R.B. 4/MAI/17 "O que é nosso é o imposto"



"O que é nosso é o imposto"

São Paulo, 4 de maio de 2017 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, com “boas chances” de fechar a semana acima dos 67.000pts, animada com a aprovação da reforma da previdência na comissão especial que discute o assunto na Câmara e acompanhando o bom desempenho das principais bolsas mundiais e (2) o DÓLAR pode cair, para testar o “suporte” dos R$ 3,15, seguindo os mesmos motivos que devem animar a bolsa tupiniquim e também influenciado pelo fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e “investimentos”.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA -0,9%, acompanhando a realização de lucros das principais bolsas mundiais, prejudicada pelo recuo das commodities, que derrubou principalmente a Vale (5,4-%) e influenciada pela repercussão negativa da decisão do Supremo de soltar José Dirceu e (2) o DÓLAR subiu 0,1% à R$ 3,16, após um dia bastante volátil, no qual foi influenciado pelos mesmos motivos que derrubaram a bolsa tupiniquim e também seguiu a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, com poucos negócios, Japão não operou devido a feriado local e China -0,3%, em meio a temores renovados com a postura de Pequim em relação a negócios especulativos e à espera da decisão de política monetária do Fed (“BC” dos EUA), (2) da EUROPA, sem uma tendência única e próximas da estabilidade, Inglaterra -0,2%, França -0,1% e Alemanha 0,2%, influenciadas negativamente por balanços ruins e pelo recuo dos preços do minério e positivamente pelo crescente aumento das “apostas” de que vitória de Emmanuel Macron nas eleições francesas pelo anúncio de que o PIB da zona do euro cresceu 0,5% no primeiro trimestre e (3) dos EUA, também sem uma tendência única e próximas da estabilidade, S&P -0,1%, DJ 0,1% e NASDAQ -0,4%, divididas entre o bom desempenho das ações dos bancos e as perdas das ações do setor de mineração.

Ontem, conforme esperado por 99% do “mercado”, o FED (“BC” norte-americano) manteve os juros hoje na faixa entre 0,75% e 1,00%, sem dar nenhum indício concreto sobre quando será a próxima alta e também sem mencionar um eventual cronograma para a redução do seu enorme balanço patrimonial, o que era esperado por alguns analistas e por ajudar a conter a tendência internacional de valorização da moeda norte-americana.

Referendando as palavras otimistas ditas por Meirelles no começo desta semana, ontem, de forma agora oficial, equipe econômica do presidente Temer anunciou que “aposta” que a economia brasileira cresceu 0,8% no primeiro trimestre em relação ao trimestre anterior, ressaltando também que por conta disto já avalia a possibilidade de elevar a projeção oficial para o crescimento do PIB tupiniquim neste ano, atualmente em 0,5%.

-    Saindo aos poucos do “fundo do poço”, em MAR/17 a produção da indústria tupiniquim cresceu 1,1% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Apresentando um sinal positivo da economia tupiniquim, por conta das expectativas de redução da inadimplência, de queda da taxa de juros e de retomada da atividade, os 3 maiores bancos privados do país (Itaú, Bradesco e Santander) já começaram a diminuir suas reservas contra calotes de clientes.

Finalmente se modernizando e percebendo que “o que é nosso é o imposto”, ontem, pela primeira vez em 11 anos, o governo federal anunciou que vai leiloar blocos com potencial de reservas no pré-sal sob o regime de concessão, que é aquele que não impõe participação da Petrobrás no contrato.

Mostrando como a burocracia tupiniquim atrapalha o desenvolvimento do país, ontem, apenas após 2 longos anos de espera, finalmente a Susep concluiu a regulamentação do seguro de longevidade, que permitirá que os fundos de pensão terceirizem o risco de ter custos extras caso seus beneficiários vivam mais que o previsto.

-    Voltando a “apostar no Brasil”, Carla Lacerda, presidente da norte-americana Exxon no país, afirmou que a companhia vai participar dos leilões de petróleo previstos para este ano.

-    O Facebook caiu -0,6% ontem na bolsa de NY, porem após o fechamento do pregão a “admirável empresa” anunciou que registrou uma alta de 76,6% em seu lucro trimestral, impulsionado principalmente pelo crescimento robusto de suas operações de publicidade para dispositivos móveis.
-    A Apple caiu -0,3%, na bolsa de NY, mesmo após divulgar um lucro trimestral acima do esperado, já que a receita ficou aquém das expectativas por conta da retração das vendas do iPhone.
-    O Itaú caiu -1,7%, realizando lucros recentes, já que acumula alta de 18,5% em 2017 e de 46,7% em 12 meses, mesmo após anunciar que teve lucro líquido de R$ 6,2bi no primeiro trimestre deste ano, o que representa um aumento de 18% sobre o mesmo período de 2016 e ficou em linha com as “apostas do mercado”.
-    A Embraer avançou 3,6%, após o JPMorgan avaliar que as quedas recentes do papel foram exageradas, apesar dos resultados fracos do primeiro trimestre, e recomendar compra da ação.

Política:

Antes tarde do que nunca, ontem à noite, mesmo com a pressão irracional da “oposição xiita” e daqueles que não sabem fazer contas, o texto-base da reforma da Previdência foi aprovado, por 23 votos a 14, na comissão especial que discute o assunto na Câmara.

Desafeto histórico de seu correligionário Temer, o senador peemedebista Renan Calheiros, que ainda se mantem líder do PMDB no Senado, já deixou bem claro que fará o que for possível para atrasar a votação da reforma trabalhista no plenário da Casa.

De forma hábil, já que sabe que existe uma maioria de “petistas de toga” na segunda turma do STF, o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo, negou habeas corpus a Antonio Palocci e empurrou para o plenário, que é composto por 11 ministros da corte, a decisão final sobre o tema.

Conforme já era esperado, ontem, já sabendo da decisão da segunda turma do STF de soltar seu comparsa José Dirceu, o petista e presidiário Palocci rompeu o contrato com seus advogados que são especialistas em delação.

Incansável, Dória, prefeito de SP, pretende anunciar nos próximos dias a maior doação do setor privado já registrada na história da capital que, segundo “rumores”, será de R$ 300mi e se destinará para a área de tecnologia.

Com a aprovação das mudanças na Previdência na comissão especial da Câmara, deputados da base do presidente Temer, inclusive do PMDB, defendem agora que a proposta só vá para o plenário depois que o Senado votar a reforma trabalhista.

Desrespeitando a lei que eles deveriam fazer cumprir, ontem, em busca da manutenção de regalias e privilégios, agentes penitenciários invadiram de forma violenta a sessão da Comissão da Reforma da Previdência.

Crítica:

Provando mais uma vez que “é otário o empresário tupiniquim que paga seus impostos em dia”, ontem Alckmin, governador tucano de SP, anunciou um pacote de medidas para regularização e parcelamento de dívidas com o fisco estadual que, além de conceder novas isenções, reduz em -75% a multa e em -60% os juros das dívidas do ICMS para pagamentos à vista e respectivamente -50% e -40% se o débito for parcelado em até 60 vezes.

Conforme já era esperado, os criminosos investigados pela operação de hoje da Policia Federal, chamada de  Asfixia, usaram a “malandra lei” de anistia à recursos não declarados no exterior para repatriar dinheiro de propina.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário