R.B. 11/MAI/17 "Uma boa parte da culpa na mulher falecida"



"Uma boa parte da culpa na mulher falecida"

São Paulo, 11 de maio de 2017 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, mesmo após fechar o pregão anterior no maior patamar desde 22/FEV/17, seguindo a valorização das principais bolsas mundiais e das commodities e impulsionada pelo aumento das “apostas” de corte mais intenso da taxa básica de juros e pela melhora do clima político tupiniquim e (2) o DÓLAR pode voltar a cair, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana, porem deve-se ressaltar que o patamar começa a ficar atraente para compras, principalmente diante de um cenário de alta dos juros nos EUA e de queda de Selic no Brasil.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,6%, para fechar o dia acima dos 67.000pts (aos 67.350pts), com bom volume de negócios (R$ 8,5bi), beneficiada pelo aumento das “apostas” de aprovação da reforma da Previdência e também acompanhando a valorização das commodities e a melhora do “humor” nas principais bolsas mundiais e (2) o DÓLAR -0,5% à R$ 3,15, seguindo os mesmos motivos que animaram a bolsa tupiniquim e também influenciado pelo anuncio de uma captação externa do BNDES.T

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão 0,3%, no maior patamar em 17 meses,  graças a balanços positivos de empresas domésticas e China -0,9%, no menor patamar em 6 meses, novamente diante de temores de que Pequim endureça ainda mais sua postura contra fundos de investimento, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,6%, França 0,1% e Alemanha 0,1%, influenciadas positivamente pela valorização do petróleo, pelo bom desempenho das ações das empresas do setor financeiro e por um discurso de Mario Draghi afirmando que a economia da zona do euro tem melhorado e (3) dos EUA, sem uma tendência única, porém com o S&P fechando no maior patamar da história, S&P 0,1%, DJ -0,2% e NASDAQ 0,1%, divididas entre o bom desempenho das ações do setor de energia, diante do anúncio de que os estoques de petróleo do país diminuíram mais do que o previsto, e as perdas das ações da Walt Disney (-2,4%) e da Boeing (-1,2%), que divulgaram resultados abaixo do esperado.

Mais uma vez fazendo um importante alerta, ontem Meirelles, ministro brasileiro da Fazenda, afirmou que, apesar dos sinais claros da retomada do crescimento na economia tupiniquim, a aprovação das reformas da Previdência e Trabalhista são fundamentais para dar segurança e tranquilidade para os investidores “apostarem” no país.

Como a inflação tupiniquim está 99,9% controlada e a economia do país segue apresentando um péssimo desempenho, são cada dia maiores as “apostas” de que na próxima reunião do Copom, que acontecerá no final deste mês, a referida autoridade monetária brasileira reduzirá a taxa básica de juros em pelo menos -1,25%, doas atuais 11,25% para 10% ao ano.

Cada dia mais influenciado pelo péssimo desempenho da economia tupiniquim, o IPCA de ABR/17, diante da redução dos preços dos alimentos, apontou inflação de apenas 0,14% e com isto o referido indicador acumula uma alta de 4,08% nos últimos 12 meses, patamar abaixo do centro da meta de 4,5% pela primeira vez nos últimos 7 anos.

Com o objetivo de atrair cerca de R$ 25bi em recursos para o setor, o presidente Temer assinou na tarde de ontem um decreto com novas regras para facilitar a execução de investimentos privados nos portos tupiniquins.

Mostrando que além de ineficiente e corrupto é cada vez mais caro, os Correios, que se beneficiam do monopólio, anunciou ontem um aumento médio de 7,48% nos seus preços para serviços nacionais e internacionais.

-    A Gol caiu -5,6%, após divulgar um resultado bem pior que o esperado pelo “mercado”, com destaque negativo para a diminuição de -8,3% no número de passageiros, e também prejudicada pela forte valorização do petróleo.
-    A Petrobras responderam subiu 4,2%, beneficiada pela valorização do petróleo e pelo anúncio de que a empresa decidiu incluir a refinaria de Pasadena e sua participação na Petrobras África na nova lista de ativos que compõem o seu plano de desinvestimentos.

Política:

Colocando, de forma canalha, “uma boa parte da culpa na mulher falecida”, ontem, em seu depoimento ao juiz Sergio Moro, o ex-presidente e futuro presidiário Lula teve uma performance bem pior do que o esperado, foi pego em contradições, aparentou nervosismo e teve frustrada sua tentativa de transformar o interrogatório em palanque político.

Ontem, enquanto os parlamentares petistas estavam em Curitiba “pagando pau” para o maior bandido da história do Brasil, o governo Temer finalmente conseguiu, 1 mês depois do previsto, concluir a votação da proposta de reforma da Previdência na comissão especial da Câmara dos Deputados e agora a pauta segue
para análise do plenário da Casa.

Com a assinatura de personalidades como Armínio Fraga, ex-presidente do BC, Maílson da Nóbrega, ex-ministro da Fazenda, e Marcos Lisboa, presidente do Insper, circulou ontem nos gabinetes do Congresso Nacional um documento pedindo apoio à reforma da Previdência.

Prestes a fechar questão sobre o assunto, o que o mínimo que se espera para o partido do presidente do Brasil, o PMDB deu ontem os primeiros passos para determinar que seus 64 deputados votem a favor da reforma da Previdência no plenário da Câmara.

Ajudando ainda mais os empresários que tem lobistas “amigos”, ontem o governo do RJ aprovou um projeto de lei que permitirá a antecipação do pagamento de ICMS por empresas beneficiadas por incentivos fiscais e que visa garantir R$ 300mi aos cofres do Estado para ajudar no pagamento de salários de funcionários públicos.

Cobrado a se manifestar sobre a polêmica que envolve Rodrigo Janot e Gilmar Mendes, o presidente da OAB, Claudio Lamachia, “tirou o seu da reta” ao afirmar que o Poder Judiciário detém exclusiva atribuição para decidir.

Fazendo uma espécie de mea-culpa, o PSDB vai levar ao ar em seu programa de TV, nesta quinta-feira, uma admissão de que a sociedade e a política se divorciaram e reconhecerá que o clima é de descrença e que a sigla cometeu erros e que pretende mudar.

Com a posição contrária da CNBB às reformas do governo, o presidente Temer decidiu procurar pessoalmente dois dos principais arcebispos da Igreja Católica, que são dom Odilo Scherer, de SP, e dom Orani Tempesta, do RJ.

Crítica:

Com os agora bilionários acionistas majoritários agindo, com todo o direito, em benefício próprio, porem deixando, pela enésima vez, seus agentes autônomos “na mão” e novamente contrariando seu discurso de desbancarização, está 90% confirmada a venda de 49,5% da corretora XP para o Itaú.

Reduzindo ainda mais os custos operacionais dos já quase monopolistas bancos comerciais tupiniquins, ontem foi divulgada uma pesquisa da Federação Brasileira de Bancos, realizada pela consultoria Deloitte, que revelou que as transações bancárias por dispositivos móveis, como celulares e tablets, já superaram as operações realizadas com o uso de outros canais de atendimento ao cliente.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário