R.B. 13/FEV/16 "Temer está se cercando de gente que quer acabar com a Lava Jato"



R.B.
"Temer está se cercando de gente que quer acabar com a Lava Jato"

São Paulo, 13 de fevereiro de 2017 (SEGUNDA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, realizando lucros recentes, prejudicada pelo recuo das commodities, refletindo a decisão da S&P de manter a “nota” do Brasil 2 níveis abaixo do grau de investimento, com perspectiva negativa, e prejudicada pelos crescentes sinais de que o presidente Temer está atuando para brecar a operação Lava Jato e (2) o DÓLAR pode subir, em um movimento de “ajuste técnico”, acompanhando a esperada piora do “humor” na bolsa brasileira e a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Sexta-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,8%, para marcar a quarta alta consecutiva e assim superar o patamar dos 66.000pts, já que fechou aos 66.131pts, com bom volume de negócios (R$ 8,9bi), seguindo a valorização das principais bolsas mundiais e beneficiada pela alta do petróleo e (2) o DÓLAR caiu -0,7% à R$ 3,11, para fechar em território negativo pela oitava semana seguida, acompanhando o “humor positivo” na Bovespa e refletindo a entrada de recursos captados por empresas brasileiras no exterior.

Também sexta-feira, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 2,5% e China 0,4%, acompanhando o movimento ascendente das bolsas de NY e otimistas com a reunião entre o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, e Trump na Casa Branca, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,4%, França 0,1% e Alemanha 0,2%, impulsionadas por balanços corporativos positivos, como da mineradora Boliden (9,5%) e da montadora Renault (1,2%), beneficiadas pela valorização das commodities e também acompanhando o movimento ascendente das bolsas de NY e (3) dos EUA, registrando novos recordes históricos de alta e também marcando a terceira semana consecutiva de ganhos, S&P 0,4%, DJ 0,5% e NASDAQ 0,3%, com destaques de alta para as ações dos bancos, após o FED (“BC” local) anunciar que Daniel Tarullo deve renunciar em ABR/17, aumentando a perspectiva de recuo da regulamentação do setor.

Apesar das bolsas de NY terem batido vários recordes históricos de alta desde a sua posse, a agência de classificação de risco Fitch “alertou” que a administração de Trump, novo presidente dos EUA, representa um risco para a economia internacional e para as dívidas soberanas no mundo, principalmente por conta (1) da possibilidade de mudanças súbitas nas relações comerciais, (2) da redução no fluxo de capital internacional, (3) das limitações à imigração que impactem as remessas e (4) dos confrontos entre dirigentes políticos que contribuam para aumentar ou prolongar a volatilidade da moeda e dos mercados financeiros.

Conforme já se esperada, a agência de classificação de risco Standard & Poor's anunciou que manteve sua “nota” de crédito do Brasil com perspectiva negativa, ressaltando que as reformas ainda têm que ser aprovadas e que a economia do país ainda precisa entrar em trajetória de melhora.

Classificando como “normal” a decisão da Standard & Poor's de manter a nota do Brasil 2 níveis abaixo do grau de investimento, , com perspectiva negativa, Meirelles, ministro da Fazenda, ressaltou que a aprovação de reformas estruturais mudará para melhor a avaliação das agências de risco sobre o país.

Apesar de a economia tupiniquim dar sinais, ainda tímidos, de recuperação e da Bovespa acumular uma alta de 9,8% no ano e de 68,2% nos últimos 12 meses, Ricardo Lacerda, fundador e presidente do banco de investimento BR Partners, ressaltou que existe um “crescente temor” de que o governo Temer use seu capital político para “livrar a cara de aliados” em vez de aprovar reformas, ressaltando que sinais negativos já foram dados com as indicações de Alexandre de Moraes ao STF, de Moreira Franco para ministro da Secretaria-Geral e de Edison Lobão no comando da Comissão de Constituição e Justiça.

Segundo uma Matéria publicada pela Bloomberg, o desempenho positivo dos ativos brasileiros não reflete apenas o otimismo do “mercado” com a estabilização da economia tupiniquim, mas também mostram que o Brasil, agora a caminho de reformas, passou a ser visto como um país comparativamente menos vulnerável diante do aumento do risco político em outros lugares.

Por conta de fatores como greves de servidores da Previdência em 2015, entrada em vigor da chamada fórmula 85/95 e escalada do desemprego, no ano passado a concessão de aposentadorias por tempo de contribuição, modalidade que será extinta com a aprovação da reforma da Previdência, aumentou 35% na comparação com o ano anterior.

A possibilidade de uma queda mais acentuada dos juros, após a inflação vir mais comportada em JAN/17, põe novamente em evidência as aplicações que pagam taxas prefixadas, enquanto retira atratividade dos títulos pós-fixados, que são atrelados ao CDI e que acompanham as oscilações dos juros básicos.

Buscando dinheiro que vale, a companhia aérea brasileira Azul anunciou no final da semana passada que tentará novamente abrir capital na Bolsa de NY, o que é mais um capítulo no esforço destas empresas de ganharem fôlego para atravessarem um momento difícil, já que nos últimos 2 anos ocorreu uma redução na oferta de assentos e de rotas para readequação à redução da demanda.

Cometendo um erro básico de buscar dinheiro na ineficiente, cara e monopolista bolsa tupiniquim, a companhia de aluguel de veículos Unidas cancelou o pedido de registro para sua oferta inicial de ações (IPO), calculada para ser precificada na sexta-feira passada, mencionando condições desfavoráveis de mercado.

-    A Petrobras subiu 3,5%, já que, com a empresa recuperando a confiança do “mercado”, a agência de classificação de risco S&P decidiu elevar sua “nota” para a empresa sob a justificativa de que houve melhoras na estrutura financeira e maior previsibilidade.

Política:

Indicando que a bancada evangélica ganha cada dia mais força, a dança de cadeiras nos cargos de comando da Câmara, com a reeleição do democrata Rodrigo Maia, deve levar o deputado federal e Pastor licenciado da Igreja Universal Márcio Marinho, PRB da Bahia a, nos próximos dias, ser oficializado no comando do setor de comunicação da Casa.

Como já era de se esperar, aliados de Alckmin, o tucano mais petista que existe, já acendem sinal de alerta e monitoram Doria para evitar sobreposição, alertando o referido governador de SP a não deixar passar qualquer oportunidade de nacionalizar o discurso em busca da candidatura ao Palácio do Planalto em 2018.

Confirmando que “Temer está se cercando de gente que quer acabar com a Lava Jato”, o deputado federal peemedebista Rodrigo Pacheco, que é cotado para assumir o Ministério da Justiça e Segurança Pública no lugar de Alexandre de Moraes, já defendeu envolvidos no escândalo do mensalão e já criticou o poder de investigação do Ministério Público.

-    Nesta semana o Conselhão do presidente Temer volta a se reunir para bater o martelo em quais propostas serão levadas à Presidência e nada menos do que 15 medidas de estímulo à economia serão apresentadas.
-    Como o governo tem pouco tempo, mesmo ainda longe dos holofotes, os contornos iniciais da reforma tributária de Temer já começaram a ser definidos por um grupo que reúne técnicos de órgãos como Casa Civil e Receita Federal.
-    A escolha de Edison Lobão para presidir a CCJ foi uma das medidas que mais chocaram a Lava Jato, já que o senador já foi até alvo de busca e apreensão, o que significa que não se trata de investigação inicial com indícios fracos, como faz crer o PMDB.
-    Disposto a não perder prestígio no Senado, Renan Calheiros decidiu derrubar as paredes da liderança do PMDB para criar um “grande ambiente de convivência política”.

Crítica:

Acreditando que todo brasileiro é otário, a Construtora Queiroz Galvão, envolvida “até o talo” com os casos de corrupção investigados pela Lava Jato, começou, de forma sorrateira e silenciosa, a promover uma mudança profunda em sua estrutura no Brasil com a troca de sua cúpula e o enxugamento de funcionários.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário