R.B. 21/DEZ/17 "Natal solta malandro"



"Natal solta malandro"

São Paulo, 21 de dezembro de 2017 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, devolvendo os ganhos do pregão anterior, prejudicada pelo recuo das commodities, acompanhando as perdas das principais bolsas mundiais e pressionada pela instabilidade política do país e (2) o DÓLAR pode voltar a subir, seguindo a esperada piora do “humor” na bolsa brasileira e cada dia mais influenciado pela reforma tributária dos EUA, que atrairá cada dia mais recursos para a economia norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,9%, com baixo volume de negócios (R$ 6,4bi) acompanhando a melhora do “humor” nas bolsas de NY, beneficiada pela redução do compulsório e impulsionada pelo resultado melhor que esperado do leilão de energia e (2) o DÓLAR subiu 0,2% à R$ 3,30, na contramão da trajetória internacional da moeda norte-americana, que perdeu força ante 21 das 31 principais moedas do mundo, com os investidores esperando o rebaixamento da “nota” do Brasil.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, novamente sem uma tendência única, Japão 0,1%, sustentada por ações de bancos e China -0,3%, devolvendo os ganhos do pregão anterior, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,2%, França -0,6% e Alemanha -1,1%, novamente com destaques de queda para as ações das exportadoras, pressionada pela subida do euro e da libra em relação ao dólar e (3) dos EUA, realizando lucros pelo segundo pregão consecutivo, S&P -0,1%, DJ -0,1% e NASDAQ -0,1%, diante da falta de confirmação da data de quando entrará em vigor a reforma tributária aprova no Congresso do país e de mais um dia de queda das ações do setor de tecnologia, como Facebook (-0,9%) e Snap (-1,7%).

Falando o que “o mercado quer ouvir”, mesmo que seja mentira, o presidente Temer “garantiu” que, até o final do seu mandato, jamais desistirá da reforma previdenciária, que da última vez foi adiada para FEV/18, ressaltando que passará o mês de JAN/18 esclarecendo pontos da sua proposta.

Enquanto a economia tupiniquim, atualmente governada por um bandido populista, patina e se esforça para sair da maior crise da sua história, ontem foi anunciado que a Argentina, que fez a coisa certa ao eleger um profissional para governar o país, anunciou que sua economia cresceu 4,2% no terceiro trimestre de 2017.

Surpreendendo positivamente o “mercado”, o leilão de geração de energia, realizado ontem na Bovespa, teve uma demanda acima do esperado e terminou com uma previsão de investimentos de R$ 13,94bi em novas usinas e com a contratação de 2,93 gigawatts, que serão entregues a partir de 2023.

Em uma atitude de coragem que moderniza o país, elevando a concorrência e reduzindo os preços, o governo federal está disposto a negociar com o Congresso uma ampliação gradual do limite permitido para o capital estrangeiro nas companhias aéreas brasileiras, atualmente restrito a 20%, para até 100%.

Apesar de poupar R$ 6,6bi em impostos, a corrupta indústria automotiva tupiniquim reduziu o gasto com pesquisa e inovação durante a maior parte do tempo em que vigorou o Inovar-Auto, programa lançado em 2012 pela ex-presidenta Dilma com o objetivo de estimular os investimentos das grandes montadoras no país.

Com potencial para engordar os cofres públicos em cerca de R$ 12bi, segundo Moreira Franco, ministro da Secretaria-Geral da Presidência, o projeto de lei que permitirá a privatização da Eletrobras poderá ser enviado ao Congresso até amanhã.

“Apostando”, com toda a razão, no bom desempenho das exportações do país, o BC reduziu, respectivamente de USD -16bi para USD -7,2bi e de USD -30bi para USD -30bi suas projeções para o déficit em transações correntes neste ano e em 2018.

Sofrendo com a falência do FIES, programa do governo federal de financiamento estudantil, a faculdade Anhembi Morumbi, que como a Estácio deu um “passo maior que a perna”, anunciou que irá demitir 150 professores neste final de ano, o que representa cerca de 10% do total de docentes que tem.

-    O Bitcoin caiu -17,4%, realizando uma pequena parte da forte alta acumulada no ano (cerca de 1.600%), diante do lançamento de uma concorrente, chamada Bitcoin Cash.
-    A Oi subiu 5,6%, após os credores da empresa aprovarem em assembleia realizada na madrugada de ontem o plano de recuperação judicial da telefônica.
-    A CSN avançou 5,0% e a Usiminas ganhou 4,5%, após a ArcelorMittal Brasil informar que vai elevar os preços a partir de JAN/18.

Política:

Continuando com seu “Natal solta malandro”, ontem, de forma monocrática, Gilmar Mendes, ministro do STF, concedeu liberdade, sem medidas cautelares como uso de tornozeleira eletrônica ou recolhimento domiciliar, para os picaretas Garotinho, ex-governador do RJ, Antonio Carlos Rodrigues, presidente do PR e ex-ministro dos Transportes, e Thiago Soares de Godoy, ex-subsecretário de Campos dos Goytacazes.

Já se preparando para ser candidato, mesmo que tenha zero de popularidade e quase traço nas pesquisas de intenção de voto, Meirelles será o protagonista da propaganda do PSD que será exibida amanhã e dirá que "o brasileiro não quer mais saber de aventuras".

Tão lunático e mentiroso quanto Lula, o presidente Temer “garantiu” ontem que no ano que vem seu governo terá um candidato, que inclusive pode ser ele próprio, para defender seu “legado” econômico e comprometido com as reformas.

Coincidentemente poucos dias após ser benzido por um pai santo, Temer recebeu a “boa notícia” de que, segundo a última pesquisa Ibope encomendada pela CNI, o percentual de brasileiros que avaliam o seu governo como ruim ou péssimo caiu de 77% para 74%.

Com o objetivo de ter uma chapa forte e com condições de brigar de igual para igual com os grandes, o senador Álvaro Dias, do partido Verde, está com conversas avançadas com Marina Silva, do REDE, para que ela seja vice dele na disputa pela presidência do Brasil em 2018.

Ao comentar a prisão de Maluf, o ex-presidente Lula, mostrando que não tem medo da lei, que aliás que pelo que tudo indica tem medo dele, afirmou que podem até prender o papa Francisco, pois ele segue com a consciência tranquila.

Em uma relação nada republicana, ontem o presidente Temer contou teve um encontro reservado no início de OUT/17 em SP com João Roberto Marinho, chefão do Grupo Globo, para discutir a cobertura de seu governo pelos veículos da empresa, além de pedir apoio para a reforma da Previdência.

Para “reerguer o Peru”, onde ao que tudo indica a democracia e a justiça funcionam, hoje o Congresso peruano votará o impeachment do presidente do país, Pedro Pablo Kuczynski, acusado de receber propina para favorecer a empreiteira brasileira Odebrecht quando atuava como ministro, entre 2004 e 2006.

Crítica:

Apesar de no Brasil ser permitido comprar carro pelo dobro do preço e pagar em 60 vezes, de ninguém proibir que se venda um apartamento de 10m2 por mais de R$ 1 milhão e de não existir fiscalização ou punição a banco que empurra previdência privada para aposentado e título de capitalização para cliente quebrado, ontem a CVM, apesar de não entender nada do assunto, decidiu suspender a operação de investimento/financiamento coletivo de uma empresa que buscava atrair investidores para financiar mineração de bitcoin.

Exemplificando as relações espúrias entre o poder e o mundo artístico, cuja opinião infelizmente tem muita importância na política tupiniquim, Rodrigo Rollemberg, governador do Distrito Federal, vai torrar R$ 300 mil em dinheiro público e sem licitação para a cantora Alcione cantar num palco na Esplanada dos Ministérios na virada do ano por uma hora e meia.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário