R.B. 15/MAI/17 "Andam bem na frente"



"Andam bem na frente"

São Paulo, 15 de maio de 2017 (SEGUNDA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, mesmo após fechar o pregão anterior no maior patamar desde 22/FAV/17 (aos 68.222pts), impulsionada por boas notícias corporativas e beneficiada principalmente pela boa valorização das commodities e (2) o DÓLAR pode voltar a cair, para fechar em território negativo pelo quinto pregão consecutivo, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e seguindo a esperada melhora do “humor” na bolsa tupiniquim.

Sexta-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,0%, para fechar em território positivo pelo quarto pregão consecutivo, com bom volume de negócios (R$ 9,8bi), impulsionada pelo anúncio da compra da XP pelo Itaú (1,0%) e pelo ótimo resultado apresentado pela Petrobrás (4,2%) e (2) o DÓLAR caiu -0,7% à R$ 3,12, para fechar a semana registrando a maior baixa semanal desde 18/DEZ/16, novamente acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e desta vez também pressionado por um leilão de venda do BC.

Também sexta-feira, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão -0,4%, seguindo o tom negativo dos mercados acionários de NY no dia anterior, que recuaram influenciadas principalmente pela forte queda de ações de grupos varejistas e China 0,7%, recuperando perdas recentes, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,7%, França 0,4% e Alemanha 0,6%, beneficiadas pela divulgação de bons resultados de empresas e também impulsionadas pela divulgação de que o PIB alemão cresceu 0,6% no primeiro trimestre deste ano, patamar acima do esperado e (3) dos EUA, revertendo uma abertura positiva e realizando lucros recentes, S&P -0,1%, DJ -0,1% e NASDAQ -,1%, prejudicadas pela divulgação de dados econômicos piores do que o esperado, como as vendas do varejo e a inflação ao consumidor.

Segundo Zeina Latif, economista-chefe da XP Investimentos que agora pertence ao Itaú e que por este motivo terá que ser mais “contida e política” em suas declarações, (1) mesmo com a aprovação da reforma da Previdência, o próximo presidente do país precisará dar continuidade aos ajustes na área fiscal, (2) há risco de "nomes esquisitos" na campanha eleitoral do ano que vem e (3) o Copom cortará a Selic em -1,25% na sua reunião que ocorrerá no final deste mês.

Apesar de reconhecer que já existem sinais claros de recuperação econômica e de controle da inflação, Rafael Guedes, diretor-executivo da Fitch Ratings, ressaltou que a reforma previdenciária é o aspecto central a ser levado em conta pelos analistas da Fitch na reavaliação da nota de crédito do Brasil.

Provando, pela enésima vez, qual a real vocação tupiniquim, segundo um estudo feito pela consultoria Tendências, neste ano de 2017 o setor agropecuário representará 75% do desempenho do PIB brasileiro, o que é o maior peso em 18 anos.

Registrando o pior desempenho em 5 anos, em MAR/17 o setor de serviços do Brasil se contraiu -2,3% na comparação com FEV/17, patamar bem pior do que o esperado pelo “mercado” (-1,6%) e que interrompeu 4 meses seguidos de ganhos ou estabilidade.

Causando uma projeção de redução de -8,0% nas vendas deste ano na comparação com o mesmo período de 2016, 25% dos consumidores paulistanos afirmaram que não dariam presentes no dia das mães deste ano, sendo que 45% destes citaram como motivo o endividamento e as dificuldades financeiras.

Como, assim como é a bolsa com a economia real, “andam bem na frente” do mercado físico, os fundos Imobiliários, que tiveram um péssimo desempenho entre 2013 e 2015, já começaram a se recuperar e se tornam uma excelente alternativa de investimento diante da queda da taxa de juros e dos sinais de retomada da atividade econômica.

Indicando que os investimentos no mercado imobiliário físico ainda tem pouca atratividade, em MAR/17 o percentual do valor do imóvel financiado pelos bancos atingiu o menor nível em 10 anos (58,2%), diante de uma combinação de mais cautela das instituições na concessão de crédito e incertezas em relação ao preço das propriedades.

Dando mais uma prova de que o setor ainda está longe do fundo do poço, segundo a  Caixa Econômica Federal, responsável pela maior parte do crédito para casa própria no país, em 2016 as retomadas de imóveis por falta de pagamento cresceram 80,9% na comparação com 2015 e seguem em ritmo acelerado nos primeiros meses de 2017.

-    A Microsoft recuou -0,1% na bolsa de NY, em um dia em que um ataque cibernético afetou dezenas de países pelo mundo, porem a empresa deve se beneficiar da necessidade de atualização de seu sistema como forma de barra estes ataques.
-    A ArcelorMittal recuou -8,2% na bolsa de Londres, mesmo após anunciar que registrou um lucro líquido uma vez maior no período.
-    A Petrobras disparou 4,2%, após anunciar um lucro líquido de R$ 4,4bi no primeiro trimestre deste ano, ante prejuízo de R$ -1,3bi no mesmo período de 2016, o que superou as “apostas do mercado” (R$ 2,0bi) e, após o fechamento do pregão foi divulgado o Conselho Administrativo de Recursos Fiscais decidiu a favor da companhia em processo que envolvia a cobrança de R$ 5,8bi em impostos.
-    A Vale recuou -1,3%, em linha com a queda de outras mineradoras pelo mundo, diante da baixa do minério de ferro.
-    A JBS caiu -2,9%, diante da deflagração da operação Bullish, da Polícia Federal, que investiga irregularidades no repasse de R$ 8,1bi do BNDES à empresa.

Política:

Lutando com armas, lícitas e ilícitas, para alcançar os votos necessários para aprovar a reforma da Previdência no plenário da Câmara, Eliseu Padilha, ministro da Casa Civil, afirmou que o governo Temer não está mais disposto a fazer concessões.

Dando um “tiro no pé”, o PMDB, partido do presidente Temer, fez uma enquete em seu site no qual pedia a opinião dos internautas sobre o texto da reforma da Previdência aprovado em comissão especial da Câmara, porem, até o fim da tarde de ontem, 97% dos votos computados (quase 33,5 mil) se declaravam contra a proposta.

Jogando a toalha, Marcos Pereira, ministro da Indústria, avisou a Temer que o seu partido, PRB, não fechará questão a favor da reforma da Previdência, ressaltando que, embora a maioria dos 23 deputados de sua bancada apoie a proposta, alguns parlamentares estão irredutíveis.

Disposta a turbinar ainda mais a estatal mais incompetente e corrupta do Brasil, a deputada petista Maria do Rosário apresentará esta semana um projeto de lei para ampliar a destinação de verbas federais aos Correios, que se o país fosse sério já estaria privatizado.

Após classificar Lula como um mentiroso que, de forma canalha e covarde, imputa à esposa falecida crimes que ele cometeu, Dória, prefeito de SP, afirmou que seria melhor o referido petista participar das eleições presidenciais do ano que vem para assim evitar sua "martirização".

Mostrando o tamanho da corrupção petista, segundo um levantamento superficial feito apenas com base em relatos de delatores, somente entre 2009 e 2013 a Odebrecht abasteceu as contas do PT com R$ 323,5mi em propina.

Orientado a baixar o tom de seus discursos, evitando falas raivosas contra determinados grupos ou colegas da Câmara, Bolsonaro, de olho na eleição presidencial de 2018, está produzindo um documentário sobre sua carreira política que tem o objetivo de construir um vestal de estadista para o deputado, amenizando o extremismo que o projetou.

Crítica:

Na maior cara-de-pau, Mantega, ex-ministro da Fazenda de Dilma e responsável direto por decisões que causaram milhões de desempregados e levaram a economia tupiniquim a registrar a maior recessão da sua história, afirmou que as acusações da Operação Lava Jato estão transformando sua vida em um inferno.

Principais beneficiários da safadeza ocorrida no BNDES durante os governos Lula e Dilma, a J&F, dona da empresa JBS e que, com dinheiro “barato e fácil”, se tornou uma das maiores processadoras de proteína animal do mundo, se movimenta para abrir negociação de acordo de delação e leniência com o Ministério Público.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário