R.B. 29/SET/17 "Apenas cúmplices e/ou idiotas defendem o presidente do Brasil"



"Apenas cúmplices e/ou idiotas defendem o presidente do Brasil"

São Paulo, 29 de setembro de 2017 (SEXTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, reduzindo mais uma parte da boa alta ainda acumulada no mês (3,9%), prejudicada pelo recuo das commodities e pressionada principalmente pela escalada das tensões políticas no país, o que praticamente enterrou as chances de aprovação da reforma da previdência ainda neste ano e (2) o DÓLAR pode subir, recuperando as perdas do pregão anterior, influenciado pelos mesmos motivos que devem derrubar a bolsa tupiniquim e consequentemente reduzir o fluxo positivo de recursos externos.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,3%, para fechar em território negativo pela 6ª vez consecutiva, já que, mesmo diante da valorização das bolsas de NY, é cada dia mais preocupante o cenário político tupiniquim e (2) o DÓLAR caiu -0,3% à R$ 3,18, devolvendo uma pequena parte da valorização acumulada no mês (1,1%), seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana, diante do desconforto dos investidores pela falta de detalhes sobre o plano de reforma tributária nos EUA apresentado ontem pelo governo Trump.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão 0,5%, beneficiada pela expectativa de cortes de impostos nos EUA e de relaxamento na política fiscal doméstica e China -0,2%, com investidores demonstrando cautela antes da semana de feriados do país, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,1%, França 0,2% e Alemanha 0,4%, impulsionadas pela divulgação de boas notícias econômicas, como a redução da inflação na Alemanha e o aumento, acima do esperado e para o maior patamar desde 2007, do índice de sentimento econômico da zona do euro e (3) dos EUA, com o S&P novamente batendo um recorde histórico de pontuação, S&P 0,1%, DJ 0,2% e NASDAQ 0,1%, com os investidores “animados” com o desempenho da economia do país, cujo PIB cresceu a uma taxa anual de 3,1% no período entre ABR/17 e JUN/17, e desta vez com destaques de alta para as ações das empresas do setor de consumo.

Conforme já se esperava, o Conselho Monetário Nacional decidiu manter a Taxa de Juros de Longo Prazo, que é a taxa cobrada pelo BNDES para empresas “amigas do poder”, em 7% ao ano, patamar que será válido para o quarto trimestre de 2017.

Melhor do que o esperado (R$ -15,6bi) e também melhor do que o auferido no mesmo período de 2016 (R$ -20,3bi), porém ainda assim bastante preocupante, em SET/17 o governo central registrou um déficit primário de R$ -9,6bi, elevando assim o saldo negativo no ano para R$ -85,8bi, o que representa o pior resultado da série histórica, iniciada em 1997.

Influenciado principalmente pela forte alta dos preços no atacado (0,74%), o IGP-M de SET/17 ficou em 0,47%, patamar bem superior ao auferido em AGO/10 (0,10%), porem mesmo assim este índice de inflação ainda acumula uma baixa de -1,45% nos últimos 12 meses.

Além de livrar, ao menos parcialmente, o Brasil da corrupção estatal, e arrecadar uma montanha de dinheiro para cobrir o rombo dos cofres públicos, o leilão de blocos de exploração de petróleo realizado na Bovespa esta semana marcou a volta da gigante norte-americana Exxon ao mercado petrolífero tupiniquim.

Por conta de uma série de adversidades climáticas, incluindo geadas, estiagens e chuvas em excesso, neste ano a safra de trigo do Paraná, que é o maior produtor da leguminosa do país, deve ficar -26,0% menor do que o esperado e -34% inferior ao auferido na safra anterior.

Superando o número de pessoas no país, atualmente com cerca de 208 milhões de habitantes, o rebanho brasileiro de gado, responsável por doenças e desmatamento, já supera as 218 milhões de cabeças e com isto o setor pecuário, ganhando cada vez mais importância na economia, atualmente representa 6% do PIB tupiniquim.

-    O McDonald's subiu 2,2% na bolsa de NY, reagindo à elevação da sua recomendação de "neutro" para "compra" feita pela Longbow Research.
-    A Petrobrás subiu 0,2% e, representando uma espetacular notícia para a empresa, após o fechamento do pregão o seu conselho de administração aprovou a abertura de capital da BR Distribuidora, com a oferta de 25% a 40% das ações em bolsa de valores, o que pode lhe render até R$ 12bi.

Política:

Indicando que “apenas cúmplices e/ou idiotas defendem o presidente do Brasil”, segundo uma pesquisa divulgada ontem Temer (1) tem o governo avaliado como ruim ou péssimo por 77%, (2) governa de forma errada segundo 89% e (3) não tem a confiança de 92% da população brasileira.

“Pau mandado” de Aécio e aliado de Temer, o deputado Bonifácio de Andrada, do PSDB de MG, foi anunciado na tarde de ontem como relator, na Câmara, da segunda denúncia feita pela Procuradoria-Geral da República contra o referido presidente do Brasil.

Com a aprovação mais baixa da história de um presidente brasileiro, Temer, em busca de notícias positivas, anunciou a antecipação do calendário de pagamento de quase R$ 16bi referentes ao PIS/Pasep, o que deve beneficiar 8 milhões de pessoas.

Confirmando, pela enésima vez, a enorme insegurança jurídica de se fazer negócios no Brasil, em busca da manutenção das picaretagens na referida estatal mineira, ontem a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou um projeto de decreto legislativo para suspender o leilão de privatização, realizando na quarta-feira desta semana, de 4 usinas da Cemig.

Quebrado, envergonhando o país e governado por sucessivos e cada vez mais perigosos bandidos, o Estado do RJ anunciou ontem que vai lançar um edital, já na próxima semana, para levantar um empréstimo de R$ 3,5bi para pagar salários atrasados dos funcionários públicos.

Aécio é peça central para manter o apoio do PSDB ao governo Temer, que por sua vez é fundamental para garantir a impunidade, ou pelo menos atrasar os processos, contra a maior parte dos políticos investigados na Lava Jato, inclusive os do PT, e “é por isto que todos os bandidos estão unidos” para salvar o referido senador mineiro da cadeia.

Em mais uma amostra da solidariedade entra bandidos, a ação da Polícia Federal contra os filhos do líder do governo no Senado, o peemedebista Romero Jucá, estimulou o referido senador a trabalhar para que a Casa derrube a decisão do STF que afastou o tucano Aécio Neves.

Como era de se esperar, a escolha de Bonifácio de Andrada, do PSDB de MG, para o posto de relator da nova denúncia contra Temer aprofundou o racha no partido e deflagrou uma série de bate-bocas entre os tucanos.

Crítica:

Correto ao dizer que é muito baixo o imposto sobre heranças no Brasil (4%), porem enganado quando alerta que a economia brasileira não crescerá se não reduzir a desigualdade social, o “badalado” pesquisador e economista francês Thomas Piketty, que está desempregado em seu país, veio ao Brasil para ganhar dinheiro vendendo livros e dando palestras.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário