R.B. 26/SET/17 "Mais um duro golpe na democracia tupiniquim"



"Mais um duro golpe na democracia tupiniquim"

São Paulo, 26 de setembro de 2017 (TERÇA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, ainda realizando lucros recentes, já que mesmo após 3 baixas consecutivas o Ibovespa ainda acumula alta de 5,1% em SET/17, influenciado pela nova piora do cenário político tupiniquim e prejudicada pelo recuo do petróleo e (2) o DÓLAR pode voltar a subir, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e impulsionado pelos mesmo motivos que devem derrubar a bolsa brasileira.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -1,3%, para fechar em território negativo pelo terceiro pregão consecutivo, ainda realizando lucros recentes, diante da piora do “humor” nas principais bolsas mundiais, do aumento da tensão geopolítica, do resultado “pouco animador” das eleições na Alemanha e do recuo do minério de ferro e (2) o DÓLAR subiu 0,9% à R$ 3,15, retomando facilmente o patamar dos R$ 3,15, impulsionado pelos mesmos motivos que derrubaram a bolsa brasileira e seguindo o movimento de valorização generalizada da moeda norte-americana no exterior.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão 0,5%, com as exportadoras beneficiadas pela valorização do dólar frente a moeda local (o iene) e os investidores “animados” pela expectativa de que o primeiro-ministro do país, Shinzo Abe, anuncie uma nova eleição para renovar a câmara baixa do Parlamento e China -0,3%, ainda prejudicada pelo rebaixamento da “nota” do país pela S&P, (2) da EUROPA, também sem uma tendência única, porem próximas da estabilidade, Inglaterra -0,1%, França -0,2% e Alemanha 0,1%, com os investidores digerindo os resultados de eleições gerais na Alemanha, das eleições indiretas para o Senado francês e de uma nova rodada de negociações da saída do Reino Unido da União Europeia e (3) dos EUA, realizando lucros recentes, S&P -0,2%, DJ -0,2% e NASDAQ -0,9%, com destaque de queda para as ações do setor de tecnologia, em meio a escalada de tensões entre o país e a Coreia do Norte.

“Vendendo mais sonhos que o português da padaria”, Meirelles, presidente do BC brasileiro, “alardeou”, logo após uma palestra em Londres, que as reformas estruturais propostas e já aprovadas pelo governo Temer estão melhorando confiança na economia do Brasil e ajudando a atrair investimentos internacionais ao país.

Esperando, pela primeira vez na história, uma inflação abaixo do piso (3,0%) da meta do BC (4,5%), o “mercado” reduziu, de 3,08% para 2,97%, suas “apostas” para o IPCA deste ano de 2017 e elevou, de 0,60% para 0,68%, suas projeções para o desempenho do PIB do país neste ano.

Segundo projeções da Abecs, que é a entidade que representa o setor, o mercado brasileiro de cartões, que espera um crescimento de 7,5% em 2017, deve voltar a crescer no ritmo dois dígitos em 2018, apoiado na retomada do consumo e do maior uso de meios eletrônicos de pagamento no pagamento.

“Apostando alto” no Brasil, onde, por falta de concorrência e impostos elevados, são vendidos “os piores e mais caros automóveis do mundo civilizado”, ontem a Toyota anunciou que investirá R$ 1,6bi em suas fábricas de Sorocaba e de Porto Feliz, no interior de São Paulo, para a produção de um novo modelo que será lançado no segundo semestre de 2018.

Com exportações 24,3% maiores e importações 19% superiores, ambas na comparação com o mesmo período de 2016, a balança comercial brasileira registrou um superávit de US$ 3,83bi nos 24 primeiros dias de SET/17, resultado que já supera o auferido em todo mês de SET/16 (US$ 3,81bi), e com isto acumula um saldo positivo de US$ 51,94bi no ano, patamar 46,7% maior que o acumulado no mesmo período de 2016 (US$ 35,4bi).

Coberto de razão, Gustavo Franco, ex-presidente do BC durante o governo FHC, disse que a crise na Petrobras abriu uma janela para a retomada das privatizações e que o Banco do Brasil estaria pronto para a venda.

Política:

Dando “mais um duro golpe na democracia tupiniquim”, hoje os “nobres parlamentares”, com o claro interesse de se perpetuarem no poder, devem aprovar uma Reforma Política que (1) cria mais um fundo público, provavelmente de R$ 3bi, para abastecer campanhas, (2) abranda as punições a siglas e candidatos, (3) autoriza propaganda por telemarketing, (4) barra divulgação de pesquisas 1 semana antes da disputa e (5) obriga uma maior participação de candidatos nos debates eleitorais.

A tramitação da reforma da Previdência, que segue obstruída, tem gerado cada dia um desconforto maior no “mercado” e é necessário muito otimismo para acreditar que sua aprovação acontecerá ainda neste ano de 2017.

Por falta de quórum, já que os “nobres parlamentares” trabalham pouquíssimo, ontem a Câmara dos Deputados adiou mais uma vez a leitura da segunda denúncia da Procuradoria Geral da República contra o presidente Temer.

Complicando cada dia mais a vida do maior bandido da história do Brasil, ontem (1) Marcelo Odebrecht mandou entregar para a Polícia Federal 4 recibos com doações de R$ 1.000.000,00 cada um ao Instituto Lula e (2) foram encontrados indícios de fraude tosca nos “recibos” de aluguel entregues à justiça para “provar” que o referido ex-presidente paga pelo duplex onde mora.

Atendendo às ordens de Temer, de quem ainda finge ser aliado, o deputado democrata Rodrigo Maia, presidente da Câmara, confirmou que a nova denúncia contra o referido presidente do Brasil, que também inclui seus ministros e comparsas Moreira Franco e Eliseu Padilha, não será fatiada.

Escolhendo aliados cada dia piores, ontem, em visita à BH, Doria, prefeito itinerante de SP, afirmou, em busca apoio da ala mineira do PSDB no intento de fortalecer sua sonhada candidatura presidencial, afirmou que Aécio Neves é “uma figura de respeito".

Foi anunciado ontem que é o 25º andar do edifício Spazio Faria Lima, construído pela Yuny Incorporadora, de José Yunes, amigo e ex-assessor do atual presidente do Brasil, o andar inteiro que Temer tem e que “coincidentemente” está alugado para a BR Partners desde 2011.

Se aproximando agora de Alckmin, Aldo Rebelo, que já foi ministro de Lula e de Dilma e que é um dos fundadores do PC do B, vai se filiar hoje ao PSB.

Crítica:

Como em “uma briga de covardes”, onde ambos se ofendem mas ninguém tem coragem de dar o primeiro soco, a Coreia do Norte, governada por um ditador maluco, anunciou que interpretou as declarações recentes de Trump, presidente dos EUA que também é maluco, como uma declaração de guerra e que todas as repostas estavam na mesa, o que poderia incluir derrubar aviões norte-americanos.

Com uma ideia inovadora, ecológica e economicamente viável, a start-up Ndays, em operação desde DEZ/16, usa a internet para vender com descontos, para consumo rápido, produtos que estão chegando mais perto do fim de vida útil.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário