R.B. 17/JAN/17 "Pensamento de esquerda da TV Globo"



"Pensamento de esquerda da TV Globo"

São Paulo, 17 de janeiro de 2017 (TERÇA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, realizando lucros recentes e acompanhando as perdas das demais bolsas mundiais, porem deve-se ressaltar que a tendência ainda é de alta e que o patamar atual é interessante para compras e (2) o DÓLAR pode subir, rumo aos R$ 3,30, influenciado pela esperada piora do “humor” na bolsa brasileira e seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,3%, com baixo volume de negócios para um dia de vencimento de opções (R$ 7,2bi), por conta do feriado em NY, e sustentada pelo bom desempenho das ações da Vale (3,3%), que por sua vez acompanhou a valorização internacional do minério de ferro (4,1%) e (2) o DÓLAR subiu 0,8% à R$ 3,24, recuperando perdas recentes e acompanhando a valorização internacional da moeda norte-americana, por conta da recuperação da referida maior economia do mundo e das “apostas” de alta dos juros nos EUA.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -1,0% e China -0,3%, em clima de cautela e incerteza antes da posse de Trump, o novo presidente dos EUA que em sua primeira entrevista coletiva falou pouco sobre seus planos econômicos, (2) da EUROPA, com baixo volume de negócios, Inglaterra -0,2%, França -0,8% e Alemanha -0,6%, em compasso de espera antes da divulgação do plano de saída do Reino Unido da União Europeia e com destaques de queda para as ações dos bancos, já que a agência de classificação de risco DBRS reduziu o rating da Itália de A para BBB e (3) dos EUA, S&P, DJ e NASDAQ permaneceram fechadas por conta do feriado em homenagem ao líder Martin Luther King.

Conhecedor, como poucos, da dinâmica da economia tupiniquim, Luiz Trabuco, presidente do Bradesco, “avisou”, assim que chegou em Davos para participar do Fórum Econômico Mundial, que a recuperação brasileira não será um “voo de galinha” e ressaltou que (1) já se observa a queda do endividamento das empresas, (2) as concessões em infraestrutura ajudarão a gerar empregos e (3) em JUL/18 o PIB do país já estará crescendo a um ritmo anual de 2,3%.

Exalando otimismo, Meirelles, ministro brasileiro da Fazenda, afirmou ontem, diretamente do fórum econômico de Davos, que os indicadores já mostram que a economia tupiniquim já está no caminho da recuperação.

Se preparando para mudanças nas regras e nas políticas globais, Li Keqiang, primeiro-ministro da China, afirmou que seu país enfrentará mais pressão e problemas em 2017, porem manteve em 6,5% suas projeções de crescimento do PIB em 2017, patamar ligeiramente menor que o auferido em 2016 (6,7%).

“Apostando” em novas reduções da Selic, que segundo suas novas projeções terminaria o ano em 9,75%, o “mercado” reduziu, desta vez de 4,81% para 4,80%, suas expectativas para o IPCA de 2017, e manteve em 0,5%, assim como na semana passada, suas perspectivas para o desempenho do PIB neste ano.

Menos otimista com o Brasil do que os brasileiros, os economistas do FMI reduziram, desta vez de 0,5% para 0,2%, suas “apostas” para o desempenho da economia tupiniquim em 2017, porem elevaram, de 3,1% para 3,7%, suas projeções para a média de crescimento da economia global neste ano, ressaltando que este empurrão virá de perspectivas melhores nos EUA, na China, na Europa e no Japão.

Como já era de se esperar, a recessão econômica tupiniquim derrubou a arrecadação de impostos do governo federal no ano passado, porem, dando um sinal de que atingimos o fundo do poço, os dados de DEZ/16 indicam uma retração de “apenas” -3,1% o que, segundo os analistas, foi menos intenso do que nos meses anteriores.

Principalmente por conta da crise econômica, segundo uma pesquisa da consultoria PwC com 1.379 executivos-chefes de 79 países, o Brasil caiu da terceira posição em 2011 para a sétima posição em 2016 na lista dos países classificados como atraentes para novos negócios.

Ajudando o Brasil a seguir sendo o celeiro do mundo, Temer “avisou” ontem que o governo vai anunciar nos próximos dias a liberação de R$ 12bi para o pré-custeio da safra agrícola 2017/18, valor R$ 2bi superior ao oferecido na safra anterior e que incluem recursos para compra de insumos para a lavoura, como sementes, fertilizantes e defensivos, a juros subsidiados.

Política:

Mostrando claramente qual é seu limite, ontem o presidente Temer afirmou que o governo admite negociar alguns pontos da reforma da Previdência, mas ressaltou, coberto de razão, que descarta veementemente alterar a proposta de estipular a idade mínima de 65 anos para a aposentadoria.

Trabalhando enquanto seus “nobres colegas de toga” tiram férias, a ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal, concedeu 10 dias para que o presidente da Câmara, o democrata Rodrigo Maia, se manifeste a respeito de uma ação movida por André Figueiredo, seu adversário na disputa para permanecer no comando da Casa.

Ainda com uma bancada (ou seria um bando?) importante de 57 deputados federais, hoje o PT fará uma reunião para iniciar as discussões sobre quem o partido vai apoiar na disputa pela presidência da Câmara, que ocorrerá em 2/FEV/17, e agora a tendência é apoiar Jovair Arantes, do PTB de Goiás, que têm prometido lugar aos petistas na Mesa Diretora.

Trabalhando para quem lhe pagar mais, Kassab, que é ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, afirmou ontem que o governo não quer intervir na companhia telefônica Oi, que enfrenta uma recuperação judicial e que vai se beneficiar da nova Lei Geral de Telecomunicações, já aprovada na Câmara, que transforma obrigações de investimento em telefonia fixa em aportes de recursos em banda larga.

Abandonando a canoa furada petista, que deve ficar apenas com Lula e seus comparsas mais próximos, Sebastião Almeida, ex-prefeito de Guarulhos, anunciou ontem sua desfiliação do PT, queixando-se do que chamou de "jogo rasteiro" dos petistas da cidade e reclamando de falta de diálogo interno e de reconhecimento dos próprios erros.

Ao mesmo tempo em que se prepara para fazer sua delação premiada, Eduardo Cunha, diretamente da prisão, também acompanha atentamente a disputa pela presidência da Câmara, atuando fortemente contra a candidatura do democrata Rodrigo Maia, a quem atribui sua cassação.

Sem a preocupação de gastar mais dinheiro publico, uma das alternativas apontadas por peemedebistas para contornar a disputa com o PSDB por espaço na Secretaria de Governo envolve a criação de uma estrutura paralela, para que a sigla não fique alijada da relação com o Congresso.

Crítica:

Mostrando que não é só por aqui que existe piada pronta, o Brasil, representado pelo ministro da Transparência, Torquato Jardim, será presidente de um encontro do G-20 para discutir formas de combate à corrupção que ocorrerá nos dias 24 e 25/JAN/17 na cidade alemã de Berlim.

Em oposição ao “pensamento de esquerda da TV Globo”, que afirma que a culpa das rebeliões é que “coitadinhos” estão presos, um grupo fechado de juízes criado no Facebook está colhendo assinaturas de magistrados numa “Carta Aberta à Sociedade“ na qual ressaltam que jamais mantêm pessoas presas por prazer e que ainda existem milhares de mandados de prisão por serem cumpridos.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário