R.B. 28/JUN/17 "Comparsa de Temer"



"Comparsa de Temer"

São Paulo, 28 de junho de 2017 (QUARTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, ainda com “boas chances” zerar nesta semana os ganhos acumulados no ano (2,4%), prejudicada cada dia mais com a insistência de Temer de se manter no poder, o que certamente acabará com as chances de avanço das reformas e afugentará investidores externos e (2) o DÓLAR pode subir, rumo aos R$ 3,35, influenciado pelo mesmo motivo que deve derrubar a bolsa brasileira e elevar o fluxo negativo de recursos externos, que também é impactado pelos problemas enfrentados pelas exportações de carne.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,8% mesmo diante da valorização das commodities, influenciada negativamente pela intensificação dos problemas políticos tupiniquins, diante dos “temores” de que Temer fará qualquer coisa para se manter no poder e (2) o DÓLAR subiu 0,4% à R$ 3,31, impulsionado pelos mesmos motivos que derrubaram a bolsa tupiniquim, mesmo diante do enfraquecimento generalizado da moeda norte-americana frente as principais moedas do mundo.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,4%, impulsionada principalmente pelas exportadoras, como Fujitsu (3,1%) e China 0,2%, com destaque para alta de ações dos bancos, como China Merchants Bank (5,7%) e Hua Xia Bank (1,0%), (2) da EUROPA, Inglaterra 0,2%, França -0,7% e Alemanha -0,8%, pressionadas pelo discurso do presidente do BC europeu, Mario Draghi, sinalizando a possibilidade de retirada dos estímulos na região e (3) dos EUA, realizando lucros históricos, S&P -0,8%, DJ -0,5% e NASDAQ -1,6%, prejudicadas por preocupações crescentes por parte dos investidores em relação à agenda de reformas proposta pelo presidente Trump, diante do adiamento da votação do projeto dos senadores republicanos de reforma no sistema de saúde do país, que estava previsto para ocorrer nesta semana.

Segundo o economista André Lara Resende, ex-diretor do BC e um dos formuladores do Plano Real, o Brasil está há mais de 20 anos com uma taxa de juros absurdamente alta, que causa perplexidade a todo mundo, mas mesmo assim economistas e gestores públicos continuam insistindo.

“Comparsa de Temer”, assim como todos que ainda insistem em defende-lo ou permanecer ao seu lado, Dyogo Oliveira, ministro do Planejamento, alertou que a situação fiscal do Brasil continua "gravíssima", admitindo que há um cenário de fragilidade fiscal no País que tem levado a déficits cada dia mais elevados.

Com potencial para “aquecer” um pouco os índices de inflação, ontem, após o fechamento do pregão, a distribuidora AES Eletropaulo anunciou que as suas tarifas subirão 5,15% para clientes residenciais e 2,47% para industriais a partir de 4/JUL/17.

Como um “Robin Hood às avessas”, que tira dos pobres para dar aos ricos, apenas em 2016 o presidente Temer e a ex-presidenta Dilma concederam irregularmente R$ 377,8bi em incentivos tributários para grandes empresas “amigas do poder”, valor que superou a soma dos gastos com saúde e educação e representa 45% das despesas com a Previdência.

Influenciada principalmente pela debandada dos “gringos” da bolsa tupiniquim (US$ -8,5bi), segundo dados oficiais do BC nos 23 primeiros dias de JUN/17 a saída de dólares do Brasil superou a entrada em US$ 5,3bi.

Usando pesos e medidas inexplicáveis, o CADE, que este ano aprovou a absurda compra da Cetip pela Bovespa, consolidando o monopólio do mercado de capitais tupiniquim, decidiu ontem reprovar a compra da rede de ensino Estácio pela Kroton, que criaria um gigante do ensino superior avaliado em R$ 30bi.

-    A Apple caiu -1,4% na bolsa de NY, mesmo após Mark Zuckerberg, seu fundador e presidente-executivo, anunciar que a referida rede social alcançou a marca de 2bi de usuários por mês.
-    o Google caiu -2,5% na bolsa de NY, prejudicado pelo anúncio de que a empresa recebeu a multa recorde de quase R$ 9bi da União Europeia por favorecer ilegalmente seu mecanismo de comparação de preços de produtos.

Política:

Cercado por seus comparsas do PSDB do PMDB e de outros partidos de aluguel, ontem, em resposta às graves denúncias apresentadas contra ele pelo ministério a Público e pela Polícia Federal, o presidente Temer optou por desqualificar Rodrigo Janot, atacar o delator Joesley Batista.

Atendendo aos interesses dos grandes empresários brasileiros e prejudicando os pequenos, a proposta do Senado de reincluir na desoneração da folha de pagamentos 6 setores econômicos deverá custar R$ -3,4bi por ano aos cofres do governo federal.

Comprovando a urgência de se fazer uma reforma, que está praticamente descartada já que Temer está 100% preocupado em se manter no poder, segundo projeções do governo o déficit da Previdência Social, que neste ano será de R$ 184bi, alcançará R$ 202bi no ano que vem, mais do que o valor gasto com saúde ou em investimentos públicos.

Provando, pela enésima vez, que “o Brasil é o pais dos absurdos”, ontem a Justiça do Distrito Federal autorizou que o deputado peemedebista Celso Jacob, que está cumprindo prisão em regime semiaberto, frequente a Câmara e exerça seu mandato.

Como precisam de bastante dinheiro para comprar votos de eleitores picaretas e assim se reelegerem, mantendo o vergonho foro privilegiado, ontem, em reunião da qual participaram o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Eunício Oliveira, os parlamentares começaram a negociar o retomo da liberação de financiamento de campanhas políticas por empresas.

Reagindo às novas críticas do senador peemedebista Renan Calheiros ao presidente Temer, o também senador peemedebista Romero Jucá voltou a colher assinaturas para destituir o alagoano da liderança do partido no Senado.

Obtida já nas etapas finais da ação penal contra o ex-presidente Lula, a confissão do empreiteiro Léo Pinheiro, da OAS, deve ser um dos principais elementos para a condenação do petista pelo juiz Sergio Moro, caso sejam aceitos os argumentos do Ministério Público Federal.

Crítica:

Já que acredita que ainda tem bastante “credito na praça”, já que banca campanhas e dá carona em seus jatinhos para ministros, juízes e até para o presidente, Joesley Batista ingressou com pedido para anular o bloqueio de R$ 800mi em suas contas, que fora autorizado pela Justiça Federal em SP no final do mês passado.

Com aquela que já foi chamada de cidade maravilhosa pagando uma conta estratosférica pela “aventura estúpida” de ter uma Olimpíada, ontem a Assembleia Legislativa do RJ aprovou a lei de diretrizes orçamentárias que prevê um déficit de R$ 20,3bi para 2018.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário