R.B. 26/DEZ/17 "Estado grande e paternalista ainda é o sonho do brasileiro médio"



"Estado grande e paternalista ainda é o sonho do brasileiro médio"

São Paulo, 26 de dezembro de 2017 (TERÇA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, realizando parte dos lucros acumulados no ano (24,8%) e na semana passada (3,5%), acompanhando as perdas das demais bolsas mundiais e prejudicada pela crescente piora do cenário político tupiniquim e (2) o DÓLAR pode subir, ampliando os ganhos acumulados no mês (2,0%) e no ano (2,6%), seguindo a esperada piora do “humor” na bolsa brasileira e influenciado pelas “apostas” de redução da “nota” do Brasil pelas agências internacionais de classificação de risco.

Sexta-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,1%, recuperando nos momentos finais do pregão as perdas registradas a abertura, quando na mínima recuou -0,6%, beneficiada pela valorização das commodities, porem com baixo volume de negócios (R$ 5,9bi) e escassez de indicadores e notícias relevantes e (2) o DÓLAR subiu 0,8% à R$ 3,33, para fechar o dia no maior patamar desde 23/JUN/18, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e impulsionado por conta de remessas de recursos de empresas ao exterior neste fim de ano, como lucros e dividendos.

Também sexta-feira, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,2%, seguindo o tom positivo de NY no dia anterior e com destaques de alta para as ações dos setores de mineração e petróleo e China -0,1%, em um movimento de realização de lucros iniciado na segunda metade do pregão, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,2%, França -0,4% e Alemanha -0,3%, prejudicadas pelo resultado das eleições da Catalunha, na Espanha, que terminou com a vitória dos separatistas conquistando as eleições na região e (3) dos EUA, realizando lucros, S&P -0,1%, DJ -0,1% e NASDAQ -0,1%, em um pregão com baixo volume de negócios, no qual notícias positivas, como a aprovação pelo Congresso da reforma tributária de Trump e de uma medida provisória para impedir a paralisação do governo, já foram precificados no mercado.

Confirmando um “Estado grande e paternalista ainda é o sonho do brasileiro médio”, segundo uma pesquisa divulgada ontem pelo Datafolha cerca de 70% da população do país se opõem à privatização das estatais.

Tentando explicar os bilhões de reais dados em subsídios para o setor, o Ministério da Indústria “garantiu” que as empresas do setor automotivo tupiniquim investirão R$ 21bi em pesquisa e inovação de 2013 a 2016, durante a maior parte da vigência do Inovar Auto.

Ajudando no crescimento do PIB e dando sequência ao seu pacote de bondades, que é bom ressaltar neste caso é feito com o dinheiro do próprio trabalhador, o governo Temer decidiu reeditar na próxima semana a medida provisória que autoriza o saque do PIS/Pasep, reduzindo a idade a 60 anos para homens e mulheres (anteriormente era 62 para mulheres em 65 apara homens), o que deve injetar cerca de R$ 12bi na economia.

Alegando que, depois de 7 quedas anuais, a base de comparação é fraca, a consultoria Neoway, em parceria com a também consultoria Tendências, “aposta” que em 2018 a quantidade de metros quadrados a serem erguidos no país subirá 1,2% e os lançamentos aumentarão 25%, impulsionados pelo baixo patamar da taxa de juros e pelo ainda elevado déficit habitacional tupiniquim.

Dando um sinal positivo da economia tupiniquim, segundo estimativas da Associação Brasileira de Shopping Centers no Natal deste ano ocorreu um aumento de 5% nas contratações temporárias e um impulso de aproximadamente 7% nas vendas, ambos na comparação com o mesmo período de 2016.

Caindo mais lentamente do que uma tartaruga subindo a ladeira, a taxa média de juros do rotativo do cartão de crédito, apesar da taxa básica de juros estar em 7,0% ao ano, recuou de estratosféricos 338% ao ano em OUT/17 para inacreditáveis 334% ao ano em NOV/17, e os motivos são (1) o brasileiro não tem educação financeira e entre no rotativo ao invés de buscar fontes mais baratas, como o cheque especial ou o credito pessoal e (2) o brasileiro não tem educação financeira e consome sem controle.

Dando 2 sinais positivos da economia brasileira, ambos na comparação entre OUT/17 e NOV/17, (1) o estoque total de crédito no Brasil subiu 0,4%, registrando o segundo mês seguido de alta e (2) a inadimplência caiu de 5,4% para 5,3% no período.

Fazendo sua “lição de casa”, a Vale, cada dia mais livre a influência política do Estado, anunciou que já percebe a entrada de um perfil novo de investidores após a decisão da empresa de aderir ao Novo Mercado, segmento de governança mais rígida da Bolsa brasileira.

-    A Embraer caiu -1,4%, devolvendo parte dos ganhos do pregão anterior (22,5%), após o presidente Temer afirmar que "toda parceria e injeção de capital estrangeiro é bem-vinda", mas a transferência de controle da Embraer para outra empresa "não está em cogitação".
-    A Vale subiu 1,1%, já que o papel estreou no Novo Mercado do Ibovespa e contou com a influência do minério de ferro, que subiu 4,9% no mercado à vista chinês.

Política:

Livre da cadeia por conta de um habeas corpus de Gilmar Mendes, seu comparsa de toga, Dirceu, ex-ministro da Casa Civil, ex-presidente do PT e ex-presidiário,  José Dirceu vai receber R$ 9.600 de aposentadoria como ex-deputado por conta de uma decisão de seu “amigão” democrata Rodrigo Maia, atual presidente da Câmara.

Em uma disputa para ver quem tem mais ego e menos carisma e apoio popular, o presidente Temer afirmou  que será um cabo eleitoral "substancioso" para 2018 e aproveitou para perguntar diretamente ao chefe de sua equipe econômica, Henrique Meirelles, se ele é candidato à Presidência da República no ano que vem.

Com pesos e medidas diferentes, o democrata Rodrigo maia, presidente da Câmara dos Deputados, disse que até amanhã decidirá se a Casa recorrerá ao Supremo Tribunal Federal, como o Senado fez no caso de Aécio, para que os parlamentares votem a perda de mandato do deputado Paulo Maluf, do PP de SP.

Coberto de razão, o deputado democrata Rodrigo Maia, presidente da Câmara, afirmou que Meirelles, ministro da Fazenda, não ter citado a reforma da Previdência programa eleitoral do PSD "não foi uma sinalização boa".

Colocando mais um membro na linha sucessória no caminho da cadeia, segundo um relatório da Polícia Federal, Rodrigo Maia, presidente da Câmara, recebeu dinheiro de empresas a mando da Odebrecht, prática chamada pelos investigadores de "caixa três".

Ascendendo o alerta vermelho, os gestos mais explícitos de Meirelles, ministro da Fazenda, como pré-candidato ao Planalto preocupam o “mercado”, já que esta movimentação pode pôr em risco a reforma da Previdência.

Agindo em dobradinha com Gilmar Mendes no “Natal solta malandro”, o presidente Temer concedeu indulto de Natal a presos de todo o país e recebeu críticas de promotores da Lava Jato e da ONG Transparência Internacional.

Crítica:

O bitcoin caiu quase 50% na semana passada, isto chama-se livre mercado, os ignorantes que estudem e os medrosos que nem entrem, pois este é um investimento de altíssimo risco, quem tá com medinho vai pra a bolsa e quem tem medão vai para o CDB, o que é inadmissível é querer proibir a negociação do ativo, que assim como todas as moedas do mundo não tem lastro algum.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário