R.B. 10/MAI/17 "O objetivo monopolista"



"O objetivo monopolista"

São Paulo, 10 de maio de 2017 (QUARTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, com os investidores "de olho" no depoimento de Lula para o Juiz Serio Moro e também acompanhando a valorização das commodities e a melhora do "humor" nas principais bolsas mundiais e (2) o DÓLAR pode cair, seguindo os mesmos motivos que devem animar a bolsa tupiniquim e também influenciado pelo anuncio de uma captação externa do BNDES.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,2%, recuperando o patamar dos 66.000pts, para fechar o dia aos 66.277pts, beneficiada pela valorização das commodities metálicas e pelo aumento das "apostas" de aprovação da reforma da Previdência e de prisão de Lula e (2) o DÓLAR caiu -0,4% à R$ 3,18, em um "ajuste técnico" após fechar o pregão anterior no maior patamar em quase 4 meses, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e o fluxo positivo de recursos externos.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma direção única, Japão -0,3%, realizando lucros após avançar 2,3% no pregão anterior e China 0,1%, diante da redução dos "temores" de que Pequim endureça o combate a negócios especulativos, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,6%, França 0,3% e Alemanha 0,4%, impulsionadas pela valorização das commodities, por balanços corporativos positivos e pela divulgação de que que MAR/17 tanto as exportações como as importações alemãs atingiram o maior patamar da história e (3) dos EUA, próximas dos maiores patamares da história, S&P -0,2%, DJ -0,2% e NASDAQ 0,3%, pressionadas, por um lado, pela baixa do petróleo, e, por outro, impulsionadas pela alta das ações de tecnologia.

Em um "teste de luxo", que confirmou que ainda existe atratividade para investimentos no Brasil, ontem o BNDES realizou uma captação de US$ 1bi no mercado internacional por meio da emissão de "green bonds", que são títulos de dívida voltados para investimentos em projetos sustentáveis, e informou que pagará juros de "apenas" 4,8% ao ano e que a demanda foi 10 vezes maior que a oferta.

Mostrando que até a crise tem seu lado positivo, com as pessoas comendo menos proteína animal, por conta do desemprego elevado e da queda de renda, no mês passado o consumo tupiniquim de arroz e feijão subiu respectivamente 15% e 20% na comparação com o mesmo período de 2016.

Ajudando no controle da inflação e consequentemente estimulando novos cortes na taxa básica de juros, em ABR/17 os preços dos produtos agropecuários, estimulados por uma safra recorde, despencaram -4,1% na comparação com MAR/17.

Finalmente agindo para aumentar a segurança jurídica dos investimentos no país, o governo Temer enviou para a Câmara uma proposta de mudança na lei de alienação fiduciária que quer acabar com a judicialização e consequente demora na retomada de imóveis em caso de inadimplência.

Fruto da enorme falta de educação do brasileiro, já que 80% dos estudantes de escola pública se formam sem dominar as 4 operações matemáticas básicas e sem saber interpretar um texto, segundo uma pesquisa divulgada ontem pelo Serasa 18% de todos os brasileiros tem cerca de metade da renda comprometida com o pagamento de empréstimos.

Atualmente cerca de 95% dos brasileiros só investem através de grandes bancos, que são caros e ruins e, com "o objetivo monopolista" de tentar manter por mais tempo este número, ontem foram divulgados "rumores" de que o Itaú comprará 49,5% da XP, maior corretora de varejo do Brasil, pela "bagatela" de R$ 6bi.

-    A Apple subiu 0,6%, já acumulando alta de 33% neste ano na bolsa dos EUA, e ontem se tornou a primeira corporação norte-americana a superar a marca de US$ 800bi em valor de mercado.
-    O Commerzbank caiu -0,1% na bolsa da Alemanha, mesmo após o referido segundo maior banco do país divulgar que no primeiro trimestre seu (de 217mi de euros) foi 28,4% maior do no mesmo período de 2016.

Política:

Com o governo logrando êxito em dar mais um passo em direção da aprovação das medidas necessárias para fazer a "porcaria" do INSS sobreviver, ontem, 1 mês depois do previsto, finalmente a comissão especial da Câmara dos Deputados conseguiu concluir a votação da proposta de reforma da Previdência.

Apesar das tentativas desesperadas da defesa de adiar a questão, hoje Lula, o maior bandido da história do Brasil, prestará depoimento ao Juiz Serio Moro e, se quiser, vai poder rebater os inúmeros casos de corrupção de que ele é acusado.

Complicando a vida de Temer, que pode ficar sem "jabá" para "comprar' apoio dos "nobres" parlamentares, o governo pode ampliar o congelamento de despesas neste ano, caso prospere a modificação feita pelo Senado no projeto do novo Refis.

Cada dia mais alinhado com os petistas, ontem, em reunião com um dos seus principais desafetos, que é o presidente Temer, o senador Renan Calheiros, que é líder do PMDB no Senado, afirmou que é preciso "saber até onde ir" na defesa das reformas trabalhista e da Previdência que, segundo ele, têm compromisso com o "capitalismo selvagem".

Ontem a bancada de deputados federais do PMDB, a maior da Câmara, manifestou rejeição unânime à proposta de adoção do modelo eleitoral conhecido como "lista fechada", um dos pilares da reforma política debatida pelo Congresso.

A conclusão da votação da proposta de emenda constitucional que prevê o fim do foro privilegiado deve atrasar no Senado após a apresentação de uma emenda que levou a proposta de volta para a Comissão de Constituição e Justiça.

Mostrando, pela enésima vez, que são todos "farinha do mesmo saco", Rodrigo Janot, procurador geral de republica que solicitou o impedimento do ministro Gilmar Mendes, do STF, alegando que a esposa dele advoga para Eike Batista, tem uma filha que advoga para empreiteiras que tentam firmar acordo de leniência na operação Lava Jato.

Crítica:

Fazendo urgir cada vez mais a necessidade de se privatizar este antro de corrupção e incompetência, ontem os funcionários dos Correios, sem lograr êxito em nenhum de seus pedidos, encerraram a greve no Brasil, que já durava desde 24/ABR/17 e que era um protesto contra demissões e o fechamento de agências.

Indicando que, por necessidade ou criatividade, "o empreendedorismo está na veia do brasileiro", segundo um relatório feito pela consultoria Deloitte o Brasil foi o país que registrou o 8º maior volume de investimentos em empresas iniciantes de tecnologia do setor financeiro em 2016.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário