entre EUA e China está criando uma incerteza significativa para empresas e cadeias globais de fornecimento de matéria-prima.

Para mostrar que tem “bala na agulha”, Ilan Goldfajn, presidente do BC tupiniquim, afirmou a à imprensa internacional que atualmente o Brasil tem reservas internacionais de US$ 383bi para fazer frente à volatilidade do mercado.

Bastante respeitado e relativamente admirado no mercado financeiro tupiniquim, Ricardo Lacerda, que é sócio e fundador do banco de investimento BR Partners, afirmou que (1) o Brasil precisa de um presidente eleito com legitimidade e que tenha autoridade moral para avançar com as reformas, (2) a prisão de Lula é consequência de um amadurecimento do Judiciário e que beneficia o ambiente de negócios, (3) o país está vivendo a falência do modelo da Constituição de 1988, já que o Estado inchou, foi corrompido e engoliu boa parte da sociedade e (4) é triste que parte da elite intelectual e econômica defenda a candidatura de Bolsonaro, sem nenhuma qualificação, ancorada no ódio e desprovida de valores morais e humanos.

Mesmo com a taxa básica de juros brasileira no menor patamar da história (6,5% ao ano), o que em tese deveria atrair investimentos para o setor produtivo da economia, no primeiro trimestre deste ano não ocorreu nenhuma abertura de capital (IPO) na bolsa tupiniquim (B3), que segue sendo cara, ineficiente e monopolista.

Considerada uma modalidade de investimento relativamente conservadora, porém sem a garantia do FGC, as emissões de debêntures de infraestrutura, que são isentas de Imposto de Renda para pessoas físicas, tiveram crescimento de 264% no primeiro trimestre deste ano na comparação com o mesmo período de 2017.

Finalmente avançando, hoje o governo federal publicará um decreto do presidente Temer que inclui a Eletrobras no Programa Nacional de Desestatização.

Provando, pela enésima vez, a vocação tupiniquim de alimentar o mundo, neste ano de 2018 a soja deve trazer receitas de US$ 36bi para o Brasil, resultado que é 14% acima do de 2017 e que supera em 36% o de 2016.

Ajudando a Petrobras e outras empresas do setor a aumentarem sua competitividade, ontem a Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis aprovou uma resolução que permite às petroleiras reduzir os compromissos de compras no país em contratos antigos do setor de petróleo.

Política:

Indicando “porque tanta gente quer livra-lo da prisão”, Palocci negocia um acordo de delação com a Polícia Federal na qual promete entregar, apresentando provas, 2 bancos que eram “clientes” de sua empresa de consultoria e também 2 ministros de tribunais superiores.

Com “sangue nos olhos”, ontem Marcelo Odebrecht voltou a prestar depoimento ao juiz Sergio Moro, no qual fez acusações contra o ex-presidente Lula, apresentou novas provas da época em que negociava a compra do terreno do instituto Lula e ressaltou que, quanto mais analisa os mais de 600 mil documentos de seu computador pessoal recuperados pela Policia Federal, mais complica a vida do ex-presidente petista.

Apesar de saber que, mesmo com grandes chances de derrota, muitos dirigentes petistas preferem insistir na candidatura presidencial de Lula, Ciro Gomes “aposta” que o PT não conseguirá se organizar para a eleição de 2018 e que, para evitar um fiasco eleitoral, terá que “correr para seus braços”.

Com o país, bem devagarinho, deixando de ser socialista, a Comissão de Assuntos Sociais da Câmara aprovou um projeto que permite o saque integral da conta vinculada ao FGTS em caso de pedido de demissão do trabalhador e agora a matéria pode seguir diretamente para análise da Câmara dos Deputados.

Conseguindo, ao menos por enquanto, ficar mais longe da cadeia, Alckmin certamente comemorou a decisão do Superior Tribunal de Justiça de mandar as investigações contra ele para a Justiça Eleitoral de SP, porém isto certamente não ajudará a livrar o referido picareta tucano do vexame eleitoral nas eleições presidenciais deste ano.

Com Lula já enjaulado e Alckmin afastado da Lava Jato, vai sobrar para Aécio que, se tudo correr como esperado, será mandado na semana que vem para o banco dos réus pelo Supremo Tribunal Federal.

Presos hoje pela Lava Jato do RJ na operação Rizoma, Marcelo Sereno, operador petista, e Milton Lyra, apontado como operador de Renan Calheiros, foram delatados pelo doleiro Vinicius Claret, o Juca Bala, acusados principalmente de fraudes em fundos de pensão de estatais.

Complicando cada dia mais a vida de Temer, que mesmo assim insiste em ser candidato à reeleição, segundo investigações da Polícia Federal a mulher do coronel João Baptista Lima Filho, principal laranja do atual presidente do Brasil, pagou em dinheiro vivo despesas de reforma na casa de uma das filhas do peemedebista, a psicóloga Maristela Temer.

Crítica:

Mostrando, mais uma vez, que a retorica dura e belicista de Trump gera bons frutos, ontem, reduzindo a tensão geopolítica, Putin, o ditador da Rússia, afirmou que quer dialogar com o presidente dos EUA sobre a questão Síria.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário