R.B. 26/FEV/18 "Tem que ser muito ignorante para defender a volta do regime militar"



"Tem que ser muito ignorante para defender a volta do regime militar"

São Paulo, 26 de fevereiro de 2018 (SEGUNDA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, mesmo após 8 pregões seguidos de valorização, 4 deles batendo recordes históricos, para ampliar os ganhos registrados no ano (14,3%) diante das expectativas, provavelmente incorretas, de recuperação da economia tupiniquim e (2) o DÓLAR pode cair, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e a esperada melhora do “humor” na bolsa brasileira.

Sexta-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,7%, desprezando mais um rebaixamento da “nota” do Brasil, desta vez pela Fitch Ratings, para fechar o dia no maior patamar da história, agora aos 87.293pts, diante do aumento das “apostas” de novos cortes na taxa básica de juros tupiniquim e (2) o DÓLAR caiu -0,3% à R$ 3,24, seguindo o “humor positivo” na bolsa brasileira e também influenciado pela valorização das commodities e pela manutenção da forte liquidez internacional.

Também sexta-feira, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,7% e China 0,6%, seguindo o tom majoritariamente positivo dos mercados acionários de NY no dia anterior e deixando temporariamente de lado incertezas sobre a perspectiva dos juros norte-americanos, (2) da EUROPA, próximas da estabilidade e sem uma tendência única, Inglaterra -0,1%, França 0,1% e Alemanha 0,2%, divididas entre novidades no mundo corporativo e a divulgação de dados na região, no fim de uma semana negativa para a maioria das principais praças do continente e (3) dos EUA, S&P 1,6%, DJ 1,4% e NASDAQ 1,8%, impulsionadas pela redução das “apostas” de retirada mais intensa dos estímulos monetários pelo FED (“BC” local) e pela valorização do petróleo, que beneficiou os papéis da Chevron (2,5%) e da ExxonMobil (2,2%).

Ressaltando que retirada da reforma da Previdência da pauta do Congresso representou um "importante revés", que mina a confiança de médio prazo nas finanças públicas e no compromisso político do governo em perseguir o ajuste fiscal, a agencia de classificação de risco Fitch, conforme já se esperava, reduziu de BB para BB-, com perspectiva estável, sua “nota” para o Brasil.

Elevando as “apostas” de novos cortes da taxa básica de juros tupiniquim, em FEV/18 o IPCA-15 registrou inflação de “apenas” 0,38%, patamar abaixo dos 0,39% de JAN/18 e o menor para este mês desde a implantação do Plano Real.

Segundo José Augusto Fernandes, diretor de Políticas e Estratégia da CNI, a transição para a Indústria 4.0 não será impulsionada por incentivos fiscais, mas pela competição entre as empresas, que terão de evoluir para garantir a sua sobrevivência no mercado.

Registrando o primeiro dado positivo após 36 meses, em FEV/18 o Índice de Expansão do Comércio, medido mensalmente pela FecomercioSP a partir de entrevistas com cerca de 600 empresários da região metropolitana de SP, atingiu 101,5pts, o que representa um crescimento de 1,8% ante JAN/18 e de 29,4% na comparação com FEV/17.

Buscando levantar pelo menos R$ 58bi e assim garantir que o próximo governo cumpra a regra de ouro, que impede a União de emitir dívida em volume superior a investimentos, o governo Temer prepara para realizar ainda este ano um megaleilão de petróleo e gás nos campos explorados pela Petrobras na área conhecida como cessão onerosa, na bacia de Santos.

Com “a régua cada ano mais baixa”, a partir de hoje a Receita Federal disponibiliza em sua página na internet o Programa Gerador da Declaração (PGD) para o contribuinte preencher o Imposto de Renda 2018 (ano-base 2017) e a estimativa é que 28,8 milhões de declarações serão entregues.

Política:

O tucano Arthur Virgílio, prefeito de Manaus, desistiu de ser o candidato tucano à presidente do Brasil, deixando o caminho livre para a candidatura de Alckmin, porem antes jogando bastante porcaria no ventilador, já que declarou que (1) não vai participar de uma fraude e (2) seu referido correligionário é um dos homens públicos menos sinceros e mais capazes para a desfaçatez e fingimento que conheceu em 40 anos de vida pública.

Agora sem a disputa nacional, líderes tucanos em SP dizem que há mais de 90% de chance de não haver prévias para definição do candidato do partido ao governo do Estado, que ao que tudo indica será o prefeito Dória.

Fruto do deplorável e criminoso fundo eleitoral, que foi criado pela atual legislatura para manter os políticos picaretas no poder, o “passe” de um deputado na Câmara vem sendo negociado por valores que variam de R$ 1 milhão a R$ 2,5 milhões.

Enquanto políticos corruptos e profissionais brigam para meter a mão no dinheiro fácil do fundo partidário, o partido NOVO, que terá como candidato a presidente João Amoedo, somente usará dinheiro de doações dos seus filiados nas suas campanhas eleitorais.

Meirelles, que perdeu a batalha da reforma da Previdência e agora sofre boicote do próprio partido, o PSD, cujo comandante, Gilberto Kassab, já sinalizou um acordo para apoiar o tucano Alckmin, em troca de ser vice na chapa de Doria ao governo paulista, resolveu “contar oficialmente” para o presidente Temer que quer ser candidato à presidente nas eleições deste ano e que pode se filiar ao PMDB.

Relator do inquérito que investiga o presidente Temer e a edição de um decreto de MAI/17 que mudou regras de concessões para empresas portuárias, o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, autorizou em 15/DEZ/17 a quebra de sigilo bancário e fiscal de vários investigados nesse caso.

Confirmando, pela enésima vez, que “tem que ser muito ignorante para defender a volta do regime militar”, já que há décadas os militares estão 100% alinhados com o governo, seja ele qual for, o general Joaquim Silva e Luna foi convidado para assumir o Ministério da Defesa no lugar de Raul Jungmann, que por sua vez será deslocado para o Ministério da Segurança Pública.

Provavelmente provando mais uma vez que tudo sempre pode piorar, o presidente Temer começa nesta semana a desenhar o mapa de substitutos dos ministros que deixarão seus cargos no início de ABR/18 para disputar as eleições.

Ressaltando que o governo brasileiro é muito grande e “bebe muito combustível', Paulo Guedes, o economista do presidenciável Bolsonaro, defendeu a privatização de todas as Estatais brasileiras, algo que soa como música para o “mercado”.

Como os bandidos gostam de voltar ao local do crime, Alckmin, governador de SP e candidato tucano a presidente, convidou Eduardo Paes, ex-prefeito do RJ e ainda no PMDB, para voltar para o PSDB.

Debatido como uma das grandes iniciativas para o combate à corrupção, o pacote de medidas legislativas elaborado pela equipe da Operação Lava Jato e entregue ao Congresso em 2016 está atualmente parado e com remotíssimas chances de sair do papel em 2018.

Provavelmente colocando mais um petista no caminho da cadeia, hoje Operação Cartão Vermelho, da Polícia Federal, cumpre mandado na casa do petista Jaques Wagner, que é governador da Bahia.

Crítica:
             
Em 2013, após ser expulso do Pão de Açúcar, Abílio Diniz resolveu ficar sócio e “ajudar” na direção da BRF, maior processadora de alimentos do país, cuja ações eram na ocasião cotadas na bolsa por pouco mais de R$ 70,00, na sexta-feira, após a empresa divulgar o balanço de 2017, no qual registrou prejuízo inédito de R$ -1,1bi, as suas ações despencaram -8,33% e atingiram cerca de R$ 28,00.

Se esbaldando no monopólio bancário e na falta de educação financeira tupiniquim, apenas em 2017 os 5 maiores bancos do país (Caixa, Bradesco, Itaú, Santander e BB) faturaram R$ 27bi com tarifas bancárias, valor que poderia ser economizado pelos consumidores caso eles abrissem contas em bancos digitais como Neon, banco Inter, Nubank e Digio.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário