R.B. 1/NOV/17 "Seu viés populista e socialista"



"Seu viés populista e socialista"

São Paulo, 1 de novembro de 2017 (QUARTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, acompanhando o movimento ascendente das principais bolsas mundiais, beneficiada pela valorização das commodities e recuperando perdas recentes e (2) o DÓLAR pode cair, influenciado pela esperada e momentânea melhora do “humor” na bolsa tupiniquim e seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,7%, desprezando a valorização das principais bolsas mundiais e zerando os ganhos acumulados no mês, diante do recuo das commodities, da manutenção de Lula na liderança das pesquisas de intenção de votos para presidente em 2018 e da possibilidade cada vez menor de aprovação da reforma da Previdência e (2) o DÓLAR caiu -0,5% à R$ 3,27, reduzindo um pouco da valorização acumulada no mês (3,3%), que foi a maior desde NOV/16, em um movimento de “ajuste” que seguiu a trajetória internacional da moeda norte-americana e foi influenciado pela “briga” para a formação de cotação de fechamento do mês.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,1%, recuperando as perdas da abertura, quando na mínima recuou -0,8%, para fechar o mês acumulando alta de 8,1%, beneficiada pela decisão do BC local de manter seus estímulos monetários inalterados e China 0,1%, sustentada por “rumores” sobre a possível construção em Xangai de um porto destinado ao livre comércio, (2) da EUROPA, com poucos negócios diante do feriado na Alemanha para marcar os 500 anos da Reforma Protestante, Inglaterra 0,1% e França 0,2%, beneficiadas pela redução dos temores com a Catalunha e pela divulgação de bons resultados corporativos, como da petroleira BP (1,7%) e da empresa aérea Ryanair (6,4%) e (3) dos EUA, S&P 0,1%, DJ 0,1% e NASDAQ 0,4%, ainda impulsionadas pelas expectativas positivas em torno da reforma tributária de Trump, que foi à público para negar os “rumores” de que os deputados republicanos não estariam planejando implementar um corte no imposto corporativo imediato dos atuais 35% para 20%.

Praticamente confirmando que na sua última reunião deste ano, que ocorrerá nos dias 5 e 6/DEZ/17, a taxa básica de juros será cortada em -0,5%, dos atuais 7,50% para 7,00%, na ata do seu encontro da semana passada o Copom também deixou aberta a possibilidade de novas reduções da Selic em 2018, já que retirou de seu comunicado a menção ao "encerramento gradual do ciclo" de cortes.

Fazendo um “discreto e importante” alerta, Candido Bracher, presidente do Itaú, afirmou ontem que as incertezas em torno das eleições presidenciais do Brasil em 2018 podem postergar decisões de investimentos nas empresas, afetando a demanda por crédito no atacado, sobretudo para as grandes companhias.

Em uma combinação de baixíssima rentabilidade, que consegue ser menor que a da poupança, falta de confiança no sistema, que está virtualmente quebrado, e aumento do desemprego, a Previdência Social, que se o Brasil fosse séria já teria sido extinta, perdeu cerca de 1,4 milhão de contribuintes desde 2014, ano de início da atual recessão.

Fruto de um país seguidamente governado por corruptos e com um nível educacional cada dia pior, o Brasil caiu mais 2 posições no ranking de facilidade de fazer negócios elaborado pelo Banco Mundial, ocupando a posição 125 de 190 países avaliados e vergonhosamente ficando atrás de todos os demais países do BRICs (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) e dos países do Mercosul.

Ainda em um nível crítico, a taxa de desemprego no país no terceiro trimestre deste ano recuou para 12,4%, contra 13% no trimestre encerrado em JUN/17, porem acima do registrado no mesmo período de 2016 (11,8%).

Com a população brasileira ainda pagando a conta da incompetência da ex-presidenta Dilma, os subsídios cobrados na conta de luz vão subir para R$ 16,4bi em 2018, o que representa uma alta de 26% com relação ao valor estimado para 2017, de R$ 13,0bi.

Podendo beneficiar as exportações tupiniquins, a Rússia anunciou ontem que decidiu impor barreiras ainda mais restritivas a 9 países e à União Europeia na importação de carnes, inclusive a suína, que estarão em vigor até o final de 2018.

Primeiro a chegar na “festa”, sendo bem servido e ficando bastante satisfeito, o gringo também é o primeiro a sair dela, evitando problemas com bêbados e invejosos, por este motivo, de acordo com os dados da Bolsa tupiniquim, o saldo de investimentos estrangeiros no segmento Bovespa ficou negativo em R$ -902,6mi nos 27 primeiros dias de OUT/17.

-    O Bradesco caiu -1,3%, porém, após o fechamento do pregão o banco anunciou que, “se esbaldando” com o monopólio tupiniquim, seu lucro líquido no terceiro trimestre deste ano foi de R$ 4,8bi, patamar em linha com as projeções do “mercado” e 7,8% superior ao auferido no mesmo período do ano passado.

Política:

Confirmando “seu viés populista e socialista”, Dória, prefeito de SP, conseguiu aprovar na Câmara de SP um pacote de tributário institui a cobrança de ISS sobre serviços de streaming, como Netflix e Spotify, e ao mesmo tempo concede às igrejas isenção de todas as taxas cobradas pela prefeitura, incluindo as de emissão de alvarás e de fiscalização de estabelecimentos.

Acreditando que os eleitores devem seguir votando nos mesmos bandidos, como Lula, Serra, Aécio, Temer, Jucá e tantos outros, é cada vez maior o número de jornalistas “canetas de aluguel” dos partidos que atacam candidaturas de personalidades como Bernardinho, para governador do RJ, e de Luciano Huck, para presidente.

Apesar da forte oposição do senador Álvaro Dias, que perdeu bastante apoio à sua pré-candidatura à presidente para ficar ao lado dos taxistas, ontem, por 46 votos favoráveis e 10 contrários, o plenário do Senado aprovou o PLC 28, que regulamenta o uso de aplicativos de mobilidade urbana como o Uber.

Ocupado em salvar bandidos de colarinho branco, como Temer e Aécio, o Congresso Nacional decidiu deixar para 2018 um dos projetos mais polêmicos em tramitação, que é a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos.

Ontem, após uma tensa reunião do PSDB, 18 deputados federais e 4 senadores do partido se reuniram no gabinete de Tasso Jereissati, presidente em exercício da sigla e que defende o afastamento do governo Temer, e pediram que ele lance sua candidatura ao comando do tucanato.

Agora que já conseguiu comprar, “no varejo”, sua permanência no poder, o presidente Temer, mostrando que agora só quer negociar “no atacado”, decidiu que vai centralizar sua relação com a base aliada em líderes e dirigentes partidários.

Reduzindo as possibilidades para Doria, David Uip, secretário de Saúde do governo Alckmin e era cotado para disputar o governo de SP no ano que vem, anunciou que não será candidato e que apoia seu colega tucano Serra, atualmente senador, para a missão.

Crítica:

Como “bandido defende bandido do mesmo bando”, ontem, conforme já era esperado, Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal, decidiu cancelar a transferência do peemedebista e presidiário Sergio Cabral para uma prisão federal, mantendo o referido ex-governador do RJ com as regalias de seu presídio VIP.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário