R.B. 25/JUL/17 "Não se cansa de roubar a população brasileira"



R.B.
"Não se cansa de roubar a população brasileira"

El Colorado, 25 de julho de 2017 (TERÇA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, acompanhando o movimento ascendente das principais bolsas mundiais, beneficiada pela valorização das commodities e impulsionada pelo PDV de funcionários públicos anunciado por Temer e (2) o DÓLAR pode voltar subir, ainda recuperando uma parte das fortes perdas registradas no mês de JUL/17 (-4,8%), influenciado pela expectativa de redução de -1,0% da taxa básica de juros na reunião do Copom deste semana, que terá como consequência a diminuição dos juros reais da economia brasileira.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,6%, iniciando uma recuperação após 3 pregões consecutivos de queda, com baixo volume de negócios (R$ 4,9bi), destaques de alta para as ações da Petrobras (1,1%) e Vale (2,2%), acompanhando a valorização das commodities e das principais e (2) o DÓLAR subiu 0,6% à R$ 3,15, a primeira alta após 3 sessões de baixa, recuperando perdas recentes e também influenciado pelas “apostas” de corte de -1,0% da taxa básica de juros na reunião do Copom desta semana.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão -0,6%, diante da continuidade da força do iene frente ao dólar e de uma queda nos rendimentos de bônus do governo local e China 0,4% recuperando perdas recentes, (2) da EUROPA, também sem uma tendência única, Inglaterra -1,1%, França 0,2% e Alemanha -0,2%, em uma sessão marcada pela fraqueza do setor automotivo e a recuperação as petrolíferas, e (3) dos EUA, com o Nasdaq fechando em mais um recorde histórico de alta, S&P -0,1%, DJ -0,3% e NASDAQ 0,4%, divididas entre os resultados da temporada de balanços corporativos.

Em seu mais recente relatório Perspectivas Econômicas Globais, publicado ontem, o FMI (1) manteve inalterada as previsões de crescimento para a economia mundial para este ano (3,5%), (2) reduziu, de 2,3% para 2,1%, suas “apostas” para o crescimento dos EUA em 2017 e (3) elevou, de 6,6% para 6,7%, suas expectativas para o desempenho do PIB chinês.

Com mais de 90% do “mercado apostando” que, mesmo após o aumento dos impostos dos combustíveis, a taxa básica de juros será reduzida em -1,0% na reunião do Copom desta semana, as previsões para o IPCA deste ano subiram de 3,29% para 3,33% e as expectativas para o desempenho do PIB do país em 217 se mantiveram em 0,34%.

Registrando o maior saldo positivo semanal do ano, na 3ª semana de JUL/17 a balança comercial brasileira, impulsionada pelo aumento das vendas externas de produtos básicos e manufaturados, ficou superavitária em US$ 2,2bi.

Ciente de que o Estado tupiniquim é inchado demais, o presidente Temer, na tentativa de cortar gastos para cumprir a meta de déficit, anunciou ontem um Programa de Demissão Voluntária que tem o objetivo de reduzir em cerca de R$ -1bi por ano as despesas com a folha de pagamento dos servidores do Poder Executivo.

Insatisfeitos com a alta acelerada da importação de etanol dos EUA, os produtores tupiniquins de cana-de-açúcar, como são ineficientes e pouco competitivos, pressionam o governo Temer para que eleve as barreiras contra o combustível que vem do exterior.

Alterando as regras de licenças ambientais e de fiscalização do setor, reclassificando e atualizando 20 itens do atual código de mineração para destravar investimentos privados, hoje o governo Temer lançará um novo marco regulatório para o setor da mineração, que também incluirá mudanças nas alíquotas dos royalties de exploração de minerais.

Com o brasileiro, bem aos poucos, diversificando e buscando formas mais rentáveis de investir seu dinheiro, em JUN/17 a venda de títulos públicos pelo Tesouro Direto para pessoas físicas atingiu volume mensal recorde de R$ 1,5bi, elevando em 2,3% o estoque de aplicações neste produto.

-    A Alphabet, controladora do Google, subiu 1,0% na bolsa de NY e, após fechamento do pregão, a empresa informou que teve lucro líquido de US$ 3,5bi no segundo trimestre, o que superou as expectativas do “mercado”.

Política:

Provavelmente responsável pelo governo mais corrupto da história mundial, Lula, mostrando que “não se cansa de roubar a população brasileira”, defendeu a criação de um fundo com dinheiro público para o financiamento das campanhas eleitorais e afirmou que propina foi uma palavra inventada pelos empresários ou pelo Ministério Público para tentar culpar os políticos.

“Prefeitando” cada dia menos, algo que historicamente o eleitor paulistano não perdoa, e também se afastando aos poucos do presidente Temer, Doria, prefeito de SP, reclamou, diretamente da China, do aumento do imposto dos combustíveis promovido pelo governo Federal.

Divididas, as siglas que são contra o governo Temer esperam chegar a um consenso sobre como agir no dia da votação da primeira denúncia contra o peemedebista na Câmara e para isto farão uma reunião, no dia 1º/AGO/17, na véspera da sessão que tratará do tema.

Rendendo-se à realidade, os adversários do presidente Temer, que precisariam de 342 votos para autorizar abertura de ação penal contra o presidente, admitem que não há apoio suficiente agora, mas “apostam” que a situação pode se reverter em uma segunda investida da PGR.

Para dar conteúdo programático a manobra política que pode fazer o partido dobrar o tamanho de sua bancada na Câmara, o DEM quer lançar um novo programa partidário, no qual defenderá o empreendedorismo e a simplificação tributária.

Para acalmar o PSDB, parceiro eleitoral do DEM há mais de uma década, a sigla tem ressaltado que, unidos, os dois partidos somariam quase 100 parlamentares, tornando-se uma força que jamais poderia ser ignorada.

Os procuradores do Ministério Público Federal no Distrito Federal tentam identificar o "caminho da propina" destinada a Geddel Vieira Lima, o ex-ministro e amigão de Temer, que é investigado pela suspeita de integrar esquema que operava a liberação de recursos do FI-FGTS a empresas em troca de dinheiro.

De forma inédita, alvos da Lava Jato, o deputado democrata Onyx Lorenzoni e o senador tucano Ricardo Ferraço tentaram uma estratégia inusitada no Supremo Tribunal Federal, já que pediram para "abrir mão" do foro privilegiado com o objetivo de remeter para a primeira instância os inquéritos abertos contra eles com base na delação da Odebrecht.

Crítica:

“Apostando alto” em um caminho sem volta, ontem o Reino Unido lançou um fundo de 246 milhões de cerca de US$ 320mi para impulsionar o desenvolvimento e fabricação de baterias elétricas, uma área de crescimento importante para o setor automotivo e energético.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário