R.B. 20/MAR/17 "Os maiores anunciantes da TV e os maiores doadores das campanhas"



"Os maiores anunciantes da TV e os maiores doadores das campanhas"

São Paulo, 20 de março de 2017 (SEGUNDA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, novamente com bom volume de negócios, desta vez por conta do vencimento de opções, acompanhando as perdas das demais bolsas mundiais, pressionada pelo recuo das commodities e ainda prejudicada pela operação “Carne Fraca” (2) o DÓLAR pode subir, seguindo a piora do “humor” na bolsa tupiniquim e influenciado pelos “temores” de queda substancial das exportações brasileiras de proteína animal.

Sexta-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -2,4%, com ótimo volume de negócios (R$ 12,3bi) e prejudicada quase que unicamente pela operação “Carne Fraca” da Polícia Federal em empresas do setor alimentício, que derrubou principalmente a JBS (-10,6%) e a BRFS (-7,3%) e (2) o DÓLAR caiu -0,7% à R$ 3,09, rompendo o “suporte” dos R$ 3,10 e consolidando a primeira semana de perdas, após 3 ganhos semanais consecutivos, em um movimento que acompanhou o desempenho internacional da moeda norte-americana.

Também sexta-feira, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -0,3% e China -1,0%, em um movimento de cautela diante dos “temores” de que, na reunião dos ministros de Finanças e presidentes de BCs do grupo das 20 economias mais industrializadas (G-20), o Secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, pressione outros países a valorizarem suas moedas, (2) da EUROPA, superando os recordes da sessão anterior, Inglaterra 0,1%, França 0,2% e Alemanha 0,1%, com destaques de alta as ações do setor telecomunicações, como BT Group (1,3%) e Telecom Itália (1,7%) e (3) dos EUA, com baixa volatilidade e reduzindo parte dos ganhos auferidos na semana, S&P -0,1%, DJ -0,1% e NASDAQ -0,1%, pressionadas por papéis do setor de finanças, como Citigroup (-1,3%) e Wells Fargo (-1,1%), e com as atenções voltadas para o encontro entre o presidente Donald Trump e a chanceler da alemã Angela Merkel.

Em comunicado divulgado após a reunião do G-20, que ocorreu neste final de semana na Alemanha, Christine Lagarde, diretora do FMI, afirmou que o crescimento econômico global está ganhando força, mas alertou que políticas "erradas" podem "parar o novo impulso".

Saindo em defesa de quem paga suas contas, que são as grandes empresas do país, o presidente Temer, ao invés de assumir a culpa e dizer que adotará as medias necessárias, chamou embaixadores dos 33 países que mais importam carnes do Brasil para participar de um churrasco em um famoso restaurante de Brasília e apresentou números para tentar mostrar que os casos investigados pela PF são pequenos e pontuais para comprometer o sistema brasileiro de fiscalização.

Após criticar duramente a Polícia Federal por supostos "erros técnicos" cometidos na Operação “Carne Fraca”, Blairo “Moto-serra” Maggi, ministro da Agricultura e um dos maiores pecuaristas do Brasil, afirmou que a denuncia de irregularidades em “alguns” produtos animais prejudica a imagem do país no mercado estrangeiro e cria o risco de perda de mercado no exterior.

Com a isenção de quem não precisa do dinheiro das propagandas, o prestigiado jornal New York Times opinou que a operação “Carne Fraca” lança dúvidas sobre a indústria do agronegócio tupiniquim, que era até então um pilar relativamente firme da fraca economia brasileira, que já lutava para se recuperar de escândalos colossais na Petrobras e na Odebrecht.

Apontando os rumos do mercado financeiro tupiniquim, Eliane Lustosa, diretora da área de mercado de capitais do BNDES, afirmou que, nos próximos 2 anos, sua meta é elevar o volume de debêntures de projetos de infraestrutura dos atuais R$ 4bi para R$ 10bi.

Visando incentivar a criação de um mercado de títulos verdes no país, o BNDES escolheu a Vinci Partners para ser a gestora de um fundo de energia sustentável com patrimônio de R$ 500mi, prazo de 15 anos e que alocará recursos em projetos de infraestrutura de baixo carbono.

Nos últimos 12 meses o IGPM acumula alta de 5,38% e, perdendo feio para a inflação, o preço médio do aluguel em SP subiu 1,0% no mesmo período, porem, se aproveitando do fato de que o brasileiro é analfabeto financeiro, Mark Turnball, diretor do Secovi-SP (sindicato do setor da habitação), “garantiu” que os valores dos alugueis continuarão a subir de maneira constante.

Com o objetivo “nobre” de tornar o Estado mais “leve e eficiente” e com o objetivo pratico de arrecadar recursos para equilibrar as contas públicas, o governo Temer quer definir já em ABR/17 um calendário de leilões de áreas novas do pré-sal entre 2017 e 2019, nos quais vai oferecer 3 ou 4 áreas por leilão.

Ótimo exemplo do elevado nível de rapinagem de dinheiro publico que tomou de assalto a maior empresa do Brasil, a Petrobras colocou à venda, por um lance mínimo de US$ 40mi, 2 sondas de perfuração que lhe custaram US$ 720mi no início desta década e que foram construídas por um consórcio formado por Odebrecht, UTC e Queiroz Galvão.

-    A Petrobrás caiu -4,0%, porem, após o fechamento do pregão de sexta-feira, a empresa anunciou que, 18 meses após o último reajuste, fará um aumento no preço do gás de botijão de 9,8% que começa a vigorar amanhã.
-    A petrolífera Tullow Oil despencou –14,0% n bolsa de Londres, após a notícia de que a empresa emitirá notas no valor de 607 milhões de libras para tentar reduzir seu endividamento, com desconto de -45% para o preço atual da ação.

Política:

Na sexta-feira da semana passada, durante reunião com empresários na sede da Confederação Nacional da Indústria, o presidente Temer admitiu, pela primeira vez, que a reforma da Previdência deve ser alterada ao passar pelo Congresso Nacional.

Sexta-feira, “na calada do dia”, enquanto todas as atenções se voltavam para a operação “Carne Fraca” da Polícia Federal, o Juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal Federal, decidiu soltar Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador do RJ Sérgio Cabral, alegando que ela tem filhos menores, de 10 e 14 anos, que não podem ser privados simultaneamente do convívio com os pais.

Diante de táticas de guerrilha usadas por petistas e seus asseclas, como PSOL, CUT e MST, é cada vez maior e mais intensa a pressão sofrida por parlamentares da base aliada que defendem abertamente a reforma da Previdência, cuja aprovação fica cada dia mais difícil.

Assim como aconteceu no caso de Eduardo Campos, 2 meses após a queda do avião turboélice que matou Teori Zavascki, ministro do Supremo Tribunal Federal, e sua “massoterapeuta”, a hipótese de sabotagem é remota e praticamente descartada pelos investigadores e a aeronáutica já informou que pretende encerrar a apuração "no menor prazo possível".

Como já era de se esperar, durante este final de semana Lula, ao lado de Dilma, foi ao Nordeste “inaugurar” um trecho da transposição do rio São Francisco e, alem de bater no governo Temer, aproveitou a oportunidade para dizer que só se estiver morto não será candidato em 2018.

Caio Megale, secretario de finanças de SP, “alertou” João Dória, prefeito de SP, que será preciso apertar o garrote nos gastos já que, como Haddad subdimensionou os gastos e superestimou as receitas, faltam R$ 7,5bi no caixa da prefeitura para cobrir os custos previstos no Orçamento fechado ano passado.

Crítica:

Com menos pessoas tendo filhos, “a pirâmide democrática brasileira virou um losango”, o que tornou mais urgente a reforma da Previdência, principalmente porque no sistema tupiniquim os ativos custeiam o benefício dos inativos em um tipo de financiamento que é conhecido como “contributivo ou solidário”.

Friboi, Sadia, Perdigão, Seara e Swifit certamente estão entre “os maiores anunciantes da TV e os maiores doadores das campanhas” de 99% dos políticos brasileiros e isto explica porque a impressa e a classe política tupiniquim estão tentando de todas as formas “aliviar a barra” destes criminosos.

Revelando o péssimo nível intelectual do trabalhador brasileiro, segundo um estudo do Banco de Desenvolvimento da América Latina, só 40% dos paulistanos com curso superior conseguem calcular quanto um artigo que custa 2/3 de seu preço original valia inicialmente.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário