R.B. 9/AGO/17 "O fio da meada"



"O fio da meada"

São Paulo, 9 de agosto de 2017 (QUARTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, devolvendo uma boa parte dos ganhos auferidos no mês (3,0%), acompanhando as perdas das principais bolsas mundiais e pressionada pela nova piora do cenário político tupiniquim, que reduziu consideravelmente as chances de aprovação da Reforma da Previdência e elevou a possibilidade aumento de impostos e de uma Reforma Política “onerosa aos cofres públicos e com o objetivo de manter os mesmos corruptos no poder” e (2) o DÓLAR pode subir, rumo aos R$ 3,15, seguindo os mesmos motivos que devem derrubar a bolsa brasileira e afugentar os investidores externos.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,1%, revertendo uma abertura positiva, quando na máxima avançou 0,8%, para seguir a realização de lucros das bolsas de NY, também prejudicada pela desvalorização do minério de ferro, que derrubou as ações da Vale (-1,3%) e (2) o DÓLAR subiu 0,1% à R$ 3,12, também revertendo o movimento da abertura, influenciado pelos mesmos motivos que derrubaram a bolsa brasileira e também acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -0,3% e China -0,1%, diante da divulgação de resultados piores do que o esperado da balança comercial chinesa, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,1%, França 0,2% e Alemanha 0,3%, impulsionadas pelo anúncio de que o mercado de trabalho dos EUA está mais forte do que o esperado e pela valorização do dólar frente às moedas locais, que ajudou exportadoras europeias como Deutsche Post (1,4%) e Fiat (1,1%) e (3) dos EUA, finalmente realizando lucros, ao reverter o movimento de alta no final do pregão, S&P -0,2%, DJ -0,2% e NASDAQ -0,2%, com os investidores “assustados” com as ameaças contundentes do presidente Trump contra a Coreia do Norte.

Jogando um “balão de ensaio” para ver se “cola”, Meirelles, ministro da Fazenda, confirmou que o governo estuda mudanças no Imposto de Renda de Pessoa Física e, podendo aniquilar definitivamente o setor produtivo da economia, na tributação sobre a distribuição de dividendos.

Tentando colocar a população que trabalha para, mais uma vez, pagar a conta do gigantismo e da ineficiência do Estado tupiniquim, ontem Temer admitiu que a equipe econômica do governo estuda a criação de uma alíquota de 35% para o Imposto de Renda de Pessoa Física que ganha mais de R$ 20mil.

Empurrando os problemas com a barriga, ontem o presidente Temer sancionou uma lei complementar que, na prática, cria um longo prazo de até 15 anos para que os Estados acabem com a guerra fiscal, que é a concessão de benefícios para que empresas permaneçam em seus territórios e que prejudica o país.

Para tentar destravar investimentos superiores a R$ 220 bilhões em obras estruturais, o governo prepara um plano nacional de concessões de infraestrutura que deve dar previsibilidade aos leilões, como já ocorre atualmente no setor elétrico.

“Dando um tapa na cara da sociedade”, que mais uma vez está sendo obrigada a pagar as contas da corrupção e da ineficiência do Estado, o Ministério Público, que já tem aposentadoria integral bancada pelo Tesouro Nacional, quer um aumento salarial de 16,7%.

Ajudando bastante no controle da inflação, diante da redução do consumo e do aumento da produtividade das lavouras, os preços dos produtos agropecuários caíram -1,42% em JUL/17 e acumulam baixa de -13,17% no ano.

Como nem tudo fica ruim o tempo todo, as lojas de roupas e de eletrodomésticos, setores do varejo mais impactados pela crise em 2015 e 2016, tiveram desempenho de faturamento acima do resto nos últimos 3 meses, com crescimentos respectivamente de 6% e de 4,6% na comparação com os 3 meses anteriores.

Política:

Indicando que “o Brasil está cada dia mais parecido com a Venezuela”, poucos dias após Maduro, presidente venezuelano, destituir a procuradora geral do país, ontem Temer, presidente brasileiro, mandou para o Supremo Tribunal Federal um pedido para que Rodrigo Janot, procurador geral da república tupiniquim, seja proibido de investiga-lo.

Confirmando que, governado por um conhecido corrupto, o Brasil se torna cada dia mais “um nanico da diplomacia mundial”, preocupado com a tensão na Venezuela e ressaltando a elevada importância da América Latina, o governo dos EUA mandou seu vice-presidente, Mike Pence, visitar Cartagena e Bogotá, na Colômbia, Buenos Aires, na Argentina, Santiago, no Chile, e a Cidade do Panamá, “esquecendo-se” onde fica o maior país da região.

Em mais um encontro nada republicano, que que foi na calada da noite e fora da agenda oficial, na noite de ontem Raquel Dodge, que foi escolhida por Temer para ocupar o lugar de Rodrigo Janot e acabar com a Lava Jato, se reuniu com o referido presidente com a “desculpa esfarrapada” de discutir a agenda de sua posse no cargo, algo que poderia ser feito por qualquer assessor.

“Onerosa aos cofres públicos e com o objetivo de manter os mesmos corruptos no poder”, os “nobres parlamentares”, cuja grande maioria está envolvida em casos de corrupção, querem aprovar com a maior urgência possível uma Reforma Política que garanta um fundo partidário de até R$ 6bi já para as próximas eleições.

Os deputados do bloco parlamentar chamado centrão, que foram os principais responsáveis por salvar o presidente Temer da cadeia, já “avisaram” que, para evitar maiores desgastes com os eleitores, faltado cerca de 1 ano para as eleições, não apoiarão a Reforma da Previdência.

Segundo cálculos de dirigentes do DEM, que segundo Lula seria aniquilado, ao menos 13 parlamentares trocarão o PSB pelo Democratas após as mudanças na regra eleitoral.

Crítica:

Coberto de razão, já por conta das indefinições e da falta de pulso de Obama a situação está cada dia mais insustentável, ontem Trump, presidente dos EUA que está de férias, fez ameaças contundentes à Coreia do Norte e ao seu ditador maluco, ressaltando que o país encontrará fogo e fúria como jamais vistos no mundo.

O Ministério Público e a Polícia Federal querem descobrir porque o banco PAN, que estava falido, foi comprado pela Caixa por um valor bem acima do real e, para encontrar “o fio da meada”, é só investigar quem (banqueiro, empresário, político ou laranja) sacou milhões em CDBs do referido banco poucos dias antes do anuncio da falência.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário