R.B. 21/JUL/17 "Matando 2 mitos"



R.B.
"Matando 2 mitos"

São Paulo, 21 de julho de 2017 (SEXTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve voltar a cair, novamente prejudicada pelo recuo das commodities e seguindo as perdas das demais bolsas mundiais e (2) o DÓLAR pode subir, retomando sua trajetória de alta após 3 pregões consecutivos de queda, para recuperar uma parte das fortes perdas acumuladas no mês (-5,6%), diante da esperada piora do “humor” na bolsa brasileira.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,4%, devolvendo os ganhos da abertura, quando na máxima avançou 0,5%, prejudicada pelo recuo das commodities, que derrubou a Vale (-3,7%) e a Petrobras (-1,0%), em um dia de bom volume de negócios (R$ 8,2bi), que foi “turbinado” pela estreia das ações do Carrefour e (2) o DÓLAR caiu -0,7% à R$ 3,13, influenciado principalmente pela fraqueza da moeda norte-americana no exterior e também pelo aumento do fluxo positivo de recursos externos.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,6% e China 0,4%, ainda “animadas” pela injeção financeira feita pelo BC chinês e desta vez também impulsionadas pelos anúncio do BC japonês de que ajudar do enfraquecimento do iene ante o dólar, favorecendo ações de exportadoras negociadas, (2) da EUROPA, sem uma tendência única, Inglaterra 0,8%, França -0,3% e Alemanha -0,1%, reagindo de forma mista à decisão do BC Europeu de manter a política monetária e às declarações de Mario Draghi, presidente da entidade, reforçando novamente que não tem pressa para retirar os estímulos monetários e, inclusive, chegou a deixar aberta a possibilidade de ampliar o volume do programa de relaxamento quantitativo em caso de necessidade e (3) dos EUA, novamente próximas da estabilidade e dos maiores patamares da história, S&P -0,1%, DJ -0,1% e NASDAQ 0,1%, em dia de aumento da tensão política em Washington e com balanços no foco dos investidores.

Com o Ibovespa (atualmente em 65.000pts) ainda cerca de -13% abaixo do maior patamar da história (73.516 em 20/MAI/08), analistas, principalmente os globais, avaliam que “a bolsa tupiniquim está barata” e, corroborando com esta tese, a participação das pessoas físicas nos negócios na Bovespa está em 17%, o maior percentual desde 2012, porem ainda bem distante do maior percentual da história, que foi 30,5% em 2008.

Conforme esperado, já que não quer reduzir o tamanho da imensa, corrupta e ineficiente maquina publica tupiniquim, ontem o governo Temer anunciou que dobrou as alíquotas de PIS e Cofins da gasolina e elevou em 86% a do diesel.

Estimulando cada vez mais o Copom a cortar a taxa básica de juros em -1,0% na reunião da semana que vem, o IPCA-15 de JUL/16, que é uma espécie de prévia da inflação oficial (IPCA) registrou deflação de -0,18%, patamar menor do que o esperado (-0,09%), e agora acumula uma alta de apenas 2,78% nos últimos 12 meses.

-    A pós 3 anos seguidos de resultados negativos, a indústria brasileira de tintas prevê um crescimento de 1,3% no volume produzido em 2017.
-    A produção brasileira de grãos, que atualmente está em 238 milhões de toneladas ano, poderá superar 300 milhões de toneladas nos próximos 10 anos.
-    O “lado positivo” do aumento dos impostos sobre a gasolina é que as vendas de etanol, menos poluente e considerado energia renovável, devem crescer bastante.

Seguindo, com todo direito e razão, uma decisão já tomada pelos EUA, as Filipinas suspenderam as importações de carne do Brasil em razão de preocupações sanitárias, já que vários carregamentos do produto não passaram no controle de qualidade norte-americano.

Prestes a fazer uma excelente mudança na sua composição acionária, que aumentará a governança corporativa da empresa, a Vale anunciou que no segundo trimestre deste ano a sua produção de minério de ferro bateu um recorde histórico e atingiu 91,849 milhões de toneladas, o que representa um crescimento de 5,8% ante o mesmo período do ano passado.

-    O Carrefour caiu -0,7% em seu dia de estreia na bolsa tupiniquim.

Política:

“Matando 2 mitos”, primeiro que os recursos aplicados na previdência privada são impenhoráveis e segundo que Lula é pobre, ontem, após determinação do juiz Sergio Moro, um novo bloqueio da Justiça sequestrou R$ 9mi em planos de aposentadoria privada do referido ex-presidente.

Ontem Lula, em mais uma criminosa afronta à justiça, afirmou para uma plateia da CUT e do MST que é mais honesto que o juiz Sergio Moro e aproveitou para lançar uma vaquinha para pagar seus advogados defesa.

Fazendo jogo de cena para tentar preservar ao máximo sua imagem diante de medida tão impopular, Temer, mostrando quem manda na parada, afirmou publicamente que discorda de Henrique Meirelles, seu ministro da Fazenda, sobre o aumento do imposto sobre os combustíveis.

Ao comentar sobre seus potenciais adversários na disputa presidencial de 2018, isto se ele não for preso antes, Lula afirmou que (1) João Dória não é de nada e não trabalha e (2) Bolsonaro não vai entrar na disputa pois não tem chance e porque as pessoas vão ter vergonha de dizer que votam nele.

Na tentativa de protagonizar outra pauta que não a acusação de corrupção passiva feita por Rodrigo Janot, o Planalto vai centrar fogo na reorganização da base para votar a reforma da Previdência, e decidiu desencorajar os que pregam o fatiamento da proposta.

Ressaltando que o partido o "envergonha" pela indefinição e está acéfalo e que Aécio é página virada, o tucano Orlando Morando Aliado, que é prefeito de São Bernardo do Campo, afirmou que engrossa o coro dos descontentes com a permanência de ministros do PSDB no governo Temer.

Mentor intelectual do Foro de São Paulo, que aproximou o PT das Farc, morreu ontem o petista Marco Aurélio Garcia, que também foi um entusiasmado apoiador de Hugo Chavez e um dos idealizadores da política lulista de integração sul-americana via BNDES e empreiteiras.

Crítica:

A produção de carros elétricos, que cresce de maneira vertiginosa nos marcados desenvolvidos, aumentará a demanda por minérios, o que pode ajudar o Brasil que, apenas de ter abundantes reservas de lítio, tem que investir em desenvolvimento tecnológico para tornar este mineral mais eficiente em baterias de automóveis.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário