R.B. 20/JAN/17 "Assumindo como chefão"



"Assumindo como chefão"

São Paulo, 20 de janeiro de 2016 (SEXTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, abalada com a morte de Teori Zavascki, que obviamente levantou várias "teorias de conspiração" e que certamente atrapalhará o andamento da operação lava-jato e elevará a instabilidade política do país e (2) o DÓLAR pode subir, influenciado pelo mesmo motivo que deve derrubar a bolsa brasileira e também pressionado pela "cautela" coma  posse e os primeiros dias de Trump como presidente dos EUA.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,3%, para fechar em território negativo pelo segundo pregão seguido, acompanhando as perdas das demais bolsas mundiais, diante de um movimento de cautela antes da posse de Trump, e influenciada negativamente pelo novo recuo das commodities e (2) o DÓLAR caiu -0,6% à R$ 3,20, na contramão da trajetória internacional da moeda norte-americana, influenciado pelos leilões de venda do BC.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão 0,9%, novamente sustentada pelas exportadoras, diante da valorização do dólar frente a moeda local (o iene) e China -0,4%, realizando lucros após o BC do país injetar US$ 152bi no sistema financeiro, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,4%, França -0,2% e Alemanha -0,1%, prejudicadas por declarações de Mario Draghi, presidente do BC Europeu, dizendo que as pressões inflacionárias subjacentes permanecem fracas e que qualquer alteração no programa de flexibilização deve ocorrer até o final desse ano e (3) dos EUA, ainda realizando lucros recentes, S&P -0,4%, DJ -0,4% e NASDAQ -0,3%, em um movimento de cautela na véspera da posse de Trump, que já "avisou" que avalia que o dólar está muito valorizado frente às demais moedas do mundo.

"Garantindo" que Trump vai fracassar e ressaltado que os EUA elegeram um aprendiz de ditador como presidente, George Soros, sócio principal de um fundo que administra cerca de US$ 30bi, "avisou", durante um tradicional jantar que ele banca anualmente em Davos, que o entusiasmo dos mercados pós-eleições norte-americanas, que viram perspectivas de crescimento maior com o novo governo, não vai durar.

Registrando o pior resultado dos últimos 26 anos, a China, que é a segunda maior economia do mundo e o principal destino das exportações brasileiras, cresceu 6,7% em 2016, patamar que ficou dentro da meta do governo, que previa um intervalo entre 6,5% e 7%, e que foi sustentado principalmente por gastos do governo e pelo aumento do crédito.

Esperando para 2017 o primeiro resultado positivo após 3 anos de retração, nos quais 500.000 pessoas foram demitidas, a indústria paulista projeta um saldo positivo de apenas 10.000 novos empregos neste ano, porem, segundo a Fiesp, caso sua expectativa de expansão de 0,8% do PIB se concretize, em 2018 esta retomada será bem mais intensa.

Confirmando, pela enésima vez, a ineficiência do setor público tupiniquim, que por sua vez eleva a substancialmente o "custo Brasil" e reduz a competitividade das empresas, a Receita Federal ainda não liberou o programa para empresas entregarem a Dirf, que é a base do informe de rendimentos, usado pelos trabalhadores na declaração anual de ajuste do IR.

Após avançar 12,6% em 2015 e 24,5% em 2016, por conta do rombo das contas públicas e da enorme crise fiscal de Estados e municípios, o orçamento do Ministério da Saúde destinado a medicamentos cresceu apenas 3% em 2017, causando grande preocupação para as empresas farmacêuticas.

Após causar perdas bilionárias a seus cotistas investindo em negócios escusos, a Fundação Petros, fundo de pensão dos funcionários da Petrobras, anunciou ontem uma revisão em sua política de investimentos para os próximos 5 anos, ampliando substancialmente a aquisição de títulos públicos e vendendo participações em empresas, já que o limite máximo de exposição à renda variável foi reduzido de 45% para 35%.

Colocando o carro na frente dos bois, já que ainda nem fez a primeira operação, ontem o governo federal anunciou que pretende realizar em NOV/17 o segundo leilão deste ano de áreas de petróleo e gás localizadas na camada pré-sal, além de promover outro certame em 2018.

Mostrando que a inflação está controlada e assim dando novos argumentos para o Copom seguir reduzindo em ritmo acelerado a taxa básica de juros brasileira, o IPCA-15, que é a prévia da inflação oficial do país, subiu 0,31% em JAN/17, o que ficou bem abaixo das "apostas do mercado" (0,44%) e representa o menor patamar para janeiro desde 1994, ano em que foi criado o Plano Real.

Beneficiando as exportações tupiniquins, a redução de estoques norte-americanos e problemas climáticos na Argentina esquentaram de novo o preço da soja, que está sendo negociada de US$ 10,7 a US$ 10,8 na Bolsa de Chicago, o que representa o maior patamar desde JUL/16.

-    A Suzano subiu 5,4%, após a companhia anunciar o reajuste do preço da celulose.

Política:

Se somando a "jabuticabas" como o assassinato de Celso Daniel, que foi sequestrado mesmo em um carro blindado, e a queda do avião de Eduardo Cunha, que morreu quando começou a incomodar a candidatura de Dilma, Teori Zavascki, ministro do STF que estava encarregado de homologar a delação dos executivos da Odebrecht, com acusações contra centenas de políticos, morreu ontem vítima de um acidente aéreo.

Alem das teorias da conspiração, que obviamente surgem diante de um fato trágico, outra reação imediata de boa parte da população brasileira à morte de Teori Zavascki foram os pedidos para que o juiz Sergio Moro seja nomeado ministro do Supremo Tribunal Federal, o que sem uma enorme pressão popular, maior do que foi para o impeachment de Dilma, é praticamente impossível de acontecer.

Considerado um dos juízes mais preparados do Supremo, tanto técnica quanto politicamente, Teori Zavascki sabia que estava diante da tarefa mais importante de sua carreira e sua trágica morte certamente vai causar atraso na homologação da delação dos 77 executivos da Odebrecht e pode ajudar o PMDB, o PSDB e o PT a enterrar a Lava Jato.

Mostrando que, excluindo-se o nanico e recém criado NOVO, o Brasil não tem partidos de direita, o "nobre" senador democrata Ronaldo Caiado, que "por acaso" é médico, lançou uma proposta de lei para autorizar o saque do FGST, que nem deveria existir, para gastos com planos de saúde.

Como tem DNA peemedebista e portanto não gosta de arrumar confusão com ninguém, o presidente Temer descartou a possibilidade de criação de um mecanismo para restringir o número de trabalhadores que poderão sacar recursos das contas inativas do FGTS, mesmo após uma análise dos números apontar que cerca de 2% das contas concentram um montante muito expressivo do volume total de recursos.

"Alertando" que alguns parlamentares realmente defenderem a tese de que é necessário trocar seus princípios por cargos, o deputado André Figueiredo, do PDT e que é o único candidato da oposição a disputar a presidência da Câmara, qualificou como "lamentável" o apoio do PC do B à reeleição de Rodrigo Maia e a tendência de o PT seguir o mesmo caminho.

Novamente pregando em uma "comício particular", desta vez para 400 petistas, ontem o ex-presidente Lula, obviamente querendo voltar a ter fórum privilegiado e acabar com a Lava Jato, novamente defendeu que o PT se dedique a uma campanha pela antecipação das eleições presidenciais de 2018.

Confirmando a total falta de escrúpulos e de coerência dos petistas, Rui Falcão, presidente do PT, defendeu, obviamente à mando de Lula, uma negociação de apoio à Rodrigo Maia, candidato da base aliada do governo Temer à presidente da Câmara, para garantir ao partido uma vaga na mesa diretora da Casa.

Crítica:

Tentando acabar com a matança de 2,5bi de pintos machos vivos por ano, que por ter carne ruim e não botarem ovos são triturados logo após nascerem, o ministro da Agricultura da Alemanha, Christian Schmidt, começou a divulgar uma máquina que usa um processo "in-ovo" para determinar o gênero de ovos fertilizados apenas 72 horas depois de o processo de incubação começar.

Apesar da histeria da imprensa socialista tupiniquim, Trump, cujas opiniões e a história de vida representam muito bem a média do cidadão norte-americano, vai se tornar hoje o 45º presidente dos EUA, "assumindo como chefão" a maior potência econômica e militar do mundo com a missão de "tornar o EUA grande novamente".

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário