R.B. 28/ABR/17 "O capeta na oposição"



"O capeta na oposição"

São Paulo, 28 de abril de 2017 (SEXTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, com os investidores “temendo” a demonstração de força de Lula, que mobiliza uma “minoria barulhenta” da população tupiniquim para protestar contra as reformas da Previdência e Trabalhista e (2) o DÓLAR pode voltar a subir, rumo aos R$ 3,20, acompanhando a piora do “humor” na bolsa, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e impulsionado pela “briga” para formação da cotação de fechamento do mês.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,3%, prejudicada pela desvalorização das commodities e também influenciada negativamente pelo placar baixo alcançado pelo governo Temer na aprovação da reforma trabalhista e (2) o DÓLAR subiu 0,2% à R$ 3,18, para, mesmo diante do anúncio de mais um leilão de venda do BC, fechar em território positivo pelo terceiro pregão consecutivo e no maior patamar desde 9/MAR/17, seguindo a esperada priora do “humor” na bolsa tupiniquim.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão -0,2%, e um “ajuste técnico” após 4 pregões consecutivos de alta acima de 1,0% e China 0,4%, com os investidores interpretando comentários de Xi Jinping, o presidente do país, como sinalização de que Pequim poderá ser mais branda nos esforços de combater negócios especulativos com ações, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,7%, França -0,3% e Alemanha -0,2%, com o setor financeiro pressionado após um balanço do Deutsche Bank, que ficou além do esperado, e as petrolíferas prejudicadas pela desvalorização do petróleo e (3) dos EUA, recuperando as perdas da abertura, S&P 0,1%, DJ 0,1% e NASDAQ 0,4%, sustentada pelas ações do setor de tecnologia, que compensou os recuos no setor de energia.

Segundo estimativas de Ana Paula Vescovi, secretária do Tesouro Nacional, a mudança na taxa de juros que serve de referência para os empréstimos do BNDES permitirá uma redução da taxa básica de juros da economia de -0,5% a -1,0% no prazo de 5 anos e assim acompanhará totalmente os juros do mercado, ou seja, não terá mais subsídios do Tesouro ao BNDES.

De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica, desde 2012, quando a geração distribuída foi regulamentada, o número de casas, comércios e indústrias tupiniquins que têm suas próprias usinas de produção de energia a partir de fontes renováveis saltou de 4 para 9.819.

Podendo estimular cortes mais “agressivos” na taxa de juros pela autoridade monetária tupiniquim, o IGP-M, que também é conhecido como “ a inflação do aluguel”, recuou -1,10% em ABR/17, o que representa o patamar mais baixo da série histórica iniciada em 1989.

-    Apresentando o primeiro resultado positivo após 37 meses de retração, em MAR/17 as vendas de automóveis novos financiados tiveram uma alta de 0,3% em relação ao mesmo mês de 2016.
-    Com as contas públicas apresentando um rombo cada dia maior, no primeiro trimestre deste ano os investimentos do governo Federal caíram -61% na comparação com o mesmo período de 2016.

Os gastos com o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), uma das principais vitrines do governo PT —que no mesmo período de 2016 ainda estava no poder—, recuaram 69%. Somado o Minha Casa, Minha Vida, 86%.

Ajudando bastante a segurar a inflação, por conta do forte aumento da safra, apenas nos 4 primeiros meses deste ano os preços dos produtos agropecuários já caíram -8% no atacado, compensando de longe a alta de 1,2% auferida nos produtos industriais no mesmo período.

-    A Under Armour, patrocinadora do SPFC, subiu 9,9% na bolsa de NY, após divulgar um balanço que superou as expectativas.
-    A Tim caiu -0,1%, porem, depois do fechamento do pregão a empresa anunciou que, após um longo período de queda nas vendas, voltou a crescer e seu faturamento no primeiro trimestre ficou em quase R$ 4bi, registrando uma alta de 2,5% ante o mesmo período de 2016.

Política:

Certamente marchando hoje ao lado do seu comparsa Lula, ontem o senador-coronel Renan Calheiros, que é do PMDB, afirmou que seu colega de partido, o presidente Temer, quer empurrar "goela abaixo" dos trabalhadores uma reforma Trabalhista que, segundo ele, retira direitos.

Cumprindo, com coerência, o que prometeu, o PDT, que é oficialmente o oposição ao governo Temer, anunciou ontem que decidiu expulsar o deputado Carlos Eduardo Cadoca, de Pernambuco, por ele ter votado à favor da reforma trabalhista.

Avaliando o tamanho de sua “tropa de choque”, o presidente Temer “avisou” que usará o placar de aprovação da reforma trabalhista na Câmara dos Deputados para traçar o que chamou de "mapeamento real" da base aliada antes da votação da nova Previdência e “prometeu” vai punir severamente os parlamentares infiéis.

Vagabundos do PSOL ao DEM, o “nobres parlamentares”, já se preparando para o feriadão de 4 dias seguidos, usaram a desculpa da greve geral convocada em todo o país nesta sexta-feira para correrem para o aeroporto de Brasília e viajarem para seus estados, esvaziando o Congresso Nacional que hoje terá mais um dia improdutivo tanto nas comissões como em plenário.

Principais prejudicados em caso de aprovação da reforma da previdência, 97% dos membros do Ministério Público de SP, por conta de gratificações, auxílios e indenizações, recebem vencimentos acima do teto do funcionalismo público, estipulado em R$ 33,7 mil.

Provando sua fidelidade ao governo Temer, assim como fez nesta semana, quando a Câmara aprovou a reforma trabalhista, o presidente da Casa, Rodrigo Maia, “avisou” que vai proibir viagens oficiais de deputados no período em que há previsão de votação da reforma da Previdência.

Torrando dinheiro público, as gratificações e indenizações somadas aos salários dos 1.981 promotores e procuradores paulistas geraram, em 2015, gasto de mais de R$ 421mi para os cofres estaduais, valor que equivalente ao orçamento anual da Secretaria estadual de Turismo.

Legislando para os “amigos”, já que seu nome precisa ser aprovado pelos “nobres senadores”, Rodrigo Janot, procurador-geral da República que se acha “o cara mais honesto e indispensável do Brasil”, quer um terceiro mandato e discute com seus auxiliares oferecer a suspensão condicional do processo a políticos suspeitos apenas de Caixa 2.

Crítica:

Formando em suas universidades profissionais cada dia mais despreparados descapacitados, principalmente por conta da forte piora do nível da educação superior causado pela imbecilidade das cotas, o Brasil, apesar de ser ter a segunda maior reserva do mundo de minérios de terras raras, base para a produção de ímãs superpotentes usados em turbinas eólicas e motores de carros elétricos, ainda não tem nenhuma empresa nacional capaz de produzi-los.

Muito mais eficiente do que foram o PSDB e o DEM, o PT é "o capeta na oposição”, pois, trabalhando com a tese de quanto pior melhor, mente, manipula e é sem escrúpulos e hoje, infelizmente, o partido de Lula prova que ainda influência cerca de 25% da população tupiniquim, que por sua vez é permissiva e também ou idiota ou bandida.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário