R.B. 30/MAR/17 "Com o apoio do PT, do PSDB, do PMDB e de todos os corruptos da PQP"



"Com o apoio do PT, do PSDB, do PMDB e de todos os corruptos da PQP"

São Paulo, 30 de março de 2017 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, devolvendo parte dos ganhos do pregão anterior, diante da instabilidade das principais bolsas mundiais, do aumento das tensões políticas no Brasil e do anúncio de um bloqueio de R$ -42,1bi de despesas previstas no Orçamento tupiniquim de 2017 e (2) o DÓLAR pode subir, acompanhando a esperada piora do “humor” na bolsa brasileira e influenciado pela trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,4%, beneficiada pela alta do petróleo (2,2%) no mercado internacional, que impulsionou as ações da Petrobras (3,6%) e fez o Ibovespa retornar ao patamar dos 65.000pts (aos 65.528pts), com bom volume de negócios (R$ 9,7bi) e (2) o DÓLAR caiu -0,7% à R$ 3,12, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e a melhora do “humor” na bolsa tupiniquim e também influenciado por um leilão de venda do BC.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,1%, seguindo o bom desempenho das bolsas de NY no dia anterior e China -0,4% diante dos “temores” de que haja novas medidas contra operações especulativas, (2) da EUROPA, Mesmo após o Reino Unido enviar uma carta à União Europeia para dar início formal às negociações da retirada do país do bloco, Inglaterra 0,4%, França 0,5% e Alemanha 0,4%, com destaques de alta para as mineradoras, como Anglo American (1,3%), BHP (2,7%) e Antofagasta (2,2%), beneficiada pela recuperação dos preços das commodities e (3) dos EUA, sem uma direção única, S&P 0,1%, DJ -0,2% e NASDAQ 0,4%, diante da desvalorização das ações do financeiro e do bom desempenho das empresas do setor de energia.

Como, propositadamente ou não, exagerou no otimismo ao fazer as projeções para a economia tupiniquim neste ano de 2017, ontem o governo Temer foi “obrigado” a anunciar um bloqueio de R$ -42,1bi de despesas previstas no Orçamento, patamar R$ 10bi acima do esperado, e o fim da desoneração da folha de pagamento de cerca de 50 setores para cumprir a meta de chegar ao fim do ano com um déficit de R$ -139bi.

Filosofando que o momento ideal para comprar é quando há uma percepção de preços estáveis ou depreciados com expectativa futura de estabilidade e de bonança, Juan Carlos Felix, copresidente do Carlyle para a América do Sul, “avisou” que se prepara para voltar às aquisições no Brasil e demonstra ter uma visão positiva para a economia tupiniquim os próximos anos.

Em FEV/17 cerca de 37% das fabricantes brasileiras de eletroeletrônicos tiveram um aumento nas vendas e o número de empresas que registraram uma queda também foi de -37%, com isto, pela primeira vez desde JAN/15, os resultados negativos não superam os positivos.

Indicando que ainda é incerta a recuperação da economia tupiniquim, em JAN/17 o setor de serviços, devolvendo os “tímidos” ganhos auferidos em DEZ/16, registrou vendas -2,2% menores do que em DEZ/16 e -7,3% inferiores a FEV/17, atingindo assim o menor patamar desta série histórica iniciada em 2012.

Com as prévias já impressionando pela sua grandeza, o “mercado” aguarda ansiosamente a divulgação oficial pelo Departamento de Agricultura dos EUA dos dados de oferta e demanda e de área de plantio que no referido país, o que deve atingir o maior patamar em 10 anos e assim afetar diretamente os preços das commodities agrícolas.

Abandonada pelo “Ronaldinho” do Lula, que rapinou a empresa e agora usa uma pequena fração da grana para dar mesada ao papai, a empresa de telefonia Oi poderá ter alvo de uma intervenção judicial já na próxima semana, pois o alto escalão da Caixa, do Banco do Brasil, da Casa Civil e do Ministério das Comunicações manifestou desagrado em relação ao pouco engajamento dos principais acionistas da operadora para resolver o impasse na empresa que, com R$ -65bi de dívidas, com exclusividade em mais de 2.000 municípios tupiniquins.

Mostrando que em países desenvolvidos a questões de saúde se impõem sobre questões comerciais, a comissão da União Europeia para Saúde e Segurança Alimentar “aviou”, coberta de razão, que estuda medidas mais rigorosas para a importação da carne brasileira após a Operação Carne Fraca, da Polícia Federal.

Defendendo quem paga seus luxos, que são os empresários, e se esquecendo de quem paga seu salário, que é o povo, a senadora peemedebista Katia Abreu, que foi ministra da Agricultura de Dilma, afirmou que a Polícia Federal brasileira foi irresponsável no caso da Operação Carne Fraca e “garantiu” que o problema no setor tupiniquim de carnes é corrupção, e não sanitário.

Fruto do aumento do desemprego, da retração do PIB e do analfabetismo financeiro do brasileiro, que consome além do que pode e não sabe lidar com dinheiro e crédito, os juros do cartão de crédito parcelado subiram de 161,9% ao ano em JAN/17 para 163,5% ao ano em FEV/17, atingindo assim o maior patamar da história.

-    O Banco do Brasil avançou 3,6%, impulsionado pela a melhora de recomendação da ação por analistas do UBS.

Política:

“Com o apoio do PT, do PSDB, do PMDB e de todos os corruptos da PQP”, avança rapidamente no Congresso Nacional tupiniquim um projeto de Lei, de autoria do “nobre senador” peemedebista Renan Calheiros, que define crimes de abuso de autoridade e cujo principal propósito é frear a Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

Coberto de razão, o relatório final do ministro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral, aponta que ele votará pela cassação da chapa de Dilma-Temer por responsabilidade objetiva diante de uma série de irregularidades financeiras cometidas na campanha de 2014, que comprovadamente foi abastecida por um esquema de caixa 2 e comprou partidos para aumentar espaço de propaganda na televisão.

A possibilidade de o PSDB lançar a candidatura de Doria, atual prefeito de SP, à Presidência em 2018 ganha terreno na cúpula do partido e será inevitável caso sejam confirmados o conteúdo de depoimentos de ex-executivos da Odebrecht e seus impactos devastadores para a cúpula tucana.

Mostrando uma postura combativa que agrada o eleitorado, com foi com um “vai procurar a sua turma lá em Curitiba” que Dória, prefeito de SP, respondeu a um militante rapaz que interrompeu seu discurso para chama-lo de golpista e exaltar a ex-presidenta Dilma durante cerimônia de entrega de casas populares na zona sul da capital.

Apesar de recuar bastante em suas propostas, ontem o presidente Temer “avisou”, coberto de razão, que a aprovação da reforma da Previdência é essencial para a sustentabilidade financeira do país no longo prazo, ressaltando que, sem as mudanças nas aposentadorias e pensões, o Brasil vai paralisar em 7 anos.

Ninho de ratazanas velhas à serviço da corrupção, o Tribunal de Contas do RJ, que não rejeitou nenhuma das contas de Sergio Cabral e Luiz Fernando Pezão, teve ontem 5 de seus conselheiros presos e isto ocorrerá em qualquer outro tribunal deste tipo do país onde uma investigação séria for feita.

Agindo para beneficiar os bandidos com mandato, a ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal, não incluiu na pauta de ABR/17 o julgamento de um processo que poderia abrir precedente para desafogar a referida corte em em casos de foro privilegiado.

Com “medo” do peemedebista Renan Calheiros, que faz chantagem e finge que está bravo, Eliseu Padilha, ministro da Casa Civil, e Moreira Franco, ministro da Secretaria-Geral da Presidência, foram ontem até o gabinete dele e o Palácio começou a analisar a recriação do Ministério dos Portos, uma reivindicação do referido senador alagoano.

Crítica:

Como nunca falta dinheiro para empresas “amigas” do governo, diante da pressão de preços no mercado físico do boi gordo, cujo preço da arroba, influenciado pela operação Carne Fraca, recuou -3% e atingiu o menor patamar desde AGO/15, o Banco do Brasil, maior financiador do agronegócio do país, anunciou ontem novas linhas de crédito de R$ 1bi para pecuaristas, além da repactuação de operações de custeio para criadores de bovinos que estão em dificuldades.

Insistindo em dragar dinheiro publico e empregar bandidos e vagabundos e prestando um péssimo e extremamente caro serviço, os Correios, que já deveriam ter sido privatizados à décadas, agora quer arrecadar dinheiro criando, em parceria presidente com a Caixa, uma loteria, o que obviamente conta com o apoio de Kassab, ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário