R.B. 21/JUN/17 "Velha e falida"



"Velha e falida"

São Paulo, 21 de junho de 2017 (QUARTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, com “boas chances” de zerar a valorização ainda acumulada no ano (0,9%), pressionada pela intensificação dos mesmos motivos que causaram a baixa de ontem e (2) o DÓLAR pode subir, agora rumo aos R$ 3,50, novamente seguindo a piora do “humor” na bolsa tupiniquim e cada dia mais impulsionado pela crescente saída de recursos do país.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -2,0%, para fechar na mínima do dia, prejudicada pelo recuo das commodities, acompanhando as perdas das demais bolsa mundiais e principalmente pressionada pelo crescente aumento da crise política tupiniquim e (2) o DÓLAR subiu 1,2% à R$ 3,32, recuperando facilmente o patamar dos R$ 3,30, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e acompanhando a piora do “humor” na bolsa brasileira.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão 0,8%, no maior patamar desde AGO/15, já que a desvalorização da moeda local (o iene) beneficiou as ações de exportadoras e China -0,2%, realizando lucros do pregão anterior, principalmente nas ações de tecnologia e eletrônicos, (2) da EUROPA, devolvendo os ganhos do pregão anterior, Inglaterra -0,7%, França -0,3% e Alemanha -1,0%, pressionadas pelas ações dos bancos, após o presidente do BC Inglês, Mark Carney, ter dito que não está inclinado a um novo aperto monetário e (3) dos EUA, em um movimento de “acomodação” após fecharem nos maiores patamares da história, S&P -0,7%, DJ -0,3% e NASDAQ -0,8%, com destaques de queda para as ações das petrolíferas, como ExxonMobil (-0,5%) e Chevron (-0,9%), diante do declínio considerável dos preços do petróleo (-1,9%).

Com os investidores cada dia mais preocupados com o excesso de oferta global no mercado de petróleo, mesmo após o cartel da OPEP ter concordado em estender o acordo de corte na produção até o primeiro semestre de 2018, a referida commoditie recuou -1,9% e, aos US$ 46,02, está no menor patamar dos últimos 7 meses.

Surpreendendo positivamente, já que o “mercado” esperava 15mi, a economia brasileira, impulsionada principalmente pelo setor agrícola, o Ministério do Trabalho anunciou ontem que em MAI/17 foram criadas 34,2 mil vagas com carteira assinada no país, o que representa o melhor resultado para o mês desde 2014.

Ampliando a “velha e falida” política tupiniquim na qual o Estado é o principal financiador do setor produtivo, o BNDES e o Banco do Brasil anunciaram ontem trabalham para desenvolver uma nova linha para pequenas e médias empresas.

Apesar de ser o principal gargalo da economia tupiniquim, que prejudica o desenvolvimento e desestimula novos investimentos, entre ABR/16 e ABR/17 o setor de infraestrutura brasileiro cortou 118 mil de vagas, o que corresponde a uma retração de -14,7% do total de empregados na comparação anual.

Indicando que o país ainda segue “cavando o fundo do poço”, em MAI/17 a arrecadação do governo federal brasileiro, prejudicada principalmente pela queda nas receitas pagas pela indústria, caiu em termos reais (já descontando a inflação) -0,96% na comparação com MAI/16 e assim atingiu o menor patamar para o referido mês desde MAI/10.

Fruto, segundo o Instituto Aço Brasil, de uma base muito fraca de comparação, nos 5 primeiros meses deste ano o consumo aparente (produção interna mais importações) de aço no país aumentou 2,3% em relação ao mesmo período de 2016.

Confirmando o sucateamento do setor no país, que é o inventor do produto e que já foi referência mundial na atividade, no primeiro trimestre de 2017 as importações brasileiras de etanol dispararam 403% na comparação com o mesmo período de 2016.

Prejudicando ainda mais o setor pecuarista tupiniquim, que já sofre com os escândalos da operação carne fraca e com as denúncias contra a Friboi, os produtores dos EUA, após um período de queda no rebanho e oferta menor de carne bovina, se recuperaram e agora querem se posicionar melhor no mercado externo, com foco principalmente na China, que atualmente é o maior comprador de proteína animal brasileira.

Política:

Confirmando o crescente enfraquecimento do presidente Temer, que está passeando e ao mesmo tempo envergonhando o país na Rússia, foi derrotada ontem a Comissão de Assuntos Sociais do Senado, por 10 votos contra a 9 votos à favor, a proposta de reforma trabalhista do governo.

Depois de derrotar o governo na Comissão de Assuntos Sociais, senadores da oposição se reuniram na liderança do PMDB com Renan Calheiros para contar quantos votos o grupo tem para barrar a reforma trabalhista no plenário do Senado.

Provavelmente colocando mais “amigos dos monopólios” para integrarem o órgão que deveria fazer o oposto, ontem o plenário do Senado aprovou as 2 indicações do presidente Temer para o Conselho Administrativo de Defesa Econômica, ambos sem nenhuma experiência na área, já que são egressos do Tribunal de Contas da União e têm formação e carreira na administração pública, com passagem por ministérios e pelo Senado.

Esperando apenas o OK de Doria para deixar a base aliada, o senador Tasso Jereissati, presidente do PSDB, afirmou ontem que o governo Temer "falhou" ao deixar a oposição vencer na votação da reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Sociais do Senado.

Provando mais uma vez que, para quem não tem caráter, o crime compensa bastante no Brasil, apenas ontem os ministro do Supremo (1) mandaram soltar a irmã picareta de Aécio, (2) decidiram adiar o pedido de prisão do referido banido tucano e (3) tiraram as investigações contra Lula ligadas à Odebrecht das mãos do juiz Sergio Moro.

Fazendo história, já que é a primeira vez que isto ocorre com um presidente no cargo, o Relatório preliminar da Polícia Federal referente à investigação sobre Temer e seu ex-assessor Rodrigo Rocha Loures concluiu que houve a prática de corrupção passiva e crime de obstrução de Justiça.

Complicando cada dia mais a vida do bandido que preside o Brasil, na sexta-feira passada, em depoimento à Polícia Federal, Joesley Batista, delator e um dos donos da Friboi, afirmou que soube por Geddel Vieira Lima que o presidente Temer "pressionou" a ex-presidente do BNDES Maria Silvia para favorecer o seu frigorífico.

Sem nenhuma vergonha na cara, o procurador-geral de Justiça de MG, Antônio Sérgio Tonet, encaminhou à Assembleia Legislativa um projeto de lei para alterar o quadro de serviços auxiliares do Ministério Público estadual, extinguindo 825 cargos de provimento efetivo (via concurso) e criando 800 por recrutamento (por indicação).

Crítica:

Com os consumidores desenvolvidos percebendo cada dia mais que é possível assistir televisão sem ter que pagar para ver anúncios, nos EUA, pela primeira vez na história, o número de usuários da Netflix superou os assinantes TV.

“Empobrecendo cada dia mais o país”, segundo dados oficiais da Receita Federal, que devem ser bem menores que a realidade, nos últimos 3 anos, quando a crise política tupiniquim se intensificou, as declarações de saída definitiva do Brasil cresceram 81% na comparação com os 3 anos anteriores.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário