R.B. 23/FEV/17 "Sem incomodar quem está no topo da pirâmide social"



"Sem incomodar quem está no topo da pirâmide social"

São Paulo, 23 de fevereiro de 2017 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, ainda realizando lucros recentes, com os investidores “frustrados” com a decisão do Copom de cortar a Selic em “apenas” 0,75%, porem deve-se ressaltar que, para quem “aposta” na recuperação da economia e na aprovação das reformas, o patamar é interessante para compras e (2) o DÓLAR pode subir, seguindo a momentânea piora do “humor” na bolsa brasileira e acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA recuou -0,7%, realizando lucros após fechar o pregão anterior no maior patamar desde 7/ABR/11, prejudicada pela baixa das commodities, que derrubou principalmente Petrobrás (-2,4%) e Vale (-2,1%) e (2) o DÓLAR caiu -0,7% à R$ 3,08, diante da redução das “apostas” de alta dos juros nos EUA em MAR/17, após a divulgação da ata da ultima reunião do Fed (“BC” norte-americano), e da consolidação das “apostas” de redução de apenas -0,75% da Selic pelo Copom tupiniquim, o que se confirmou após o fechamento.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, ajustando-se aos novos recordes das bolsas de NY, Japão 0,1% e China 0,2%, apesar dos temores com a perspectiva de juros mais altos nos EUA e com o cenário político na Europa, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,4%, França 0,1% e Alemanha 0,3%, sustentadas por resultados corporativos positivos de empresas como Lloyds (4,4%), Telefonica Deutschland (2,4%) e Scor (3,2%) e (3) dos EUA, próximas da estabilidade, porem com o DJ batendo recorde histórico de alta pelo nono pregão consecutivo, S&P -0,1%, DJ 0,2% e NASDAQ -0,1%, divididas entre a realização de lucros das companhias do setor de energia, por conta da queda do petróleo, e a divulgação do resultado melhor do que o esperado do Facebook, que subiu 1,8% e atingiu o maior patamar da história (US$ 136,12).

Conforme já esperava a maioria do “mercado”, ontem, após o fechamento do pregão, o Copom anunciou que decidiu cortar a taxa básica de juros da economia tupiniquim em -0,75%, de 13% para 12,25% ao ano, indicando também que pode intensificar o ritmo de reduções nos próximos meses, já que a autoridade monetária destacou em seu comunicado que trabalha com uma projeção de inflação oficial de 4,2% em 2017, patamar abaixo do centro da meta (4,5%).

Ligeiramente acima do esperado (0,54%) e do auferido em JAN/17 (0,31%), porem registrando o menor patamar para um mês de fevereiro desde FEV/13, o IPCA-15, que é a prévia da inflação oficial do Brasil, apontou alta de 0,54% em FEV/17, acumulando com isto um aumento de 5,02% nos últimos 12 meses, patamar inferior ao registrado em JAN/17 (5,94%).

Ainda apresentando resultados negativos, em JAN/17 a arrecadação administrada pela Receita Federal, quando descontada a inflação, ficou -0,75% menor do que o registrado em JAN/16, porem, dando sinais de que as coisas estão melhorando, em DEZ/16 as receitas federais tinham registrado uma queda real de -1,19% na comparação com DEZ/15.

Com o objetivo de elevar a arrecadação “sem incomodar quem está no topo da pirâmide social”, o governo Temer decidiu que neste ano, assim como ocorre desde 2015, não haverá nenhuma correção da tabela do Imposto de Renda para reposição da inflação, já que a faixa de isenção e o desconto da declaração simplificada ficaram congelados.

Ajudando os produtores locais a venderem mais caro seus produtos, o que no final gera pressão inflacionária e piora a competitividade tupiniquim, ontem o presidente Temer ordenou a suspensão provisória das autorizações dadas nesta semana para a importação de café robusta pelo Brasil.

Mostrando toda sua incompetência administrativa, a construtora PDG, mesmo atuando no setor mais beneficiado por medidas do governo e que já foi uma das maiores incorporadoras do país, protocolou ontem na Justiça de SP um pedido de recuperação judicial de suas dívidas, que já somam cerca de R$ 7,8bi.

-    A Petrobrás caiu -2,4%, porem ontem, após o fechamento do pregão, a empresa anunciou que conseguiu derrubar a “estúpida liminar” que suspendia a venda da Companhia Petroquímica de Pernambuco e da Companhia Integrada Têxtil de Pernambuco.

Política:

Apelidado, por ser da facção cristã Opus Dei, de “Santo” na lista de propina da Odebrecht, Alckmin, governador tucano de SP e que só pensa em ser candidato à presidente em 2018, quer desembarcar o quanto antes do governo Temer para, na oposição, responsabilizar o governo federal pela queda dos investimentos no Estado nos últimos 2 anos.

Alegando motivo de saúde, que provavelmente é um problema na coluna, o tucano José Serra, que era ministro das Relações Exteriores, entregou na noite de ontem sua carta de demissão ao presidente Temer, que aceitou o pedido e já começou a buscar um substituto, que provavelmente deve ser alguém do PSDB, como os senadores Aloysio Nunes Ferreira ou José Aníbal.

-    O PSDB deve pedir à Justiça acesso antecipado às delações da Odebrecht que tratam da campanha de Dilma e Temer em 2014, alegando que precisa se preparar para as oitivas com ex-executivos no dia 1º.
-    Falando até em “joão-dorizar” o presidente, assessores de Temer querem dar ritmo às suas agendas externas, programam uma série de viagens e tentam fazê-lo sair do Palácio do Planalto ao menos uma vez por semana.
-    Nomeado ontem pelo presidente Temer como novo ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes vai participar de julgamentos de temas sensíveis, como restrição ao foro privilegiado e tempo de prisões preventivas.

A Odebrecht relatou o pagamento de R$ 2,5mi de caixa dois para a campanha de 2014 do deputado federal petista Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians que, com 169.658 votos, foi eleito naquele ano, o mesmo da construção do estádio do seu time, que segundo delações foi um “presentinho” para Lula.

Se aproximando dos calcanhares dos senadores peemedebistas Renan Calheiros, Jader Barbalho e Silas Rondeau, hoje a Polícia Federal deflagrou a 38ª fase da Operação Lava Jato, que foi apelidada de Operação Blackout e que prendeu Jorge Luz e Bruno Luz, pai e filho que são lobistas ligados a Petrobras e ao PMDB.

Diante da indefinição no sistema de financiamento das campanhas em 2018, o PMDB discute a criação de uma espécie de “fundo eleitoral” próprio para suas candidaturas, que seria uma reserva permanente com recursos do Fundo Partidário para custear as campanhas de deputados que vão disputar a reeleição.

Crítica:

Em um processo que, segundo projeções, pode ganhar escala industrial a partir de 2030, o laboratório da Embrapa Agroenergia, em Brasília, está desenvolvendo um biocombustível revolucionário feito a partir de microalgas que (1) crescem em qualquer tipo de água (até mesmo a suja), (2) acumulam biomassa mais rápido que as plantas terrestres, (3) reproduzem-se o ano todo, (4) precisam de uma área bem menor de cultivo e (5) apresentam o dobro da produtividade na geração de combustível em comparação com outras fontes agrícolas, como cana e soja.

Em nome da liberdade de expressão, um desembargador do Tribunal de Justiça de SP suspendeu a liminar que dava ao governador do Estado, o tucano Alckmin, acesso aos dados cadastrais de seis usuários do Twitter que o chamaram de "ladrão de merenda" nas redes sociais.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário