R.B. 27/SET/17 "Inclusive o maluco do Trump"



"Inclusive o maluco do Trump"

São Paulo, 27 de setembro de 2017 (QUARTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, tentando retomar sua trajetória de alta após 4 pregões seguidos de queda, influenciado pela melhora do “humor” nas principais bolsas mundiais, porém é necessária cautela nas compras, principalmente por conta dos sinais de piora do cenário político tupiniquim e (2) o DÓLAR pode cair, também em um “ajuste técnico” após as altas recentes, entretanto a tendência permanece sendo de alta, por conta das expectativas de alta dos juros nos EUA e queda dos juros no Brasil.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,2%, ainda realizando lucros recentes, já que mesmo após 4 baixas consecutivas o Ibovespa ainda acumula alta de 4,9% em SET/17, influenciado pela nova piora do cenário político tupiniquim e prejudicada pelo recuo do petróleo e (2) o DÓLAR subiu 0,2% à R$ 3,16, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e impulsionado pelos mesmo motivos que derrubaram a bolsa brasileira.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -0,3% e China -0,1%, influenciadas por temores sobre um possível conflito armado na Península Coreana e com destaques de queda para as ações do setor de tecnologia, acompanhando as perdas da Nasdaq no dia anterior, (2) da EUROPA, sem uma tendência única e próximas da estabilidade, Inglaterra -0,2%, França 0,1% e Alemanha 0,1%, com Angela Merkel começando a negociar a formação de seu próximo governo, destaques de alta para as ações das empresas do setor aéreo, como Airbus (1,2%) e Air Liquide (1,5%), e de queda para as ações dos bancos, como Lloyds (-1,3%) e Barclays (-0,7%) e (3) dos EUA, novamente sem uma tendência única, com pouca volatilidade e próximas da estabilidade, S&P 0,1%, DJ -0,1% e NASDAQ 0,1%, em um movimento de cautela diante discurso da presidente do FED (“BC” local), Janet Yellen, que defendeu a projeção da instituição para uma elevação gradual nas taxas de juros nos próximos anos, embora tenha ponderado que a baixa inflação, caso se mostre persistente, poderia levar a um aperto monetário mais lento.

Com os “nobres parlamentares” logrando existo em ajudar as grandes empresas caloteiras e prejudicar os cofres públicos, após semanas de negociação, o texto do Refis chegou a um formato "quase final" que reduz para cerca de metade a previsão de receita inicialmente esperada pela equipe econômica de Meirelles.

Ao menos parando de cair, algo que ocorria anualmente desde 2013, o Brasil agora ocupa a ainda vergonhosa a 80ª colocação no ranking que avalia a competitividade, que tem 137 países e é elaborado pelo Fórum Econômico Mundial em parceria com a Fundação Dom Cabral.

A Caixa, que se o Brasil fosse um país sério já estaria privatizada, anunciou ontem que no segundo trimestre deste ano seu lucro líquido ficou em R$ 2,59bi, patamar 62,8% maior que no segundo trimestre de 2016, impulsionado principalmente pelas menores provisões para calotes de clientes e pela diminuição de despesas.

Fruto de um inexplicável monopólio estatal na entrega de cartas, os Correios, que pode ser facilmente considerada a empresa pública mais incompetente, inútil e corrupta do Brasil, recebeu uma ordem do Tribunal Superior do Trabalho para que seus funcionários, que estão em greve desde a última sexta-feira pedindo um reajuste de 10%, tenham um efetivo mínimo de 80%, sob pena levar uma multa de R$ 100 mil por dia.

Sem capacidade ou coragem para fiscalizar as grandes empresas do país, que sonegam descaradamente e depois são socorridas por programas como o REFINS, a Receita Federal anunciou que pretende dobrar neste ano o número de autuações de pequenas e médias empresas.

Confirmando a enorme atratividade da operação, a Agência Nacional do Petróleo anunciou ontem que 11 empresas, entre elas a anglo-holandesa Shell, a norueguesa Statoil, a espanhola Repsol, a francesa Total e a gigante norte-americana ExxonMobil, já foram habilitadas para disputar áreas do pré-sal nos 2 leilões agendados para o dia 27/OUT/17, o que deve render cerca de R$ 8bi aos cofres públicos.

-    A Apple subiu 1,7% na bolsa de NY, em um claro movimento de recuperação, depois da reação negativa ao lançamento de novos produtos, que também foi influenciada por “rumores” de que a empresa financeira Raymond James anunciará uma avaliação positiva das perspectivas para a companhia tecnológica neste trimestre.

Política:

Provando que Lula mente até quando apresenta “provas”, os recibos de aluguel entregues pela defesa do ex-presidente, além de terem datas que não existem, tem o mesmo erro de digitação no nome da cidade, foram assinados com a mesma caneta e estão no mesmo estado de conservação, o que indica fortemente que foram “fabricados”.

Indicando que o PSDB precisa de um Palocci, Aécio, ainda na presidência do partido, que como PT e PMDB está cada dia mais parecido com uma gang, foi afastado novamente de suas atividades no Senado pelo Supremo Tribunal Federal, porem o referido netinho de Tancredo não precisa ficar tão triste, já que segue recebendo apoio público de seus “companheiros” Doria, Renan Calheiros e até do presidente Temer.

A decisão do Supremo de afastar Aécio do mandato é um revés não só para o tucano, mas também para Temer, já que o referido senador mineiro é o líder a ala do PSDB que defende, dá suporte e dá estabilidade à base governista.

Comparsas do petista, ex-guerrilheiro, ex-ministro e futuro presidiário José Dirceu, que teve a pena aumentada para 30 anos de prisão, classificaram a decisão do TRF-4 como uma “aberração jurídica”.

Cobertos de razão, porem com o objetivo nado nobre de chantagearem o governo para conseguirem mais vantagens, integrantes do centrão vão insistir no discurso de que é preciso fatiar a denúncia contra Temer.

Em uma “carta bomba”, Palocci, ex-estrela petista e hoje mais um presidiário do partido, pediu a desfiliação do PT dizendo que os petistas deveriam reconhecer seus erros, colaborar com a Justiça e parar de fingir acreditar na autoproclamação do “homem mais honesto do país” enquanto os presentes, os sítios, os apartamentos e até o prédio do Instituto são atribuídos a Dona Marisa.

Após dizer que R$ 2bi de recursos públicos para financiar campanhas eleitorais “não é demais para se ter democracia no Brasil”, Romero Jucá, líder do governo Temer no Senado e investigado pela Lava Jato, afirmou que Meirelles, atual ministro da Fazenda, é um excelente nome para a presidência do Brasil em 2018.

Segundo uma pesquisa feita pelo Instituto Paraná, 75,9% dos brasileiros avaliam que Rodrigo Janot, ex-Procurador-Geral da República, fez justiça ao denunciar o presidente Temer e apenas 16,4% acreditam que o que ocorreu foi fruto de perseguição política.

Defendendo mais um bandido, a Câmara aprovou o texto-base de uma MP que trata da estrutura dos ministérios o que, na prática, viabiliza a permanência de Moreira Franco como ministro da Secretaria-Geral da Presidência e garante a ele direito ao foro especial.

Finalmente fazendo algo útil, o Senado Federal discute uma proposta, de autoria da senadora democrata Maria do Carmo, que pode resultar na facilitação da exoneração de servidores municipais, estaduais e federais que tiverem avaliação insuficiente.

Em um “fogo amigo” que claramente fugiu do script, o deputado estadual tucano Barros Munhoz, líder do governo Alckmin na Assembleia Legislativa de São Paulo, criticou duramente, em discurso na tribuna, as pretensões presidenciais de Doria e a gestão do referido prefeito de SP.

Com sua impressionante habilidade de legislar em causa própria, ontem o plenário do Senado aprovou o texto-base de um projeto que cria um fundo para financiar campanhas eleitorais com dinheiro público e cujo principal objetivo é perpetuar os atuais bandidos no poder.

Presidido por Gilmar Mendes, o “queridinho dos corruptos”, ontem o Tribunal Superior Eleitoral derrubou, por 4 votos a 2, a prisão domiciliar de Anthony Garotinho, que já está condenado a 9 anos e 11 meses por compra de votos na eleição de 2016 para a prefeitura de Campos.

Crítica:

Muitos, “inclusive o maluco do Trump”, acreditam, com uma boa dose de razão, que Kim Jong-um é doidão, porém é bom ressaltar que os últimos inimigos dos EUA que não tinham bombas atônicas, como Saddam e Kadhafi, foram mortos, portanto as ameaças atômicas do líder norte-coreano nada mais são do que uma forma de defesa da sua própria vida.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário