R.B. 7/AGO/17 "A sonhada renovação política pode não ocorrer em 2018"



"A sonhada renovação política pode não ocorrer em 2018"

São Paulo, 7 de agosto de 2017 (SEGUNDA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir e alta, ampliando a valorização acumulada no mês (1,5%) e no ano (11,1%), beneficiada pela relativa calmaria política, que não deve durar muito, e acompanhando o movimento ascendente das principais bolsas mundiais e (2) o DÓLAR pode cair, devolvendo os ganhos de sexta-feira, influenciado pela esperada melhora do “humor” na bolsa e pelo fluxo positivo de recursos externos.

Sexta-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,2%, retomando sua trajetória de alta, acompanhando o movimento ascendente das principais bolsas mundiais e beneficiada pela valorização das commodities, que impulsionou as ações da Vale (1,4%) e (2) o DÓLAR subiu 0,5% à R$ 3,13, sintonizado com a alta internacional da moeda norte-americana, no embalo da forte criação de empregos em JUL/17 nos EUA.

Também sexta-feira, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -0,4% e China -0,5%, com muitos investidores mantendo-se às margens dos negócios antes da divulgação de novos dados do mercado de trabalho norte-americano, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,5%, França 1,4% e Alemanha 1,2%, impulsionadas pela divulgação de bons resultados corporativos, como do Royal Bank of Scotland (1,9%), animadas com a alta acima do esperado das encomendas à indústria alemã e com as exportadoras, como a BMW (2,5%), beneficiadas pelos sinais positivos da economia norte-americana e (3) dos EUA, com o DJ registrando seu 34º fechamento recorde no ano, S&P 0,2%, DJ 0,3% e NASDAQ 0,2%, impulsionadas por números sólidos do relatório de emprego do país.

Mostrando a força da “locomotiva da economia mundial”, o Departamento do Trabalho dos EUA divulgou que a economia norte-americana gerou 209 mil postos de trabalho no mês de JUL/17, superando a expectativa de analistas, que previam criação de 180 mil empregos.

Rendendo-se à realidade dos fatos, de pouca arrecadação, crescimento econômico irrisório e não aprovação das reformas, a equipe econômica do governo Temer, que é comandada por Meirelles, se prepara para piorar, de R$ -136bi para até R$ -156bi, sua meta do déficit das contas públicas brasileiras em 2017.

Possivelmente comprada pelo governo Temer, a agência de classificação de risco Moody's afirmou que uma eventual mudança, para pior, na meta fiscal de 2017, que hoje prevê um rombo de até R$ -139bi nas contas do governo, não representaria uma perda de credibilidade da equipe econômica tupiniquim.

Coberto de razão, já que as operações criam distorções na oferta e demanda e no livre mercado, o governo federal estuda acabar com a isenção de Imposto de Renda para investimentos de pessoas físicas em LCA (Letras de Crédito do Agronegócio) e em LCI, como forma de ampliar a arrecadação em meio a esforços para conter o déficit fiscal.

Dando uma dica importante, Vijay Rangarajan, embaixador do Reino Unido no País, que também é matemático com doutorado em astrofísica, alertou que agora, que o mercado está em baixa, é a hora de investir no Brasil.

Provando que “o bolsa empresário é muito maior que o bolsa família”, segundo dados do Ministério da Fazenda, de 2003 a 2016 os subsídios às empresas somaram quase R$ 1tri, porem no mesmo período o governo destinou a programas sociais R$ 372bi.

Dando sinais divergentes da economia tupiniquim, (1) a venda de bebidas alcoólicas no Brasil caiu -3,4% em volume no primeiro trimestre de 2017, em relação ao mesmo período de 2016 e (2) no primeiro semestre deste ano as vendas de imóveis novos na cidade de SP foram 9,6% maiores que na primeira metade de 2016.

Beneficiadas principalmente pelo forte aumento das exportações, as trocas do Brasil com o exterior caminham para fechar 2017 com o melhor resultado em 10 anos, registrando um pequeno déficit em conta-corrente de US$ -20bi, algo ao redor de 1% do PIB.

Política:

Dando um sinal de que “a sonhada renovação política pode não ocorrer em 2018”, o segundo turno das eleições para o governo do Amazonas será entre duas “raposas velhas”, Amazonino Mendes, que tem 77 anos, é do PDT e já governou o referido Estado por 3 vezes, e Eduardo Braga, que tem 56 anos, é do PMDB, já foi governador do Amazonas 2 vezes e responde a inquérito da Operação Lava Jato.

Como ocorreu nesta semana na Venezuela, a equipe de advogados do presidente Temer estuda pedir a suspeição do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para que ele não possa mais atuar em ações contra o presidente da República.

Acreditando, com uma boa dose de razão, que ainda existem muitos idiotas no Brasil, o PT quer aproveitar o giro de Lula pelo Nordeste para realizar atos de filiação em massa ao partido, dando continuidade ao que ocorreu após a condenação do ex-presidente pelo juiz Sergio Moro, já que apenas entre os dias 12 e 31/JUL/17 a legenda recebeu 4.836 pedidos de ingresso em suas fileiras.

Considerado o “plano B” a ser acionado pelo PT caso Lula se torne inelegível, o ex-prefeito Fernando Haddad embarca nesta semana para o Recife para ministrar palestras em universidades do Estado e também conversar com o governador Paulo Câmara, que é do PSB e que é como possível vice do petista numa eventual corrida pelo Planalto, em 2018.

Como existe o receio de que uma eventual saída tucana dê força ao centrão e isole os democratas, os caciques do DEM trabalham com o ministro tucano Antônio Imbassahy para garantir que Temer mantenha o PSDB no governo.

Segundo o deputado Marcos Montes, que é líder do PSD na Câmara e que pertence a base aliada, o governo Temer não tem condições de aprovar a reforma da Previdência com este clima e neste momento tem que deixar a poeira baixar.

Ressaltando que o país precisa ter um Estado menor, Marlos Melek, juiz do Tribunal Regional do Trabalho do Paraná, afirmou que o servidor público é um dos maiores problemas que o Brasil tem hoje, pois goza de benefícios aos quais a maioria dos brasileiros não tem acesso e é a engrenagem de uma grande burocracia alimentada pelo pagamento excessivo de impostos.

Crítica:

Na maior conferência "hacker" do planeta, a Defcon, que acontece anualmente em Las Vegas, nos EUA, a novidade deste ano foi que hackers investigaram pela primeira vez a segurança das urnas eletrônicas e todos os modelos testados, invariavelmente, foram facilmente invadidos em menos de 2 horas.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário