R.B. 27/JUN/17 "Pega ladrão"



"Pega ladrão"

São Paulo, 27 de junho de 2017 (TERÇA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, novamente beneficiada pela valorização das commodities e com os investidores “comemorando” o forte aumento da “apostas” de queda do governo Temer e (2) o DÓLAR pode voltar a cair, acompanhando a esperada melhora do “humor” na bolsa brasileira e diante de um ambiente de juros baixos ao redor do mundo, por conta da mensagem dos principais BCs de que as taxas continuarão baixas por um longo período.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,8%, recuperando as perdas da abertura, acompanhando o desempenho ascendente das principais bolsas mundiais, beneficiada pela valorização das commodities e impulsionada principalmente pelo aumento das “apostas” de queda do governo Temer e (2) o DÓLAR caiu -1,2% à R$ 3,30, seguindo os mesmos motivos que animaram a bolsa brasileira e também influenciado pela trajetória internacional da moeda norte-americana.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, em um dia de agenda fraca, Japão 0,1% e China 0,9%, beneficiadas pela recuperação dos preços das commodities, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,3%, França 0,6% e Alemanha 0,3%, com destaques de alta para as ações dos bancos, como Unicredit (2,2%), HSBC (1,2%), Commerzbank (2,2%) e Société Générale (1,1%), após a notícia de que o governo italiano ofereceu recursos dos contribuintes para salvar o frágil sistema financeiro do país e (3) dos EUA, sem uma tendência única, S&P 0,1%, DJ 0,1% e NASDAQ -0,3%, divididas entre o avanço de ações de concessionárias e que pagam dividendos, mesmo após alguns indicadores modestos da economia do país, e o recuo dos papéis do setor de tecnologia, que realizam lucros recentes.

Bastante pessimista com o futuro do Brasil, Luis Stuhlberger, um dos mais prestigiados e bem-sucedidos gestores do país, que administra um patrimônio de quase R$ 21bi, afirmou que (1) no fundo do poço do Brasil existe um "alçapão", (2) a situação fiscal, econômica e do presidencialismo de coalizão adotado por aqui é um copo muito prestes a transbordar, (3) o PIB potencial do Brasil é muito baixo, chegando a 2% com muito otimismo e (4) sua carteira de investimentos atualmente está focada em NTN-Bs de prazos mais curtos, que pagam IPCA + uma taxa pouco acima de 5,5%.

Perdendo cada dia mais sua credibilidade, algo totalmente esperado diante da sua insistência de se manter no governo de um bandido, Meirelles, ministro brasileiro da Fazenda, afirmou ontem no final do dia, voltando atrás no que tinha dito na parte da manhã, que a retenção do FGTS dos trabalhadores demitidos sem justa causa para economizar com pagamento do seguro-desemprego está descartada.

Influenciado pela crescente piora do cenário político tupiniquim, o “mercado” reduziu, desta vez de 0,40% para 0,39%, sua “aposta” para o desempenho do PIB brasileiro neste ano e derrubou, de 3,64% para 3,48%, sua previsão para a inflação de 2017, patamar cada dia mais distante do centro da meta (4,5%) e que estimula novos cortes na taxa básica de juros pelo Copom.

Cobertos de razão, investidores e analistas do mercado financeiro tupiniquim passaram a descartar a aprovação de uma reforma da Previdência robusta pelo governo Temer e agora projetam alterações profundas nas regras de aposentadorias apenas a partir de 2019, com um novo presidente e principalmente um novo Congresso Nacional.

Com o “castelo de cartas do amigo do Lula ruindo rapidamente”, a J&F Investimentos fechou um acordo de confidencialidade para possível venda de sua participação na Alpargatas, que é dona da marca Havaianas, para a Cambuhy, que é o veículo de investimentos da família Moreira Salles.

Impulsionada principalmente pelas exportações de produtos básicos, que cresceram 31,9% na comparação com o mesmo período de 2016, na semana passada a balança comercial brasileira registrou um superávit de R$ 1,7bi.

Política:

Como quem grita “pega ladrão” apontando o dedo para o presidente do país, ontem Rodrigo Janot, procurador-geral da República, denunciou formalmente Temer e seu ex-assessor Rodrigo da Rocha Loures ao Supremo Tribunal Federal sob acusação de corrupção passiva.

Destruindo os argumentos da defesa do presidente, segundo o laudo de 123 páginas feito pelos peritos criminais do Instituto Nacional de Criminalística, "não foram encontrados elementos indicativos" de que a gravação da conversa entre o picareta Joesley e o gangster Temer e, para piorar ainda mais a situação, foram revelados trechos ainda mais comprometedores.

Doria, prefeito de SP que parecido com a Hilary Clinton e que é “como o cara que fuma 3 maços de cigarro por dia e fala que não é viciado”, segue defendendo a permanência do PSDB na base aliada de Temer em troca do apoio do PMDB ao candidato tucano à presidência em 2018.

Assim como um chefe de quadrilha, que ele realmente é, ontem Temer “garantiu”, para começar a semana na qual ele será formalmente denunciado, que seu governo está "na rota da superação”, que nada destruirá nem ele nem seus ministros e que sua agenda para o país é a mais ambiciosa de muito tempo.

Após a denúncia contra Temer, o ministro Edson Fachin, relator do inquérito no STF, deve decidir quando enviará a questão para a Câmara dos Deputados, que precisa dar o aval, com o voto de no mínimo 342 deputados, para o Supremo decidir se abre ou não um processo contra o presidente.

Ressaltando que o referido “ex-queridinho dos banqueiros do Itaim Bibi” agiu de forma ameaçadora e arrogante ao propor sua delação premiada, ontem o Juiz Moro condenou Palocci a mais de 12 anos de prisão por coordenar o pagamento de cerca de R$ 130 milhões de propina da Odebrecht para o PT.

Depois da condenação do ex-ministro Palocci pelo Juiz Moro, que foi muito bem recebida pelo “mercado”, crescem as “apostas” de que o ex-presidente Lula, maior bandido da história do Brasil, será "o próximo da fila", o que eliminaria suas possibilidades de voltar a presidência do país nas eleições de 2018.

Mostrando “nível” do time de Temer e comprovando pela enésima vez que é nos gabinetes de Brasília que estão os grandes traficantes do país, o avião de foi interceptado no domingo pela Força Aérea Brasileira com 600 kg de cocaína saiu de uma propriedade de Blairo “motosserra” Maggi, atual ministro da Agricultura.

Crítica:

Poucos anos depois do país gastar bilhões com estádios de futebol inúteis, que atualmente já apodrecem e dão prejuízo, o setor agrícola brasileiro, que tem capacidade de estocar apenas 68% de sua produção de grãos, tem que guardar mais de 30% da sua safra de grãos ao relento, isto sem falar na falta de ferrovias, das estradas intransitáveis e dos portos abarrotados.

Falando algo que é crime e que deveria leva-lo para a cadeia caso o Brasil fosse um país sério, o presidente do PT do Rio, Washington Quaquá, divulgou ontem uma nota em que prega "confronto popular aberto nas ruas" caso Lula seja condenado pelo juiz Sergio Moro.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário