R.B. 18/JUL/17 "Fazendo chacota com a justiça"



"Fazendo chacota com a justiça"

São Paulo, 18 de julho de 2017 (TERÇA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, beneficiada pela valorização das commodities e impulsionada pelas “apostas” de que a taxa básica de juros será cortada em -1,0% na reunião do Copom da próxima semana e (2) o DÓLAR pode cair, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado pelo aumento do fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e “investimentos”.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,3%, em um movimento de realização de lucros após 5 pregões seguido de alta, influenciada pelo recuo das commodities e pela constatação de que denúncia contra Temer será votada, na melhor das hipóteses, apenas em AGO/17 e (2) o DÓLAR subiu 0,1% à R$ 3,18, também em um “ajuste técnico” após fechar o pregão anterior no menor patamar desde 17/MAI/17, seguindo os mesmos motivos que derrubaram a bolsa tupiniquim.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão não operou devido a um feriado nacional e China -1,4%, apesar de o PIB do país, que tem a segunda maior economia do mundo, ter superado as expectativas no último trimestre, (2) da EUROPA, sem uma tendência única, Inglaterra 0,3%, sustentada pelas ações das mineradoras, como Anglo American (1,2%) e Antofagasta (2,3%), porem França -0,1% e Alemanha -0,3%, com os investidores monitorando a retomada das negociações da saída britânica da União Europeia, processo conhecido como Brexit, e influenciados pela divulgação do índice de preços ao consumidor da zona do euro, que ficou aquém do esperado e (3) dos EUA, próximas da estabilidade e com pouca volatilidade, S&P -0,1%, DJ -0,1% e NASDAQ 0,1%, em meio à agenda macroeconômica fraca e à espera de balanços corporativos.

Diante dos crescentes e constantes sinais de queda da inflação, o “mercado”, que agora espera que a taxa básica de juros (atualmente em 10,25%) termine o ano em 8,0%, reduziu, de 3,38% para 3,29%, suas “apostas” para o IPCA de 2017, patamar cada dia mais distante do centro da meta (4,5%), e manteve em 0,34% suas estimativas para o crescimento do PIB tupiniquim neste ano.

“Reforçando as apostas” de um corte de -1,0% da taxa básica de juros na reunião do Copom da próxima semana, o IGP-10 de JUN/17 registrou deflação de -0,84%, o que representa o quarto mês consecutivo de queda e desta vez foi influenciada pelo recuo dos preços de alimentos e combustíveis.

Sustentada pelo bom desempenho do setor agrícola, no primeiro semestre deste ano a economia brasileira gerou um saldo positivo de 67,3 mil postos de trabalho com carteira assinada, o que representa o melhor resultado para o período desde 2014.

Otimista após se reunir ontem com o secretário de Agricultura dos EUA, Sonny Perdue, em Washington, o ministro brasileiro da Agricultura, Blairo Maggi, disse que a carne bovina in natura brasileira pode voltar a ser importada pelo país de Trump em 30 dias.

Com uma média diária de exportações 11,5% maior que na semana anterior, a balança comercial brasileira registrou um superávit (exportações maiores que importações) de US$ 1,3bil na segunda semana de JUL/17, impulsionada principalmente pelo aumento nas vendas de produtos básicos e manufaturados, principalmente, de aviões e óleos combustíveis.

O Mercosul conseguiu eliminar, desde DEZ/16, 42 das 78 barreiras comerciais que ainda existem entre os quatro países do bloco, e o comércio mostra sinais de voltar a crescer depois de dois anos de queda consistente.

“Antes tarde do que nunca” e desdenhando da instabilidade política, o Carrefour Brasil, maior supermercadista em faturamento do país, lançará ações em Bolsa brasileira nesta semana e, ressaltando que o dinheiro captado será usado pela filial brasileira para pagar dívidas com a matriz, a expectativa da empresa é que a demanda será de cerca de 3 vezes o total da oferta.

-    A Petrobras caiu -1,2%, acompanhando a desvalorização dos preços do petróleo (-1,1%) no mercado internacional, diante da estimativa de que a produção de óleo de xisto de 7 grandes campos de petróleo nos EUA subirá em AGO/17.
-    A Vale subiu 0,4%, refletindo a alta dos preços do minério de ferro na China, que também anunciou que a sua produção industrial cresceu 6,9% no segundo trimestre.

Política:

Bandido com “fala mansa”, que aliás é a pior espécie que existe, Palocci, que está enjaulado em Curitiba, “mandou avisar” que pretende contar em acordo de delação premiada a sua versão sobre o episódio da quebra de sigilo bancário do caseiro Francenildo dos Santos Costa, no ano de 2006.

“Fazendo chacota com a justiça”, Lula, que já foi condenado em primeira instancia e deveria se manter “pianinho”, se prepara para iniciar em AGO/17 uma caravana de 20 dias pelo Nordeste, o que marcará a estreia de sua agenda como pré-candidato ao Planalto em 2018.

Relator do processo autorizando as investigações no STF contra Temer, o deputado peemedebista Sergio Zveiter, que obviamente sofreu retaliações do seu partido, já recebeu convites do Podemos e ao PDT para mudar de partido, porem “avisou” que só tomará decisão depois do recesso.

Ao mesmo tempo que Temer “garantiu” que manterá os 4 ministros do PSDB na sua equipe, o Planalto atua para evitar dissidência expressiva na base governista, inclusive no próprio PMDB, na votação final da denúncia em plenário contra o referido presidente, que está marcada para 2/AGO/17, na volta do recesso parlamentar.

Como uma espécie de “resposta mágica” à crise política do país, o parlamentarismo, defendido por figuras como Serra, do PSDB, e Roberto Freire, do PPS, voltou ao debate político, ainda que a viabilidade de implementação desperte ceticismo inclusive entre os referidos entusiastas.

Agora sem cabelo mais ainda mentiroso, o empresário de PowerPoint Eike Batista negou ontem ter pago propina para a Eduardo Cunha para obter recursos do FI-FGTS para a LLX, empresa que criou para investir no Porto do Açu, na região norte-fluminense, durante depoimento na Justiça Federal como testemunha do corretor de valores Lúcio Funaro.

Crítica:

Provando, pela enésima vez, a enorme falta de educação financeira do brasileiro, segundo um estudo divulgado pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, apenas 36% dos mais de R$ 41,8bi já sacados pelos trabalhadores das contas inativas do FGTS foram usados para pagar dívidas.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário